Glycophos Icone para ediçãoIcone de Enomear Icone de Excluir

Para que serve

GLYCOPHOS (glicerofosfato de sódio) é destinado ao tratamento de adultos e crianças, como um suplemento na nutrição intravenosa, para atender as necessidades diárias de fosfato.

Como este medicamento funciona?

GLYCOPHOS (glicerofosfato de sódio) é um concentrado estéril que fornece ao corpo fosfato por via intravenosa. Por ação de enzimas o glicerofosfato sofre hidrólise (quebra da molécula) liberando íons fosfato. O fosfato livre participa assim de diversas funções bioquímicas e farmacológicas necessárias ao adequado funcionamento do metabolismo.

GLYCOPHOS (glicerofosfato de sódio) é contraindicado em pacientes que apresentem quadro de:

  • Desidratação (falta de água);
  • Hipernatremia (aumento da concentração do sódio no sangue);
  • Hiperfosfatemia (aumento da concentração do fosfato no sangue);
  • Insuficiência renal (nos rins) grave;
  • Choque.

Modo de usar e cuidados de conservação depois de aberto

GLYCOPHOS (glicerofosfato de sódio) não deve ser administrado sem diluir.
Deve ser diluído em pelo menos 6 vezes com solução de cloreto de sódio a 0,9% ou solução de glicose (ex. 20 mL de GLYCOPHOS (glicerofosfato de sódio) + 100 mL solução de cloreto de sódio a 0,9%) para infusão periférica.
O medicamento deve ser administrado via parenteral.

A medicação deve ser administrada exclusivamente pela via que consta em bula, sob o risco de danos de eficácia terapêutica.

Compatibilidade:

Adições devem ser feitas assepticamente.

  • Até 10 mL de GLYCOPHOS (glicerofosfato de sódio) e 10 mmol de cálcio (CaCl2) pode ser adicionado para 1000 mL de glicose 50 mg/mL.
  • Até 20 mL de GLYCOPHOS (glicerofosfato de sódio) e 20 mmol de cálcio (CaCl2) pode ser adicionado para 1000 mL de glicose 200 mg/mL.
  • Até 60 mL de GLYCOPHOS (glicerofosfato de sódio) e 24 mmol de cálcio (CaCl2) pode ser adicionado para 1000 mL de glicose 500 mg/mL.

GLYCOPHOS (glicerofosfato de sódio) é compatível com água, solução de cloreto de sódio a 0,9% e solução de glicose.

Incompatibilidade:

GLYCOPHOS (glicerofosfato de sódio) apenas pode ser adicionado ou misturado a outros produtos quando a compatibilidade estiver documentada.

Tempo de infusão:

O tempo de infusão não deve ser menor que 8 horas.

- Posologia:

Adultos

A dose recomendada é individual. A dosagem recomendada diariamente de fosfato durante a nutrição intravenosa deve ser normalmente de 10-20 mmol/dia. Esta dose pode ser alcançada utilizando 10-20 mL de GLYCOPHOS (glicerofosfato de sódio) adicionado à solução de infusão ou mistura na qual a compatibilidade tenha sido comprovada.

Pediatria

A dose recomendada é individual. A dose recomendada para lactentes e neonatos é de 1,0 – 1,5 mmol/ kg de peso corporal/ dia.

Com relação ao risco de contaminação, a mistura deve ser usada dentro de 24 horas, desde que tomados os cuidados com as técnicas assépticas durante a etapa de mistura.


Siga a orientação de seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento.
Não interrompa o tratamento sem o conhecimento do seu médico.


O que devo fazer quando eu me esquecer de usar este medicamento?

Este medicamento é de uso restrito a hospitais.


Em caso de dúvidas, procure orientação do farmacêutico ou de seu médico, ou cirurgião-dentista.

GLYCOPHOS (glicerofosfato de sódio) deve ser usado com cautela em pacientes com função dos rins comprometida (problemas nos rins). O nível de fosfato destes pacientes deve ser monitorado regularmente.

O produto não deve ser administrado sem diluição devido a sua alta osmolaridade.

Não foram relatadas reações adversas associadas ao GLYCOPHOS (glicerofosfato de sódio).

Informe ao seu médico, cirurgião-dentista ou farmacêutico o aparecimento de reações indesejáveis pelo uso do medicamento. Informe também à empresa através do seu serviço de atendimento.

Uso em idosos, crianças e outros grupos de risco

Gravidez e lactação:

Não foram realizados estudos de reprodução animal ou investigações clínicas durante a gravidez com GLYCOPHOS (glicerofosfato de sódio). Entretanto, a necessidade de fosfato em mulheres grávidas é ligeiramente maior quando comparada a mulheres não grávidas.
Não são esperadas reações adversas quando GLYCOPHOS (glicerofosfato de sódio) é administrado durante a gravidez.

ESTE MEDICAMENTO NÃO DEVE SER UTILIZADO POR MULHERES GRÁVIDAS SEM ORIENTAÇÃO MÉDICA OU DO CIRURGIÃO-DENTISTA.

Crianças:

Este medicamento pode ser administrado em crianças. A dose deverá ser individual, conforme a necessidade do paciente.

Capacidade de dirigir e operar máquinas:

Não é esperado nenhum efeito em relação à capacidade de dirigir e operar máquinas.

- Interações medicamentosas

Interações medicamentosas não são conhecidas até o momento, mas uma queda moderada nos níveis de fosfato pode ser observada durante a infusão de carboidratos.


Informe ao seu médico ou cirurgião-dentista se você está fazendo uso de algum outro medicamento. Não use medicamento sem o conhecimento do seu médico. Pode ser perigoso para a sua saúde.

GLYCOPHOS
glicerofosfato de sódio

Forma farmacêutica e apresentações:

Solução injetável.
GLYCOPHOS (glicerofosfato de sódio 216 mg/mL): Caixa contendo 10 frascos ampola com 20 mL. GLYCOPHOS (glicerofosfato de sódio 216 mg/mL): Caixa Cartucho contendo 1 frasco ampola com 20 mL.

USO INTRAVENOSO / USO ADULTO E PEDIÁTRICO

Composição - cada 1mL contém:

glicerofosfato de sódio pentaidratado - 306,1 mg
(corresponde a 216 mg de glicerofosfato de sódio) água para injetáveis q.s.p. 1,0 mL Excipientes: ácido clorídrico e água para injetáveis.

Osmolaridade - 2570 mOsm/L
pH - 7,4
Na+ (sódio) - 2,0 mmol
PO4 - (fosfato) - 1,0 mmol

Não foram relatadas reações adversas em caso de superdose. A maioria dos pacientes que precisam de nutrição parenteral possui maior capacidade de metabolizar o glicerofosfato.

Em caso de uso de grande quantidade deste medicamento, procure rapidamente socorro médico e leve a embalagem ou bula do medicamento, se possível. Ligue para 0800 722 6001, se você precisar de mais orientações.

Interações medicamentosas não são conhecidas até o momento, mas uma queda moderada nos níveis de fosfato pode ser observada durante a infusão de carboidratos.

Resultados de Eficácia


A rotina de detecção e tratamento da hipofosfatemia é importante na unidade de terapia intensiva e em muitos pacientes hospitalizados, mas a doença metabólica óssea e a hipofosfatemia são ainda resultados da nutrição parenteral.

Um problema significativamente comum relacionado à nutrição parenteral é o da prevenção bem sucedida de fosfato de cálcio. Embora a incorporação do cálcio e de fosfato normais em regimes para adultos metabolicamente estáveis geralmente é possível, pode revelar-se impossível em misturas pediátricas e neonatais quando se utiliza o padrão de fontes inorgânicas. O grande uso de fosfatos orgânicos foi defendido em 1996 com base na físico-química, bioquímica, farmacologia e hipótese clínica.

Características Farmacológicas


Propriedades farmacodinâmicas

O fosfato livre participa de diversas funções bioquímicas e farmacológicas necessárias ao adequado funcionamento do metabolismo.

Propriedades farmacocinéticas

Por ação enzimática o glicerofosfato sofre hidrólise liberando íons fosfato. Para se tornar disponível, é necessário que o fosfato seja hidrolisado da molécula glicerofosfato. Esta hidrólise ocorre em uma concentração plasmática máxima de >0,7 mmol/L. Considerando que toda hidrólise do glicerofosfato ocorre no plasma, aproximadamente 12-15 mmol/L do glicerofosfato de sódio deve ser hidrolisado por dia no indivíduo com nível sérico normal de fosfatase alcalina. Nenhum dado de farmacocinética está disponível para crianças, no entanto na dose recomendada, é improvável que ocorra a hiperfosfatemia.

Conservar em temperatura ambiente (15°C-30°C). Desde que armazenado sob condições adequadas, GLYCOPHOS (glicerofosfato de sódio) tem prazo de validade de 36 meses a partir da data de fabricação.
Realizar a mistura do GLYCOPHOS (glicerofosfato de sódio) com técnicas assépticas de preparo de soluções injetáveis, verificando a compatibilidade do produto com o diluente. Após adição ou mistura para administração intravenosa, a solução deve ser utilizada dentro de 24 horas. Depois de aberto o conteúdo não utilizado deve ser descartado e não deve ser estocado para uso posterior.

Número de lote e datas de fabricação e validade: vide embalagem.

Não use medicamento com o prazo de validade vencido. Guarde-o em sua embalagem original.

Solução incolor. Após diluição com água, solução de cloreto de sódio a 0,9% e solução de glicose, a solução permanece incolor.

Antes de usar, observe o aspecto do medicamento. Caso ele esteja no prazo de validade e você observe alguma mudança no aspecto, consulte o farmacêutico para saber se poderá utilizá-lo.

Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.

M.S. 1.0041.9937
Farm. Resp.: Cíntia M. P. Garcia CRF- SP 34871

Fabricado por:

Fresenius Kabi Norge AS, Halden, Noruega

Importado por:
Fresenius Kabi Brasil Ltda
Av. Marginal Projetada, 1652 – Barueri – SP CNPJ: 49.324.221/0001-04 – Indústria Brasileira SAC: 0800 707 3855

Uso restrito a hospitais Venda sob prescrição médica

*Não use medicamentos sem o conhecimento do seu médico, pode ser perigoso para a sua saúde.
*As informações aqui divulgadas não deverão ser utilizadas como substituto de prescrição médica para o tratamento de qualquer doença.