Gino Cauterex Icone para ediçãoIcone de Enomear Icone de Excluir

Para que serve

Gino Cauterex é utilizado no tratamento das infecções agudas, crônicas e pós-parto do colo uterino (cervicites) e vagina (vaginites). Facilita e estimula a cicatrização de feridas no colo uterino após cauterização desta região.

Devem ser observadas as contra-indicações usuais, as reações de caráter alérgico, particularmente em pessoas sensíveis a substâncias de origem bovina, ou ainda à gentamicina.

Informe seu médico sobre qualquer medicamento que esteja usando, antes do início, ou durante o tratamento.

O risco/benefício do uso de Gino Cauterex em gestantes deve ser avaliado por um médico, pois a segurança do Gino Cauterex durante a gravidez não foi ainda estabelecida

Introduzir profundamente na vagina o conteúdo do aplicador (5 g), ao deitar, durante 6 noites consecutivas. A cada aplicação, utilizar um aplicador e após o uso, inutilizá-lo.

Para sua segurança, a bisnaga está hermeticamente lacrada. Esta embalagem não requer o uso de objetos cortantes.

  1. Retire a tampa da bisnaga (fig. 1).

  1.  Perfure o lacre da bisnaga, introduzindo o bico perfurante da tampa (fig. 2).

  1. Adapte o aplicador ao bico da bisnaga (fig. 3).

  1. Em posição vertical, segure com uma das mãos a bisnaga, e com a outra puxe o êmbolo do aplicador até travar (fig. 4).

  1. Aperte a base da bisnaga com os dedos, de maneira a forçar a entrada do unguento no aplicador, preenchendo todo o espaço vazio, até a trava, com cuidado para que o unguento não extravase o êmbolo (fig. 5).

  1. Retire o êmbolo e feche a bisnaga.
  2. Introduza delicadamente o aplicador na vagina, o mais profundamente possível, e empurre o êmbolo para dentro, até esvaziar o aplicador.
  3. A aplicação faz-se com maior facilidade estando a paciente deitada de costas, com as pernas dobradas.
  4. O aplicador mede automaticamente a dose adequada (5 g), considerando ainda o resíduo que permanece no aplicador.

Siga a orientação do seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento.

Não tome remédio sem o conhecimento do seu médico. Pode ser perigoso para sua saúde.

O uso tópico prolongado de antibióticos pode favorecer o crescimento concomitante de microrganismos não-sensíveis e fungos.

Caso isto ocorra, descontinuar o tratamento e instituir terapia adequada.

Devem ser observadas precauções usuais contra reações alérgicas em pessoas com história de alergia a materiais de origem bovina.

A aplicação tópica de gentamicina através da pele é bem tolerada e relativamente livre de irritação ou sensibilização local, exceto nos pacientes sensíveis a outros antibióticos e propensos a eczemas.

Raras reações adversas têm sido referidas às aplicações tópicas e nas indicações recomendadas de Gino Cauterex. em concentrações muito elevadas, as reações indesejáveis têm sido mínimas, tais como:

Ardor, hiperemia local e/ou prurido, que geralmente não requerem descontinuação do tratamento.

A ototoxicidade e nefrotoxicidade estão associadas a altas concentrações sistêmicas plasmáticas de gentamicina.

Informe seu médico o aparecimento de reações desagradáveis, tais como: ardor, vermelhidão e/ou coceira local, que possam ser atribuídas ao Gino Caurterex.

Recomenda-se cautela na administração a mães lactantes.

O risco/benefício do uso de gino cauterex em gestantes deve ser avaliado por um médico, pois a segurança do gino cauterex durante a gravidez não foi ainda estabelecida.

Pacientes idosos

As mesmas orientações dadas aos adultos devem ser seguidas para os pacientes idosos.

 

 

 

Cada g contém:

Fibrinolisina1U
Desoxirribonuclease666U
Sulfato de gentamicina1,695g (equivalente a 1,0 mg de gentamicina)

Excipientes: base de petrolato e polietileno (PE).

Não há relatos de superdosagem com Gino Cauterex.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Gino Cauterex quando conservado em temperatura ambiente (temperatura entre 15 e 30°C) e ao abrigo da luz, apresenta uma validade de 24 meses a contar da data de sua fabricação.

Nunca use medicamento com o prazo de validade vencido. Além de não obter o efeito desejado, pode prejudicar sua saúde.

Número de lote, data de fabricação e prazo de validade: vide embalagem externa. Não interromper o tratamento sem o conhecimento do seu médico.

Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.

MS - 1.0573.0121

Farmacêutico Responsável:
Dr. Wilson R. Farias
CRF-SP nº 9555

Aché Laboratórios Farmacêuticos S.A.
Via Dutra, km 222,2 - Guarulhos - SP
CNPJ 60.659.463/0001-91 - Indústria Brasileira

Venda sob prescrição médica.

*Não use medicamentos sem o conhecimento do seu médico, pode ser perigoso para a sua saúde.
*As informações aqui divulgadas não deverão ser utilizadas como substituto de prescrição médica para o tratamento de qualquer doença.