Haldol Decanoato Icone para ediçãoIcone de Enomear Icone de Excluir

Indicação

Para que serve?

O Haldol Decanoato é um remédio usado para o tratamento de manutenção de pacientes psicóticos crônicos estabilizados.

Posologia

Como usar?

Os pacientes psicoticos crônicos devem ser previamente estabilizados com a medicação antipsicótica, antes de considerar a conversão para este medicamento.

Haldol Decanoato deve ser usado apenas em adultos e foi formulado para fornecer terapia por um mês na maioria dos pacientes após uma única injeção por via intramuscular profunda na região glútea.

Como a resposta individual a fármacos neurolépticos pode ser variável, a dose deve ser determinada individualmente.

A dose normal pode ser calculada a partir da dose oral de haloperidol ou da dose equivalente de outros neurolépticos. A cada quatro semanas, deve ser administrada uma dose correspondente a cerca de 20 vezes a dose oral diária de haloperidol, expressa em miligramas. De modo geral, na prática clínica, pode-se estabelecer que uma dose de 1 a 3 ml (50 a 150 mg) a cada quatro semanas é suficiente para condições psicóticas de grau leve a moderado. Nos casos mais graves, são necessárias doses mais elevadas, podendo-se chegar até 6 ml (300 mg).

De acordo com a evolução dos intomas, as doses podem ser aumentadas ou diminuídas nas injeções subseqüentes.

Efeitos Colaterais

Quais os males que pode me causar?

Os efeitos colaterais mais comuns que podem ocorrer com o uso deste medicamento são anormalidades da coordenação ou movimentos involuntários dos músculos, que incluem movimentos lentos, rígidos ou espasmódicos dos membros, pescoço, face, olhos ou boca e língua que podem resultar em postura involuntária ou expressões faciais atípicas, movimentação excessiva e atípica do corpo e membros e dor de cabeça.

Embora seja menos frequente, também pode ocorrer agitação, dificuldade em adormecer ou permanecer dormindo, tristeza ou depressão, contração da língua, face, boca ou maxilas, com redução da habilidade de abrir a boca completamente, anormalidades adicionais da coordenação ou movimentos involuntários dos músculos, tontura, sono excessivo, anormalidades na visão, dificuldade na movimentação intestinal, náusea, vômito, aumento na produção de saliva, boca seca, diminuição da pressão sanguínea, anormalidade da pressão sanguínea perceptível ao levantar ou alterar a posição do corpo, anormalidades nos testes sanguíneos do fígado, erupções cutâneas, dificuldade em urinar, impotência ou disfunção erétil, reações variadas no local da aplicação, como irritação, dor ou coceira e aumento ou perda de peso.

Contraindicações

Quando não devo usar?

Este remédio não deve ser usado em pessoas portadoras de Doença de Parkinson, que apresentem sonolência e lentidão decorrentes do uso de medicamentos e álcool ou em pessoas
com sensibilidade exacerbada ao produto.

Além disso, também não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica, nem é indicado para pacientes pediátricos.

Advertências e Precauções

O que devo saber antes de usar?

Antes de fazer o tratamento, deve-se falar com o médico nas seguintes situações:

  • Histórico familiar de problemas cardíacos ou tratamentos com medicação para o coração;
  • Depressão que não esteja sendo tratada;
  • Problemas no fígado;
  • Epilepsia ou qualquer outra condição que possa causar convulsões;
  • Hipertireodismo.

Raros casos de morte súbita têm sido reportados em pacientes psiquiátricos que recebem antipsicóticos, incluindo o Haldol Decanoato. Idosos com demência relacionada à psicose tratados com medicamentos antipsicóticos possuem aumento no risco de morte.

Este remédio tem sido relacionado com Síndrome Neuroléptica Maligna, devendo nestes casos ser descontinuado o tratamento.

Pode ocorrer discinesia tardia em alguns pacientes em uso prolongado ou após a descontinuação.

É comum de todos agentes neurolépticos, a ocorrência de sintomas extrapiramidais, tais como tremor, rigidez, hipersalivação, bradicinesia, acatisia e distonia aguda.

Recomenda-se precaução em pessoas com uma história conhecida de epilepsia ou com pré-disposição à convulsões.

Como o Haldol Decanoato é metabolizado pelo fígado, deve-se ter cautela em pacientes com doença hepática.

A terapia antipsicótica em pacientes com hipertiroidismo deve ser administrada com cautela e precisa sempre ser acompanhada por terapia para manter o estado tiroidiano.

Efeitos hormonais dos medicamentos antipsicóticos neurolépticos incluem hiperprolactinemia, que pode causar galactorréia, ginecomastia, oligorréia ou amenorréia.

Casos muito raros de hipoglicemia e síndrome de secreção inapropriada de ADH foram relatadas.

Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem indicação médica.

Superdosagem

O que fazer se alguém usar uma quantidade maior do que a indicada?

Os possíveis sinais de uma superdose podem exacerbar os efeitos do produto e de seus efeitos ou das reações adversas, tais como diminuição do estado de alerta, tremor severo e contração muscular importante.

Nestes casos, deve-se procurar o médico.

Composição

Cada mL de solução injetável contém:

Decanoato de haloperidol______________________70,52 mg*

*equivalente a 50 mg de haloperidol

Excipientes_________________________________q.s.p. 1 mL

(Excipientes: álcool benzílico e óleo de gergelim).

Laboratório

Janssen-Cilag Farmacêutica Ltda.

- Telf.: 00351 21 43 68 835 (Portugal) 

Dizeres legais:

M.S. – 1.1236.0012 | Farmacêutico Responsável: Marcos R. Pereira – CRF-SP nº 12304

*Não use medicamentos sem o conhecimento do seu médico, pode ser perigoso para a sua saúde.
*As informações aqui divulgadas não deverão ser utilizadas como substituto de prescrição médica para o tratamento de qualquer doença.