Hyalozima Icone para ediçãoIcone de Enomear Icone de Excluir

Indicação

Para que serve?

- Na reabsorção de coleções serosas (exsudatos, transudatos).

- Na difusão de anestésicos locais e outras a critério médico

Contraindicações

Quando não devo usar?

Hipersensibilidade à hialuronidase. Hyalozima não deve ser aplicada em áreas infeccionadas pela pos-sibilidade de difusão do processo infeccioso e nas proximidades de neoplasias.

Posologia

Como usar?

Tratando-se de produto de múltiplas aplicações em várias especialidades com dosagens variadas a exclusivo critério médico, é difícil fixar posologias. Contudo, como módulo indicativo, pode-se propor a dose de 150 UTR para
cada 10 ml de anestésico local, deixando-se ampla liberdade de escolha das doses por parte do médico. A solução deve ser aplicada imediatamente após a preparação.

Efeitos Colaterais

Quais os males que pode me causar?

Ainda não são conhecidas a intensidade e freqüência das reações adversas.

Advertências e Precauções

O que devo saber antes de usar?

Hyalozima injetada por via sub-cutânea, intradérmica ou intramuscular pode provocar reações alérgicas em 5 ou 6% das pessoas. Tais reações se manifestam com eritema (vermelhidão), eventualmente nódulos e tendem
a desaparecer com a interrupção do tratamento. Por via endovenosa (Hyalozima 20.000 UTR) não foram constatadas reações significativas, podendo, contudo aparecer reações anafiláticas caso ocorra tratamento
continuado. É recomendável realizar testes de sensibilidade antes de iniciar o tratamento com o produto.

Superdosagem

O que fazer se alguém usar uma quantidade maior do que a indicada?

Sintomas de superdosagem consistem em edema ou urticária locais, eritema, calafrios e hipotensão. Deve-se suspender a administração da enzima e tomar medidas de suporte imediatas. Deve-se dispor sempre de agentes
como a epinefrina, corticosteróides e anti-histamínicos para tratamento imediato.

Composição

Cada ml da solução reconstituída contém:
2.000 UTR
400 UTR de Hialuronidase injetável
Excipientes: Manitol injetável, cloreto de benzalcônio, cloreto de sódio e água para injetáveis.

20.000 UTR
4000 UTR de Hialuronidase injetável
Excipientes: Manitol injetável, cloreto de benzalcônio, cloreto de sódio e água para injetáveis.

Armazenamento

Onde como e por quanto tempo posso guardar?

:Mantenha os frasco-ampolas e ampolas em temperatura ambiente, entre 15 a
30˚C, e seco.

Apresentação

Pó liófilo injetável:
2.000 UTR- Caixa com 3 ampolas + 3 ampolas de diluente (400 UTR/ml)
20.000 UTR- Caixa com 3 frasco-ampolas + 3 ampolas de diluente (4.000 UTR/ml)
USO ADULTO E PEDIÁTRICO

Interações Medicamentosas

Quando a hialuronidase é adicionada a um agente anestésico local, acelera o início da analgesia e tende a reduzir o edema causado por infiltração local, mas o fato de apressar a disseminação da solução anestésica local faz aumentar sua absorção; isso reduz a duração do efeito anestésico e tende a aumentar a incidência de reação sistêmica. A hialuronidase administrada por via intravenosa é inativada pela heparina.

Informações Legais

MS - 1.0118.0012
Farmacêutico Responsável:
Dr. Eduardo Sérgio Medeiros Magliano
CRF SP nº 7179

Laboratório

APSEN FARMACÊUTICA S/A
Rua La Paz, nº37/67 - Santo Amaro
CEP 04755-020 - São Paulo - SP
CNPJ 62.462.015/0001-29
Indústria Brasileira

*Não use medicamentos sem o conhecimento do seu médico, pode ser perigoso para a sua saúde.
*As informações aqui divulgadas não deverão ser utilizadas como substituto de prescrição médica para o tratamento de qualquer doença.