Hepatilon Icone para ediçãoIcone de Enomear Icone de Excluir

Para que serve

Este medicamento é indicado para o tratamento de:

  • Distúrbios digestivos leves, atuando na redução de espasmos intestinais;
  • Distúrbios hepatobiliares, com ação colagoga e colerética.

Como o Hepatilon funciona?


Atua como estimulante digestivo. Apresenta efeito colagogo, no estímulo à secreção da bile pela vesícula biliar para o duodeno, e colerético, no estímulo à produção de bile pelo fígado, auxiliando a digerir os alimentos gordurosos.

Promove diminuição das contrações leves da musculatura intestinal, apresentando atividade antiespasmódica.

Pacientes com histórico de hipersensibilidade e alergia a qualquer um dos componentes da fórmula não devem fazer uso do produto.

Mulheres grávidas não devem usar este medicamento, visto que este poderá provocar contrações uterinas e acelerar o parto.

Mulheres em amamentação também não devem fazer uso deste medicamento.

Pacientes com obstrução das vias biliares, cálculos biliares, quadros de inflamação ou câncer no ducto biliar e com câncer no pâncreas não deverão fazer uso deste medicamento.

Este medicamento não deverá ser usado por pacientes com doenças severas no fígado como hepatite viral, cirrose ou hepatite tóxica.

Este medicamento é contraindicado para crianças menores de seis anos de idade.

Medicamento de uso exclusivo por via oral.

Posologia do Hepatilon


Ingerir 10mL 4 vezes ao dia (a cada 6 horas). Se preferir, o produto pode ser diluído em quantidade suficiente de água. Não se recomenda o uso contínuo deste medicamento.

O período de tratamento não deve exceder quatro semanas consecutivas.

Limite máximo diário

74,6 mL (equivalente a 5mg de alcalóides totais expressos em boldina).

Siga corretamente o modo de usar.

Em caso de dúvidas sobre este medicamento, procure orientação do farmacêutico.

Não desaparecendo os sintomas, procure orientação de seu médico ou cirurgião-dentista.

O que devo fazer quando eu me esquecer de usar o Hepatilon?


Caso haja esquecimento da ingestão de uma dose deste medicamento, retome a posologia prescrita sem a necessidade de suplementação.

Em caso de dúvidas, procure orientação do farmacêutico ou de seu médico, ou cirurgião-dentista.

Em casos de hipersensibilidade ao produto, recomenda-se descontinuar o uso e consultar o médico.

Não ingerir doses maiores do que as recomendadas.

Não se recomenda o uso contínuo deste medicamento. O uso de P. boldus não deve ultrapassar quatro semanas consecutivas.

Nas doses recomendadas não são conhecidos efeitos adversos ao medicamento.

Informe ao seu médico, cirurgião-dentista ou farmacêutico o aparecimento de reações indesejáveis pelo uso do medicamento.

Informe também à empresa através do seu serviço de atendimento.

Gravidez

De acordo com a categoria de risco de fármacos destinados às mulheres grávidas, este medicamento apresenta categoria de risco C.

Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista.

Apresentação

Cartucho com frasco de vidro âmbar contendo 150 mL de solução oral com 0,67mL/10mL de extrato 0,1% de Peumus boldus Molina. Acompanha um copo de medida.

Cartucho com 12, 24 e 60 flaconetes de solução oral contendo 0,67mL/10mL de extrato 0,1% de Peumus boldus Molina.

Uso oral.

Uso adulto.

Identificação do medicamento

Nomenclatura botânica oficial

Peumus boldus Molina

Nomenclatura popular

Boldo, Boldo do Chile

Família

Monimiaceae

Parte da planta utilizada

Folhas

Composição

Cada 10mL contém

Extrato 0,1% de Peumus boldus Molina 0,67mL (padronizado em 0,67 mg (0,1%) de boldina).

Excipientes: metilparabeno, propilparabeno, extrato fluido de Citrus aurantium, tintura de menta, corante caramelo, álcool etílico, glicerol e água deionizada.

A graduação alcoólica do produto é de 8,3%.

Doses superiores às recomendadas poderão provocar transtornos renais, vômitos e diarréia.

Em caso de superdosagem, suspender o uso e procurar orientação médica de imediato.

Em caso de uso de grande quantidade deste medicamento, procure rapidamente socorro médico e leve a embalagem ou bula do medicamento, se possível.

Ligue para 0800 722 6001, se você precisar de mais orientações.

Não foram encontradas na literatura referências a interações medicamentosas com medicamentos a base de P. boldus.

Informe ao seu médico ou cirurgião-dentista se você está fazendo uso de algum outro medicamento.

Resultados da Eficácia


A atividade colerética e antiespasmódica foi demonstrada, tanto por estudos in vitro, quanto em órgãos isolados. Estudos pré-clínicos em ratos demonstraram a ação colerética do fitoterápico contendo Peumus Boldus (substância ativa), medida pelo aumento da secreção de bile pela vesícula biliar.

Não há relatos na literatura de metanálise de estudos clínicos randomizados, duplo-cego, placebo-controlado.

Características Farmacológicas


As folhas de Peumus Boldus (substância ativa) contêm não menos que 0,2% de alcalóides totais calculados em boldina e, no mínimo, 1,5% de óleo essencial.

Peumus Boldus (substância ativa) atua no tratamento de dispepsia leve. Os preparados contendo P. boldus aumentam a secreção biliar e fluidificam a bile, sem alterar a sua composição.

Os alcalóides constituintes da espécie vegetal são aparentemente os responsáveis pela atividade colerética. A boldina age como relaxante da musculatura lisa intestinal, de acordo com estudos realizados em órgãos isolados.

Além da atividade antiespasmódica, as ações colagoga e colerética são amplamente relatadas pela literatura científica para este fitoterápico.

Conservar o produto em sua embalagem original e em temperatura ambiente (entre 15 e 30°C). Proteger da luz e umidade.

Número de lote e datas de fabricação e validade: vide embalagem.

Não use medicamento com o prazo de validade vencido. Guarde-o em sua embalagem original.

Antes de usar, observe o aspecto do medicamento. Caso ele esteja no prazo de validade e você observe alguma mudança no aspecto, consulte o farmacêutico para saber se poderá utilizá-lo.

Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.

Reg. MS 1.0689.0155

Farm. Resp.:
Paula Carniel Antônio
CRF-RS n° 4228

Kley Hertz S.A. – Indústria e Comércio
Rua Comendador Azevedo, 224
Porto Alegre – RS
C.N.P.J. nº 92.695.691/0001-03
Indústria Brasileira

SAC
0800 7049001
www.kleyhertz.com.br

Siga corretamente o modo de usar, não desaparecendo os sintomas procure orientação médica.

*Não use medicamentos sem o conhecimento do seu médico, pode ser perigoso para a sua saúde.
*As informações aqui divulgadas não deverão ser utilizadas como substituto de prescrição médica para o tratamento de qualquer doença.