Gino-Teracin Icone para ediçãoIcone de Enomear Icone de Excluir

Para que serve

Tratamento tópico de vulvovaginites e colpites causadas por Candida, Trichomonas vaginalis e/ou outras bactérias ou quando não houver condições para identificar o agente etiológico. É indicado também na pós-cauterização do colo uterino, prevenindo infecções e acelerando, deste modo, o processo de cicatrização.

Como o Gino-Teracin funciona?

Gino-Teracin tem ação anti-infecciosa.

Gino-Teracin é contraindicado para pacientes com hipersensibilidade a quaisquer componentes da fórmula.

Também não deve ser usado nas pacientes sensíveis ao metabissulfito de sódio, especialmente pacientes com histórico de asma ou alergia, uma vez que, esta substância, pode causar reações alérgicas com sintomas anafiláticos e de broncoespasmo.

Gino-Teracin não deve ser usado durante a gravidez e lactação devido à possibilidade de efeitos adversos no desenvolvimento dos ossos e dentes das crianças. A segurança para o uso em crianças com menos de 11 anos de idade ainda não foi bem estabelecida.

  1. Remova a tampa e perfure completamente o lacre da bisnaga utilizando a parte pontiaguda da tampa. Imediatamente, adapte o aplicador ao bico do tubo.

  1. Aperte delicadamente a base do tubo de maneira a forçar a entrada do creme no aplicador, preenchendo todo o espaço vazio do mesmo.

  1. Desencaixe o aplicador e tampe o tubo imediatamente.

  1. Para aplicar o produto, a paciente deve deitar-se de costas e o aplicador deve ser introduzido na vagina suavemente, sem causar desconforto. Em seguida, empurrar lentamente o êmbolo com o dedo indicador até o final de seu curso, depositando, assim, todo o creme na vagina.
  2. Após a aplicação, o aplicador deve ser imediatamente descartado.

Idosas

O uso em pacientes idosas (acima de 60 anos) requer prescrição e acompanhamento médico.

O uso do creme vaginal não deve ser interrompido durante o período da menstruação.

Siga a orientação de seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento.

Não interrompa o tratamento sem o conhecimento do seu médico.

Posologia

Um aplicador (cheio de creme) diariamente, durante 7 a 10 dias. Em casos mais graves, quantidades maiores (dois aplicadores cheios) podem ser necessários, variando o tempo da utilização de acordo com a resposta clínica.

O que devo fazer quando eu me esquecer de usar o Gino-Tracin?

Em caso de dúvidas, procure orientação do farmacêutico ou de seu médico, ou cirurgião-dentista.

O produto deve ser usado apenas externamente, e deve ser mantido longe do alcance dos olhos, nariz e boca. Siga corretamente as instruções da aplicação.

Precauções Higiênicas

A fim de afastar a possibilidade de reinfecção, observar rigorosa higiene pessoal. As mãos devem ser cuidadosamente lavadas, antes de aplicar o creme. Além das medidas higiênicas habituais, as seguintes precauções são de grande vantagem para prevenir reinfecção:

  • Após cada micção, enxugar a vulva, sem friccionar o papel higiênico;
  • A fim de evitar uma possível propagação de microrganismos do reto ao trato vaginal, após a defecação, cuidar para que o material possivelmente infectado não entre em contato com a genitália;
  • Toalhas e lençóis, assim como roupas íntimas devem ser trocados diariamente e lavados com detergente a cada troca. Recomenda-se que as pacientes usem roupas íntimas fervidas durante o período da doença;
  • Enquanto persistir a infecção, existe a possibilidade de propagação para outras pessoas. Durante o uso do medicamento recomenda-se evitar relações sexuais. 

Informe ao seu médico ou cirurgião-dentista se você está fazendo uso de algum outro medicamento.

Não use medicamento sem o conhecimento do seu médico. Pode ser perigoso para a sua saúde.

Como qualquer preparação de uso intravaginal, Gino-Teracin poderá produzir prurido e ardor em pacientes hipersensíveis aos componentes do produto.

A administração tópica resulta em níveis séricos baixos; portanto, é muito improvável que efeitos colaterais sistêmicos ocorram.

Informe ao seu médico, cirurgião-dentista ou farmacêutico o aparecimento de reações indesejáveis pelo uso do medicamento. Informe também à empresa através do seu serviço de atendimento.

Gravidez

Informe seu médico a ocorrência de gravidez na vigência do tratamento ou após o seu término.

Informe seu médico se está amamentando. A segurança para uso durante a gravidez e lactação não foi estabelecida.

Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista.

Cada grama do creme contém:

Cloridrato de tetraciclina25mg
Anfotericina B12,5mg

Excipientes: cloreto de benzalcônio, metilparabeno, propilparabeno, álcool cetoestearílico, borato de sódio, metabissulfito de sódio, edetato dissódico, ácido cítrico, água.

A administração tópica de Gino-Teracin resulta em níveis séricos muito baixos de anfotericina B e tetraciclina, portanto, é improvável que efeitos colaterais ocorram, em razão de uma superdose. Em casos de ingestão acidental, procurar imediatamente a Emergência-Clínica-Hospitalar.

Em caso de uso de grande quantidade deste medicamento, procure rapidamente socorro médico e leve a embalagem ou bula do medicamento, se possível. Ligue para 0800 722 6001, se você precisar de mais orientações.

Não existem relatos até o momento de interação deste produto com outros fármacos.

Características Farmacológicas 

Anfotericina B

É um antibiótico poliênico produzido pelo Streptomyces nodosus sendo ativa contra muitas espécies de fungos, porém não tem efeito sobre bactérias, riquétsias e vírus. Sua atividade antifúngica se deve a sua maior afinidade pelo ergosterol da membrana celular dos fungos, esta ligação altera a permeabilidade seletiva, possibilitando que através do poro formado, extravasem íons potássio, fosfatos inorgânicos, ácidos carboxílicos, aminoácidos e ésteres fosfato, resultando na inibição do crescimento fúngico. A anfotericina B contida neste fármaco, possui atividade efetiva contra Candida albicans e tem sido amplamente usada sob a forma tópica no tratamento de candidíase genital; possui também ação profilática, agindo contra a excessiva proliferação de Candida, causada pela alteração da flora vaginal pela tetraciclina.

Tetraciclina

As primeiras foram isoladas de culturas de espécies de Streptomyces, outras tetraciclinas, com propriedades melhoradas, foram preparadas por processos semissintéticos. Algumas foram obtidas por síntese total. Estes antibióticos, geralmente bacteriostáticos nos níveis sangüíneos atingidos, clinicamente interferem na síntese de proteínas bloqueando a ligação do aminoacil tRNA (RNA de transferência) ao complexo ribossômico mRNA (RNA mensageiro); embora possam também inibir a síntese protéica em mamíferos, elas acumulam-se mais nas células bacterianas. A ação principal da tetraciclina nesta formulação é a de eliminar as bactérias que favorecem a proliferação das tricomonas, rompendo o ciclo simbiótico.

As vulvovaginites e colpites mais comuns são causadas por Trichomonas vaginalis (bactéria) e por Candida albicans (fungo). A candidíase genital ocorre mais frequentemente após terapêutica antibiótica ou corticoterapia; também existem relatos de crescente freqüência em mulheres submetidas a tratamento oral com agentes específicos contra tricomonas e durante o uso de anticoncepcionais orais. Outros fatores que aumentam a suscetibilidade à candidíase vaginal são diabetes mellitus, perturbações endócrinas, distúrbios nutritivos e debilidade.

A ação das substâncias ativas desse produto aparentemente apresentam um efeito localizado, uma vez que as mesmas não são absorvidas, através da pele, em quantidade suficiente para ação sistêmica.

Conservar em temperatura ambiente (entre 15 e 30°C). Proteger da luz e umidade.

Número de lote e datas de fabricação e validade: vide embalagem.

Não use medicamento com o prazo de validade vencido. Guarde-o em sua embalagem original.

Características físicas

Gino-Teracin apresenta-se como creme amarelo e homogêneo.

Antes de usar, observe o aspecto do medicamento. Caso ele esteja no prazo de validade e você observe alguma mudança no aspecto, consulte o farmacêutico para saber se poderá utilizá-lo.

Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.

Registro M.S. nº 1.5584.0374

Farm. Responsável:
Dr. Marco Aurélio Limirio G. Filho
CRF-GO nº 3.524

Registrado por:
Brainfarma Indústria Química e Farmacêutica S.A.
VPR 3 - Quadra 2-C - Módulo 01-B - DAIA - Anápolis - GO
CEP 75132-015
C.N.P.J.: 05.161.069/0001-10
Indústria Brasileira

Fabricado por:
Brainfarma Indústria Química e Farmacêutica S.A.
VPR 1 - Quadra 2-A - Módulo 4 - DAIA - Anápolis - GO
CEP 75132-020

Venda sob prescrição médica.

Só pode ser vendido com retenção da receita.

*Não use medicamentos sem o conhecimento do seu médico, pode ser perigoso para a sua saúde.
*As informações aqui divulgadas não deverão ser utilizadas como substituto de prescrição médica para o tratamento de qualquer doença.