Picoprep Icone para ediçãoIcone de Enomear Icone de Excluir

Para que serve

Picoprep é destinado para a limpeza intestinal antes da realização de procedimentos diagnósticos – radiológicos e endoscópicos (colonoscopia) – e terapêuticos, quando clinicamente necessários.

Picoprep está contraindicado nos seguintes casos: hipersensibilidade (alergia) a qualquer componente da formulação, insuficiência cardíaca congestiva (o coração não é capaz de bombear de forma eficiente o sangue pelo corpo), retenção gástrica, úlcera gástrica e/ou intestinal, colite tóxica (lesão na parede intestinal), megacólon tóxico (expansão do intestino grosso), íleo paralítico, vômito e náusea graves, condições abdominais agudas que necessitam de cirurgia (por exemplo, apendicite aguda), obstrução ou perfuração gastrintestinal conhecida ou suspeita, desidratação severa, rabdomiólise (síndrome que se caracteriza por destruição muscular, com liberação de conteúdo intracelular na circulação sanguínea), níveis elevados de magnésio no sangue, doença inflamatória intestinal ativa (como doença de Crohn ou retocolite ulcerativa).

Em pacientes com redução grave da função renal, pode ocorrer acúmulo de magnésio no plasma.

Outra preparação deve ser usada em tais casos. Este medicamento é contraindicado para uso por pacientes com insuficiência renal. Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião dentista.

Modo de preparo: O conteúdo do sachê (o pó) deverá ser dissolvido em um copo de água (aproximadamente 150 mL, adicionar o pó na água).
A solução deverá se tornar efervescente e, em seguida, quase branca, turva e com leve odor de laranja Mexer com uma colher por 2 a 3 minutos, em recipiente aberto, para dissolver o pó.

Após a dissolução completa, a solução deve ficar quase transparente. A solução pode ficar quente enquanto o Picoprep se dissolve. Caso isso aconteça, aguardar que a solução resfrie para depois bebê-la. No dia anterior ao procedimento, os pacientes devem manter uma dieta pobre em resíduos. No dia do procedimento os pacientes devem manter uma dieta de líquidos claros sem resíduos. Para evitar a desidratação é importante seguir a recomendação de ingestão de líquidos como preconizado em conjunto com a dosagem de Picoprep, enquanto os efeitos de Picoprep persistirem. Além da ingestão de líquidos em conjunto com o regime de tratamento, recomenda- se uma ingestão normal de líquidos claros sem resíduos, conforme o paciente sinta sede.

Líquidos claros sem resíduos incluem uma variedade de sucos de fruta sem polpa e claros, refrigerantes claros isotônicos, sopas coadas ou caldos ralos, chás claros, água e bebidas claras sem leite, soja ou creme. Não beber somente água Líquidos claros sem resíduos podem ser ingeridos até 2 horas antes do horário do procedimento.
Adultos (incluindo idosos): Se o procedimento (exame) for agendado para a tarde, é recomendado utilizar a forma de administração da dose dividida.

Posologia Pipoprep deve ser administrado exclusivamente pela via oral.
Siga exatamente a posologia prescrita pelo seu médico Picoprep pode ser administrado de duas formas: Dose do dia anterior (para exames marcados pela manhã ): A primeira dose (1º sachê) deve ser administrada pela tarde ou no início da noite e a segunda dose (2º sachê) seis horas depois, na noite anterior ao procedimento.
- O primeiro sachê é administrado pela tarde ou início da noite (por exemplo, entre as 16:00 e 18:00), seguido de pelo menos cinco copos de 250 mL de líquidos claros sem resíduos, durante as horas seguintes;
- O segundo sachê é administrado tarde da noite (por exemplo, entre as 22:00 e 24:00), seguido de pelo menos três copos de 250 mL de líquidos claros sem resíduos, durante as horas seguintes;
- Podem ser consumidos líquidos claros sem resíduos até 2 horas antes do horário do procedimento. Dose dividida (para exames marcados entre o meio da manhã e à tarde): A primeira dose (1º sachê) deve ser administrada na noite anterior ao procedimento e a segunda dose (2º sachê) deve ser administrada no dia seguinte, de manhã, antes do procedimento.

No dia anterior ao procedimento – 1 sachê: - O primeiro sachê é administrado no período da tarde/noite (por exemplo, entre as 17:00 e 21:00), seguido de pelo menos cinco copos de 250 mL de líquidos claros sem resíduos, durante as horas seguintes;

No dia do procedimento – 1 sachê: - O segundo sachê é administrado de manhã (de 5 a 9 horas antes do procedimento), seguido de pelo menos três copos de 250 mL de líquidos claros sem resíduos, durante as horas seguintes;

- Podem ser consumidos líquidos claros sem resíduos até 2 horas antes do horário do procedimento Instruções complementares: A administração máxima diária é de 2 (dois) sachês de Picoprep. O efeito de Picoprep pode ser iniciado a qualquer momento após a administração da dose do produto. Assegure-se que tenha acesso a um banheiro após cada dose de Picoprep até que o efeito passe. O sucesso do procedimento depende de que o intestino esteja o mais limpo possível.

O procedimento pode ser repetido caso o intestino não esteja adequadamente limpo e o médico julgue necessário Picoprep é para uso único, em duas administrações prévias a procedimentos diagnósticos ou terapêuticos no cólon, não devendo ser utilizado como um laxante de rotina.

O QUE DEVO FAZER QUANDO EU ME ESQUECER DE USAR ESTE MEDICAMENTO?

Caso ocorra esquecimento da administração do produto ou de uma dose, entrar em contato com seu médico.
Em caso de dúvidas, procure orientação do farmacêutico ou de seu médico, ou cirurgião-dentista.

Advertências e precauções: Este medicamento deve ser usado com muito cuidado caso você tenha sido submetido recentemente a uma cirurgia gastrintestinal. O período de limpeza intestinal não deve exceder 24 horas, pois períodos maiores de tratamento podem aumentar o risco de desequilíbrio hidroeletrolítico.

Picoprep e outras preparações para limpeza de intestino podem causar sérios eventos adversos, incluindo perda de líquidos grave (desidratação) e mudança nos sais sanguíneos (eletrólitos). Estas mudanças podem causar batimentos cardíacos anormais (que podem causar morte), convulsões (mesmo que você nunca tenha tido convulsão) e problemas renais. Para evitar a desidratação, é recomendada a ingestão de quantidades suficientes de líquidos claros sem resíduos enquanto os efeitos de Picoprep persistirem. Líquidos claros sem resíduos incluem uma variedade de sucos de fruta sem polpa e claros, refrigerantes claros isotônicos, sopas coadas ou caldos ralos, chás claros, água e bebidas claras sem leite, soja ou creme. Não beber somente água.

Você deve informar ao seu médico se tomou ou estiver tomando regularmente medicamentos orais, inclusive medicamentos de uso sem prescrição, incluindo vitaminas ou suplementos Picoprep não deve ser utilizado como um laxante de rotina. Devido ao benefício clinicamente relevante da limpeza intestinal antes da cirurgia colorretal eletiva aberta não poder ser comprovado, os medicamentos de limpeza intestinal só devem ser administrados antes da cirurgia do intestino se claramente necessários.

Os riscos do tratamento devem ser cuidadosamente ponderados com os possíveis benefícios e necessidades dependendo dos procedimentos cirúrgicos realizados.
Cuidados e advertências para populações especiais: Você deve conversar com o seu médico antes de utilizar Picoprep caso você tenha problema nos rins ou esteja em dieta de restrição de potássio, pois cada sachê contém 5 mmol (ou 195 mg) de potássio. Você deve conversar com o seu médico antes de utilizar Picoprep caso tenha doença cardíaca ou doença inflamatória intestinal.

Este medicamento também contém lactose. Caso você tenha intolerância à lactose, informar ao seu médico antes de utilizar Picoprep. Este medicamento contém LACTOSE.

Uso por idosos: Não existe restrição ao uso do produto por pessoas idosas, mas é importante a ingestão de quantidade suficiente de água e eletrólitos durante o período de tratamento. Uso na gravidez e durante a amamentação. Não existem dados sobre o uso deste produto durante a gravidez ou durante a amamentação. Como muitos medicamentos são excretadas no leite materno, converse com seu médico sobre o uso deste produto durante a amamentação Influência na fertilidade.

Estudos com Picoprep em animais não apresentaram comprometimento da fertilidade ou toxicidade embriofetal (efeito tóxico no embrião ou no feto). Em estudos com picossulfato de sódio isolado, a toxicidade embriofetal foi observada em ratos e coelhos em doses muito altas. Entretanto, como os estudos em animais nem sempre são refletidos na resposta humana, este medicamento deve ser utilizado durante a gravidez somente se for claramente necessário.

Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião dentista. Efeito na capacidade de dirigir veículos e operar máquinas Picoprep não possui efeito na capacidade de dirigir veículos e operar máquinas. No entanto, assegure-se de ter acesso a um banheiro após cada dose de Picoprep e até o efeito passar.

Em pacientes com redução grave da função renal, pode ocorrer acúmulo de magnésio no plasma.

Não use este medicamento em caso de doenças intestinais graves.

Cada sachê contém os seguintes ativos: picossulfato de sódio 10 mg óxido de magnésio 3,5 g ácido cítrico anidro 12,0 g Excipientes: bicarbonato de potássio, sacarina sódica, aroma de laranja (goma arábica, lactose, ácido ascórbico e butil- hidroxianisol).

A ingestão inadvertida de doses muito acima das preconizadas pode ocasionar diarreia intensa. É recomendado procurar imediatamente assistência médica. Nestes casos, devem-se adotar medidas de suporte e correção dos fluidos e do balanço eletrolítico como tratamento. Em caso de uso de grande quantidade deste medicamento, procure rapidamente socorro médico e leve a embalagem ou bula do medicamento, se possível Ligue para 0800 722 6001, se você precisar de mais orientações.

O uso concomitante de diuréticos ou adrenocorticosteroides pode aumentar o risco de desequilíbrio eletrolítico, se forem utilizadas doses excessivas de Picossulfato de Sódio (substância ativa).

O desequilíbrio eletrolítico pode levar a aumento da sensibilidade aos glicosídeos cardíacos.

A administração concomitante de antibióticos pode reduzir a ação laxativa de Picossulfato de Sódio (substância ativa).

Resultados de eficácia

Em estudo randomizado, multicêntrico, duplo-cego e controlado por placebo para avaliar a eficácia e segurança do picossulfato de sódio, 57 pacientes portadores de constipação crônica por pelo menos três meses foram submetidos a tratamento por três noites consecutivas.

Ficou demonstrado que o grupo tratado com picossulfato de sódio 7 mg/noite obteve respostas terapêuticas (82,8%) estatisticamente superiores aos do grupo tratado com placebo (50%) quanto à melhora da frequência e menor esforço para evacuar (p=0,010), e com menor ocorrência de distensão abdominal.

Características farmacológicas

Farmacodinâmica

O Picossulfato de Sódio, é um laxativo de contato pertencente ao grupo triarilmetano, que, após a clivagem bacteriana no cólon, estimula a mucosa do intestino grosso provocando peristaltismo do cólon e promove o acúmulo de água e, consequentemente, de eletrólitos no lúmen do cólon.

Isto resulta em estímulo da defecação, redução do tempo de trânsito intestinal e amolecimento das fezes.

Sendo um laxativo que atua no cólon, o picossulfato de sódio estimula especificamente o processo de evacuação natural na região mais baixa do trato gastrointestinal.

Dessa maneira, o picossulfato de sódio é ineficaz na alteração da digestão ou da absorção de calorias ou nutrientes essenciais no intestino delgado.

Farmacocinética

Absorção e distribuição

Após administração oral, o picossulfato de sódio atinge o cólon sem absorção importante, evitando assim a circulação entero-hepática.

Biotransformação

O picossulfato de sódio é convertido no composto laxativo ativo bis-(p-hidroxifenil)- piridil-2-metano (BHPM) por clivagem bacteriana no segmento distal do intestino.

Eliminação

Após a conversão, somente pequenas quantidades de BHPM são adsorvidas e são quase completamente conjugadas na parede do intestino e no fígado para formar o BHPM glicuronídeo.

Após 48 horas da administração oral de 10 mg de picossulfato de sódio, 10,4% do total da dose foi excretada na urina na forma de BHPM glicuronídeo.

Em geral, a excreção na urina diminui quando altas doses de picossulfato de sódio estão sendo administradas.

Relação farmacocinética/farmacodinâmica

Consequentemente, o início da ação ocorre geralmente entre 6 a 12 horas, o que é determinado pela liberação da substância ativa (BHPM).

Não existe relação direta ou inversa entre o efeito laxativo e os níveis plasmáticos da porção ativa.

Picoprep deve ser conservado à temperatura ambiente (temperatura entre 15º e 30°C) e em sua embalagem original. Número de lote e datas de fabricação e validade: vide embalagem. Não use medicamento com o prazo de validade vencido. Guarde-o em sua embalagem original. Depois de preparado, este medicamento deve ser utilizado imediatamente.

Cada sachê de Picoprep deve ser utilizado uma única vez. Caso o sachê não tenha sido totalmente utilizado, o conteúdo remanescente deve ser descartado. Características físicas e organolépticas Picoprep é apresentado como um pó branco cristalino, com leve odor de laranja. Após adicionar o pó na água, a solução torna-se efervescente, de cor quase branca turva, com leve odor de laranja e pode esquentar.

Após a dissolução completa, a solução deve ficar quase transparente. Antes de usar, observe o aspecto do medicamento. Caso ele esteja no prazo de validade e você observe alguma mudança no aspecto, consulte o farmacêutico para saber se poderá utilizá-lo. Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.

MS - 1.2876.0019
Farm. Resp.: Dra. Helena Satie Komatsu – CRF/SP 19.714
Fabricado por:
Ferring Pharmaceutical (China) Co., Ltd. Zhongshan City, Guangdong Province - China Importado, comercializado e registrado por: Laboratórios Ferring Ltda.
Praça São Marcos, 624 05455-050 - São Paulo - SP CNPJ: 74.232.034/0001-48 SAC: 0800 772 4656 www.ferring.com.br
VENDA SOB PRESCRIÇÃO MÉDICA.

*Não use medicamentos sem o conhecimento do seu médico, pode ser perigoso para a sua saúde.
*As informações aqui divulgadas não deverão ser utilizadas como substituto de prescrição médica para o tratamento de qualquer doença.