Ginecol Icone para ediçãoIcone de Enomear Icone de Excluir

Indicação

Para que serve?

Ginecol é indicado para o tratamento de micoses vulvovaginais e perianais, causadas por cândida e outras leveduras e fungos levuliformes, balanite micótica e infecções mistas provocadas por bactérias Gram-positivas.

Contraindicações

Quando não devo usar?

Ginecol está contraindicado para pacientes com alergia ao Nitrato de Isoconazol ou a outros componentes da fórmula.

Posologia

Como usar?

  • Vaginites micóticas: aplicar o conteúdo de 1 aplicador cheio, cerca de 5 g de creme, 1 vez por dia, de preferência ao deitar, durante 7 dias consecutivos ou de acordo com indicação médica.
  • Vulvovaginites micóticas ou balanites micóticas causadas por cândida: aplicar o conteúdo de 1 aplicador cheio, cerca de 5 g de creme, 1 vez por dia e 2 aplicações de creme na região externa dos genitais, durante 7 dias consecutivos ou de acordo com indicação médica.
  • Balanites micóticas em homens: aplicar uma dose de creme sobre a glande e face interna do prepúcio, durante 7 dias consecutivos ou de acordo com indicação médica.

Ginecol, pode ser aplicado na pele ao redor da vagina ou pênis ou pode ser introduzido na vagina recorrendo a um aplicador. Usando o aplicador, Ginecol deve ser aplicado do seguinte modo: começar por retirar a tampa da bisnaga, perfurar o lacre da bisnaga com o fundo da tampa e encaixar o aplicador no bico da bisnaga, rosqueando-o. Seguidamente, encher o aplicador com o creme, puxando o êmbolo e apertando suavemente a bisnaga. Por fim, introduzir cuidadosamente o aplicador cheio na vagina, de preferência na posição deitada com as pernas elevadas e empurrar o êmbolo do aplicador até esvaziar completamente o aplicador.

O tratamento com Ginecol, deve ser decidido e indicado pelo seu médico, uma vez que vai depender do tipo de problema a tratar.

Efeitos Colaterais

Quais os males que pode me causar?

Alguns dos efeitos colaterais de Ginecol podem incluir reações de alergia no local da aplicação, com sintomas como coceira, queimação, vermelhidão ou aparecimento de bolhas.

Advertências e Precauções

O que devo saber antes de usar?

Antes de usar Ginecol, deve falar com o seu médico se estiver grávida ou amentando ou se estiver a tomar outros medicamentos.

Durante o tratamento com Ginecol, mantenha uma higiene pessoal rigorosa e evite utilizar roupas íntimas de tecido sintético, como nylon, pois estes cuidados ajudam a controlar a infecção e evitam possíveis reinfecções.

O tratamento com Ginecol nunca deve ser interrompido sem conhecimento do seu médico e os horários, as doses e duração do tratamento devem ser respeitados.

Composição

Ginecol creme por cada 1 grama contém:

Nitrato de Izoconazol ____________________________ 10 mg
Excipientes ______________________________________ 1 g

(Excipientes: água deionizada, metilparabeno, propilparabeno, polawax, cloreto de benzalcônio sólido, E.D.T.A. Dissódico, metabissulfito de sódio, borato de sódio).

Superdosagem

O que fazer se alguém usar uma quantidade maior do que a indicada?

Em caso de ingestão acidental de Ginecol, deve dirigir-se ao hospital mais próximo, levando a embalagem ou bula do medicamento.

Laboratório

Indústria Brasileira

O genérico de Ginecol é o Nitrato de Isoconazol, porém outros remédios que também pode tratar infecções fúngicas podem ser Gyno-Icaden​, Gyno-Fungix​, Gynotran, Gyno-Pevaryl​ ou Gyno-Daktarin creme.

*Não use medicamentos sem o conhecimento do seu médico, pode ser perigoso para a sua saúde.
*As informações aqui divulgadas não deverão ser utilizadas como substituto de prescrição médica para o tratamento de qualquer doença.