Leite Magnésia - Nativita Icone para ediçãoIcone de Enomear Icone de Excluir

Para que serve

- Está indicado como antiácido nos casos de hiperacidez gástrica, úlcera péptica, esofagite, gastrite, duodenite e hérnia de hiato.
- Azia
- Constipação intestinal
- Hiperacidez gástrica
- Evacuação intestinal antes de cirurgias.

- Pacientes menores de 6 anos.
- Pacientes com insuficiência renal.
- Hipersensibilidade aos componentes da fórmula.
- Para pacientes com apendicite, com colostomia, com sangramento retal não diagnosticado ou perfuração intestinal, insuficiência renal.
- Crianças menores de 6 anos.

Uso Oral

Adultos.

- Constipação, evacuação intestinal antes de cirurgias: 15 a 60 ml, em dose única.

- Antiácido: 5 a 15 ml, de acordo com a necessidade.

Crianças

- Constipação, evacuação intestinal antes de cirurgias. 15 a 60 ml, em dose única.

- Antiácido: 2,5 a 5 ml, de acordo com a necessidade.

Pacientes com insuficiência renal ou menores de 2 anos devem consultar o médico antes de tomar este medicamento.

Estudos realizados em animais não indicaram efeitos nocivos diretos ou indiretos relacionados à gravidez, desenvolvimento embrionário/ fetal, parto ou desenvolvimento pós natal. O magnésio pode atravessar a barreira placentária e é excretado em pequenas quantidades no leite materno, por isso mulheres grávidas e amamentando devem consultar o médico antes de tomar este medicamento.

Caso o paciente tenha dor abdominal persistente, ele deverá consultar o médico. Enquanto estiver fazendo uso deste medicamento, o paciente deve manter uma adequada ingestão de líquidos.

Este medicamente não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista.

Pode causar diarréia. Caso isto ocorra, principalmente em crianças e idosos, o paciente deve imediatamente interromper o uso deste medicamento.

Caso tenha dor abdominal persistente, o paciente deve consultar o médico.

Em pacientes com insuficiência renal, pode ocorrer sintomas de intoxicação decorrente do acúmulo de magnésio (hipermagnesemia).

É improvável que o hidróxido de magnésio comprometa a capacidade das pacientes de dirigir ou operar máquinas.

Estimar dados numéricos relacionados a frequência de eventos adversos para produtos isentos de prescrição é difícil. Desta forma, nenhuma estimativa é fornecida.

Em casos de eventos adversos, notifique ao Sistema de Notificações em Vigilância Sanitária – NOTIVISA, disponível em www.anvisa.gov.br/hotsite/notivisa/index.htm, para a Vigilância Sanitária Estadual ou Municipal.

Não use este medicamento em caso de doença dos rins.

O Hidróxido de Magnésio (substância ativa) pode interferir localmente na absorção de outros medicamentos administrados por via oral devido ao aumento do pH gástrico. Isto pode ser evitado com intervalo de 2-3 horas entre a administração desse medicamento.

O Hidróxido de Magnésio (substância ativa) pode aumentar a absorção de ibuprofeno e diminuir a absorção de penicilamina, bifosfonatos, cetoconazol e tetraciclina. A excreção de salicilatos aumenta com a mudança do pH urinário.

O uso concomitante do Hidróxido de Magnésio (substância ativa) com poliestireno sulfonato de sódio ocasiona excesso de íons bicarbonato, os quais são absorvidos e podem causar alcalose metabólica.

Resultados de Eficácia


O Hidróxido de Magnésio (substância ativa) tem seu uso tradicionalmente reconhecido como laxante e antiácido (Formulário Nacional – Farmacopéia Brasileira 2005).

Características Farmacológicas


O Hidróxido de Magnésio (substância ativa) é um composto que é praticamente insolúvel em água e reage com o ácido clorídrico no estômago, formando cloreto de magnésio e reduzindo a acidez gástrica. A sua ação neutralizante é semelhante a do bicarbonato de sódio e quando a dose administrada é superior a dose necessária para que ocorra a neutralização do ácido cloridrico, o ph intragástrico pode atingir ph 8 ou 9. O rebote ácido decorrente a administração do Hidróxido de Magnésio (substância ativa) é insignificante. O Hidróxido de Magnésio (substância ativa) também age aumentando a retenção de água no lúmen intestinal. O Hidróxido de Magnésio (substância ativa) exerce seu efeito terapêutico antiácido rapidamente no trato gastrointestinal e, consequentemente, esta ação independe das propriedades farmacocinéticas.

Após administração oral, cerca de 1/3 a 1/2 do magnésio é absorvido lentamente no intestino delgado. Os sais de magnésio são excretados majoritariamente na urina, com pequenas quantidades excretadas pelas fezes e pela saliva. Dados de segurança pré-clínicos sobre Hidróxido de Magnésio (substância ativa) na literatura não revelaram achados que são de relevância para a dose recomendada e utilização do produto.

*Não use medicamentos sem o conhecimento do seu médico, pode ser perigoso para a sua saúde.
*As informações aqui divulgadas não deverão ser utilizadas como substituto de prescrição médica para o tratamento de qualquer doença.