Lactobacillus + Bifidobacterium Icone para ediçãoIcone de Enomear Icone de Excluir

Para que serve

Lactobacillus + Bifidobacterium (substância ativa) é indicado no tratamento das enterocolites e suas manifestações, durante a terapêutica por antibióticos e quimioterápicos por via oral, principalmente em síndromes disenteriformes quando então os Lactobacillus acidophilus protegem a flora intestinal normal.

Lactobacillus + Bifidobacterium (substância ativa) é contraindicado em pessoas com conhecida hipersensibilidade aos componentes da fórmula.

Isento de Prescrição Médica

Preparo

O conteúdo do envelope deve ser misturado a pequenas quantidades de líquidos ou alimentos semi-sólidos. Não adicionar o produto a alimentos ou líquidos quentes (acima de 60ºC) ou gelados, assim como a bebidas alcoólicas.

O preparado deve ser administrado, de preferência, em jejum ou meia hora antes das refeições. No caso de pacientes sob tratamento com antibióticos ou quimioterápicos, administrar o produto um pouco antes desses agentes.

Após a abertura dos envelopes, o produto deve ser imediatamente ingerido, pois o contato com o ar e a umidade pode alterar seu prazo de validade.

Posologia do Lactobacillus + Bifidobacterium


Adultos

1 ou 2 envelopes de Lactobacillus + Bifidobacterium (substância ativa), 2 vezes ao dia.

Crianças e lactentes

O conteúdo de 1 envelope de Lactobacillus + Bifidobacterium (substância ativa), 2 vezes ao dia.

Pessoas com sensibilidade ao leite e às proteínas animais podem ter reações do tipo alérgica (coceiras, vermelhidão na pele).

Podem ocorrer reações cardiovasculares, como:

Dor no peito; reações gastrintestinais, como gases, constipação e vômito; reações respiratórias, como soluços, produção anormal de muco; reações dermatológicas, como rash cutâneo.

Não sabe se estas reações são atribuídas à terapia com lactobacilos ou ao uso concomitante com antibióticos.

Em casos de eventos adversos, notifique ao Sistema de Notificações em Vigilância Sanitária – NOTIVISA. Disponível em www.anvisa.gov.br/hotsite/notivisa/ index.htm, ou para a Vigilância Sanitária Estadual ou Municipal.

A administração concomitante de antibióticos pode diminuir o efeito dos Lactobacillus acidophilus.

Gravidez, amamentação, pediatria e idosos

Os lactobacilos de Lactobacillus + Bifidobacterium (substância ativa) não são absorvíveis, consequentemente o produto é desprovido de ação sistêmica, podendo ser utilizado por lactentes, crianças, adultos, gestantes, lactantes e idosos.

Interferências em Exames Laboratoriais

Não são conhecidos casos de interferência de Lactobacillus + Bifidobacterium (substância ativa) no resultado de exames laboratoriais.

Resultados de Eficácia


Um estudo comparou a eficácia de cinco preparações de probióticos recomendados aos pais no tratamento de diarreia aguda em crianças, através de um ensaio clínico randomizado controlado em colaboração com pediatras da família por mais de 12 meses.

Participantes

Crianças com idade de 3 a 36 meses com diarreia aguda foram avaliadas por pediatra familiar.

Intervenção

Os pais das crianças foram aleatoriamente designados para receber instruções por escrito para comprar um produto probiótico específico:

Solução de reidratação oral (controle grupo); cepa de Lactobacillus rhamnosus GG; Saccharomyces boulardii; Bacillus clausii; mistura de L. delbrueckievari bulgaricus, Streptococcus thermophilus, L. acidophilus e Bifidobacterium bifidum, ou Enterococcus faecium SF68.

Os resultados principais que medem os resultados primários foram:

Duração de diarreia, número diário e consistência das fezes.

Os desfechos secundários foram:

Duração de vômitos, febre e taxa de admissão ao hospital.

Segurança e tolerância também foram registrados. Ocorrências de 571 crianças foram atribuídas à intervenção.

A duração média da diarreia foi significativamente menor (P <0,001) nas crianças que receberam cepas de L rhamnosus GG (78,5 horas) e a mistura de quatro cepas bacterianas L. delbrueckievari bulgaricus, Streptococcus thermophilus, L. acidophilus e Bifidobacterium bifidum, ou Enterococcus faecium SF68. (70,0 horas) em relação às crianças que receberam solução de reidratação oral isoladamente (115,0 horas).

Um dia após a primeira administração de probiótico, o número diário de fezes foi significativamente menor (P <0,001) nas crianças que receberam cepas de L.rhamnosus GG e naqueles que receberam o mix de probióticos que nos outros grupos. As demais preparações não afetam os resultados preliminares.

Os resultados secundários foram semelhantes em todos os grupos.

Características Farmacológicas


Lactobacillus + Bifidobacterium (substância ativa) é um probiótico constituído por Lactobacillus acidophilus vivos, resistentes à secreção gastroentérica e à ação dos antibióticos usuais e também aos quimioterápicos utilizados por via oral em altas doses.

Os Lactobacillus acidophilus produzem ácido lático, diminuindo o pH do meio intestinal e criando um ambiente favorável para os organismos benéficos e uma condição adversa para organismos patogênicos.

Lactobacillus + Bifidobacterium (substância ativa) possui as propriedades de criar um saudável ambiente fisiológico no intestino; restabelecer a microflora intestinal após terapia com antibióticos ou quimioterápicos; fortalecer a função intestinal e regular o trato gastrintestinal.

O tratamento das síndromes disenteriformes com Lactobacillus acidophilus não é diretamente dirigido contra o agente etiológico, e sim à reposição da flora intestinal.

20 Bi

*Não use medicamentos sem o conhecimento do seu médico, pode ser perigoso para a sua saúde.
*As informações aqui divulgadas não deverão ser utilizadas como substituto de prescrição médica para o tratamento de qualquer doença.