Lacto Vagin Icone para ediçãoIcone de Enomear Icone de Excluir

Para que serve

Tirotricina (substância ativa) é indicado no tratamento de vulvovaginites (inflamação ou infecção da vulva, vagina e epitélio escamoso do colo uterino) e cervicites (irritação do colo do útero) de qualquer tipo ou origem; como preventivo no pré e pós-operatório vaginal; higiene íntima e do pós-parto; no tratamento de candidíase.

Hipersensibilidade aos componentes da fórmula.

Em um recipiente adequado e limpo, adicionar, para cada 1 litro de água morna, 30 mL de Tirotricina (substância ativa) e misturar. A solução pode ser utilizada para a realização de banho de assento ou ducha vaginal.

Banho de assento

A paciente deve permanecer em contato com o banho por, no mínimo, 15 minutos, não sendo necessário o enxágüe com água ao término.

Após o banho, a água deve ser descartada e nova preparação deve ser feita para a próxima aplicação.

Recomenda-se a realização de 2 a 3 banhos de assento externos diários com Tirotricina (substância ativa).

Banhos de assento com Tirotricina (substância ativa) podem ser aplicados durante 4 semanas, no máximo.

Duchas vaginais

Devem ser realizadas apenas 1 vez ao dia, durante cinco dias, no máximo.

Se após o período de tratamento recomendado não houver o desaparecimento dos sintomas, o médico deverá ser consultado.

Para a utilização correta das doses de Tirotricina (substância ativa) recomenda-se o uso do copo-medida contido na embalagem do medicamento.

O copo-medida possui indicações visuais de doses, as quais devem ser seguidas conforme modo de usar.

Descrição do copo-medida

 

Não há estudos dos efeitos de Tirotricina (substância ativa) administrado por vias não recomendadas. Portanto, por segurança e para eficácia deste medicamento, o uso deve ser apenas ginecológico.

Siga corretamente o modo de usar. Em caso de dúvidas sobre este medicamento, procure orientação do farmacêutico. Não desaparecendo os sintomas, procure orientação de seu médico ou cirurgião-dentista.

Gestantes - Risco C: Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista Lactação: Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres que estão amamentando sem orientação médica ou do cirurgião-dentista

Tirotricina é um medicamento bem tolerado pela grande maioria dos pacientes, a incidência de reações adversas foi determinada com base em estudos e literaturas científicas indexadas.

Distúrbios do Fígado e da Vesícula biliar

Hepatite.

Distúrbios do Sistema Urinário

Toxicidade para os rins.

Afecções da Pele e Distúrbios Afins

Irritação local, Síndrome de Stevens-Johnson, Sensação de queimação no local da aplicação.

Distúrbio do Estado Geral

Dor.

Distúrbio dos Órgãos dos Sentidos

Perda da sensibilidade de sentir cheiro.

Distúrbio do Sistema Respiratório

Irritação nasal, asfixia, inchaço na garganta, inflamação dos pulmões.

Distúrbio do Sistema Gastrointestinal

Vômito, hematemese, úlcera estenose pilórica.

Distúrbio do Sistema Cardiovascular

Desmaio.

Distúrbio de Plaquetas, Sangramentos e Coagulação

Coagulação intravascular.

Distúrbios das Células Sanguíneas Vermelhas

Hemólise.

Dados de Farmacoviligância 

Ainda não foram relatadas reações adversas com o uso do produto tirotricina durante o período pós-comercialização.

Informe ao seu médico, cirurgião-dentista ou farmacêutico o aparecimento de reações indesejáveis pelo uso do medicamento. Informe também à empresa através do seu serviço de atendimento.

Cada mL da solução contém: tirotricina 0,25 mg hidroxiquinolina 10 mg ácido láctico 0,04 mL ácido tânico 2 mg ácido acético 0,04 mL Veículos*q s p 1 mL *( cânfora, edetato dissódico, álcool etílico, essência de alecrim, essência de alfazema, água purificada).

Devido à ação tópica do medicamento, não são conhecidas interações entre os fármacos de Tirotricina (substância ativa) e medicamentos administrados por via oral ou parenteral.

Resultados de eficácia

Em estudo realizado com solução ginecológica composta por Tirotricina (substância ativa) associada a outros fármacos no tratamento de processos inflamatórios, vulvovaginites e desordens vaginais observaram-se uma eficácia de 94% nos primeiros dias e de 100% no término do tratamento. O medicamento apresentou tolerância em 100% dos casos.

Características farmacológicas

Tirotricina (substância ativa) é um medicamento utilizado no tratamento de inflamações e infecções vulvovaginais.

Os componentes de Tirotricina (substância ativa) apresentam atividades antibacteriana, antifúngica e antiinflamatória, restaurando as características normais da vagina e genitais externos.

A Tirotricina (substância ativa) é um antibiótico polipeptídico produzido a partir da fermentação do Bacillus brevis. Sua atividade antibacteriana é a soma das ações da gramicidina e tirocidina que exercem o efeito bactericida através da estimulação de um tipo anormal do metabolismo dos carboidratos, impedindo a produção normal de energia e consequentemente o crescimento bacteriano e divisão celular.

Além do efeito bactericida este peptídeo também possui propriedades fungicidas.

A hidroxiquinolina possui ação antibacteriana, antifúngica e antiprotozoária, por possuir maior afinidade pela parede microbiana lipídica que facilita sua penetração celular para quelar íons metálicos.

O ácido tânico é um adstringente e descongestionante das mucosas, diminuindo a produção de secreções.

Os ácidos láctico e acético em solução possuem ação antibacteriana, antifúngica e antiprotozoários em desordens vaginais. Sua ação ocorre principalmente pela destruição da parede celular de microorganismos.

*Não use medicamentos sem o conhecimento do seu médico, pode ser perigoso para a sua saúde.
*As informações aqui divulgadas não deverão ser utilizadas como substituto de prescrição médica para o tratamento de qualquer doença.