Flomicin Cápsula Icone para ediçãoIcone de Enomear Icone de Excluir

Para que serve

Flomicin está indicado como adjuvante no tratamento da diarreia produzida por Clostridium difficile, por antibioticoterapia ou quimioterapia, e na restauração da flora intestinal fisiológica.

Como o Flomicin Cápsula funciona?


Flomicin é um preparado biológico cujo princípio ativo é o levedo Saccharomyces boulardii-17, que foi isolado de frutas silvestres tropicais.

É um microrganismo vivo, resistente à ação dos sucos gástrico, entérico e pancreático, assim como à da bile, de antibióticos e quimioterápicos.

Flomicin beneficia o desenvolvimento da flora intestinal fisiológica, impedindo a proliferação dos microrganismos potencialmente nocivos ao tubo digestivo.

Diversas propriedades do Saccharomyces boulardii-17 contribuem para explicar o efeito terapêutico de Flomicin.

Flomicin é contraindicado para pacientes com hipersensibilidade ao Saccharomyces boulardii-17 ou aos demais componentes da fórmula.

As cápsulas devem ser ingeridas inteiras, sem mastigar, com um pouco de líquido.

Em caso de necessidade (crianças ou pacientes com dificuldades de engolir), abrir as cápsulas e misturar seu conteúdo a líquidos ou alimentos semissólidos.

Não adicionar o produto a líquidos ou alimentos quentes (acima de 60º C) ou gelados, assim como a bebidas alcoólicas.

O preparado deve ser administrado, de preferência, em jejum ou 30 (trinta) minutos antes das refeições.

Posologia do Flomicin Cápsulas


Nas alterações agudas da flora intestinal e na diarreia por Clostridium difficile

2 (duas) cápsulas, 2 (duas) vezes ao dia.

Nas alterações crônicas da flora intestinal

1 (uma) cápsula, 2 (duas) vezes ao dia.

A posologia de Flomicin pode ser alterada a critério médico.

Na maioria dos casos, são suficientes três dias de tratamento.

Se os sintomas persistirem após cinco dias, deve-se rever o diagnóstico e modificar a terapia.

No caso de pacientes sob tratamento com antibióticos e quimioterápicos, administrar Flomicin cápsulas um pouco antes desses agentes.

Siga corretamente o modo de usar.

Em caso de dúvidas sobre este medicamento, procure orientação do farmacêutico.

Não desaparecendo os sintomas, procure orientação de seu médico ou cirurgião-dentista.

O que devo fazer quando eu me esquecer de usar o Flomicin Cápsula?


Se você se esquecer de tomar uma dose na hora certa, tome-a assim que possível e depois reajuste os horários de acordo com esta última tomada, continuando o tratamento de acordo com os novos horários programados.

Não dobre a dose para compensar a dose esquecida.

Em caso de dúvidas, procure orientação do farmacêutico ou de seu médico, ou cirurgião-dentista.

Para evitar qualquer colonização em pacientes com cateter venoso central, é necessário especial cautela ao lidar com estes pacientes:

  • Lavar as mãos;
  • Usar luvas;
  • Não abrir o produto muito próximo destes pacientes.

Casos extremamente raros de fungemia, muitas vezes resultando em febre e cultura positiva para Saccharomyces, foram reportados em pacientes com cateter venoso central, mesmo em pacientes não tratados com S. boulardii.

Em todos os casos os resultados foram satisfatórios após administração de tratamento antifúngico e, quando necessário, remoção do cateter.

Atenção: Este medicamento contém Açúcar, portanto, deve ser usado com cautela em portadores de Diabetes.

Não fazer uso concomitante de Flomicin e bebidas alcoólicas.

Flomicin não deve ser usado por pacientes que estejam tomando fungicidas ou fungistáticos. Estes agentes podem inativar o Saccharomyces boulardii-17, reduzindo ou anulando o efeito terapêutico do produto.

Alterações em exames clínicos e laboratoriais

Até o momento não foram relatadas alterações em exames clínicos e laboratoriais. Porém, recomenda-se informar ao laboratório clínico o uso de Flomicin.

Informe ao seu médico ou cirurgião-dentista se você está fazendo uso de algum outro medicamento.

Sede e obstipação foram os eventos adversos mais significativos em um estudo clínico.

Em algumas crianças ou lactentes, pôde-se observar o odor de fermento nas fezes, sem qualquer significado nocivo.

Informe ao seu médico, cirurgião-dentista ou farmacêutico o aparecimento de reações indesejáveis pelo uso do medicamento.

Informe também à empresa através do seu serviço de atendimento.

Gravidez / Gestação

Por ser produto não absorvido, portanto, desprovido de ações sistêmicas, desconhecem-se restrições ao uso de Flomicin, que pode ser empregado também em gestantes, mulheres que estejam amamentando e lactentes.

Este medicamento pode ser utilizado durante a gravidez desde que sob prescrição médica ou do cirurgião-dentista.

Efeitos sobre a capacidade de dirigir e operar máquinas

Os efeitos do Flomicin sobre a capacidade de dirigir e operar máquinas são nulos ou desprezíveis.

Apresentação

Cápsula

Embalagem contendo 12 cápsulas.

Via de administração: oral.

Uso adulto e pediátrico.

Composição

Cada cápsula contém

Saccharomyces boulardii-17 liofilizado*

100mg
Excipientes**1 cápsula dura

*100mg de liofilizado contém cerca de 2 x 108 células de Saccharomyces boulardii-17.
**Dióxido de silício, lactose e sacarose.

Em estudos de toxicologia animal, não foi possível a determinação da DL50, mesmo empregando-se doses muito superiores às indicadas para o homem.

Em caso de uso de grande quantidade deste medicamento, procure rapidamente socorro médico e leve a embalagem ou bula do medicamento, se possível.

Ligue para 0800 722 6001, se você precisar de mais orientações.

Uma vez que o seu princípio ativo é um levedo (Saccharomyces boulardii (substância ativa)), não deve ser administrado juntamente com agentes fungistáticos e fungicidas, como os poliênicos e os derivados do imidazol, que poderiam inativar o produto, reduzindo ou anulando o seu efeito terapêutico.

Não ingerir o medicamento junto com bebidas alcoólicas.

Saccharomyces boulardii é indicado como adjuvante no tratamento da diarreia produzida por Clostridium difficile.

Estudos realizados comprovam que o Saccharomyces boulardii é efetivo na prevenção de doenças associadas à terapia antibiótica: distúrbios no transito intestinal (diarreia) e candidíase.

Estudos indicaram uma redução significativa na duração da diarreia aguda com o uso de Saccharomyces boulardii (substância ativa) sendo um agente promissor no tratamento da diarreia aguda em crianças.

O tratamento oral de voluntários humanos e ratos com Saccharomyces boulardii (substância ativa), está relacionado com o aumento acentuado na atividade das dissacaridases.


Características farmacológicas

Saccharomyces boulardii (substância ativa) um preparado biológico cujo princípio ativo é o levedo Saccharomyces boulardii-17 (substância ativa), que foi isolado de frutas silvestres tropicais.

É um microrganismo vivo, resistente à ação dos sucos gástricos, entérico, pancreático e biliar; antibióticos e quimioterápicos.

Saccharomyces boulardii (substância ativa) beneficia o desenvolvimento da flora intestinal fisiológica, impedindo a proliferação dos germes potencialmente nocivos ao tubo digestivo.

Diversas propriedades do Saccharomyces boulardii (substância ativa) inibem o crescimento de diferentes agentes patogênicos, tais como Proteus, Escherichia coli, Shigella, Salmonella, Pseudomonas, Staphylococcus e Candida albicans.

Foi demonstrada também inibição in vivo do desenvolvimento desse último microrganismo.

Síntese de vitaminas do Complexo B: produção de tiamina, riboflavina, ácido pantotênico, piridoxina e ácido nicotínico.

Aumento da atividade enzimática: o tratamento oral de voluntários humanos e ratos com Saccharomyces boulardii (substância ativa), está relacionado com o aumento acentuado na atividade das dissacaridases (sacarase, lactase e maltase).

A ação do Saccharomyces boulardii (substância ativa), nas alterações infecciosas da flora intestinal, ao que tudo indica, está associada ao seu efeito antagônico direto, à estimulação do antagonismo biológico das bactérias coli não patogênicas e às propriedades metabólicas do levedo que, administrados em concentrações elevadas, impedem o desenvolvimento de populações bacterianas anormalmente proliferadas, restabelecendo o equilíbrio da flora normal.

Essa ação antagônica do Saccharomyces boulardii (substância ativa) sobre microrganismos patogênicos, como o Clostridium difficile, pode explicar, ainda, sua ação sobre a diarreia que surge em decorrência da antibioticoterapia.

Com relação às diarreias osmóticas, a ação terapêutica de Saccharomyces boulardii (substância ativa) talvez possa ser atribuída, em parte, à complementação enzimática, aumentando a capacidade digestiva e, em parte, ao restabelecimento do equilíbrio da flora do intestino delgado, com crescimento anormal em função dos carboidratos não absorvidos.

Menos de 1% de Saccharomyces boulardii (substância ativa) administrado é excretado pelas fezes.

Conservar em temperatura ambiente (entre 15 e 30ºC). Proteger da luz e umidade.

Número de lote e datas de fabricação e validade: Vide embalagem.

Não use medicamento com o prazo de validade vencido. Guarde-o em sua embalagem original.

Características físicas

Flomicin cápsulas apresenta-se na forma de cápsula gelatinosa dura branca, contendo mistura não homogênea, de cor branca e amarela e isenta de partículas estranhas.

Antes de usar, observe o aspecto do medicamento. Caso ele esteja no prazo de validade e você observe alguma mudança no aspecto, consulte o farmacêutico para saber se poderá utilizá-lo.

Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.

Nº do Lote, Data de Fabricação e Prazo de Validade: vice cartucho.

Registro M.S. nº 1.5584.0458

Farm. Responsável:
Dr. Marco Aurélio Limirio G. Filho
CRF-GO nº 3.524

Brainfarma Indústria Química e Farmacêutica S.A.
VPR 1 - Quadra 2-A - Módulo 4 - DAIA
Anápolis - GO
CEP 75132-020
C.N.P.J.: 05.161.069/0001-10
Indústria Brasileira

Siga corretamente o modo de usar, não desaparecendo os sintomas procure orientação médica.

*Não use medicamentos sem o conhecimento do seu médico, pode ser perigoso para a sua saúde.
*As informações aqui divulgadas não deverão ser utilizadas como substituto de prescrição médica para o tratamento de qualquer doença.