Flebliv Icone para ediçãoIcone de Enomear Icone de Excluir

Para que serve

FLEBLIV é indicado no tratamento de sinais e sintomas causados por problemas circulatórios venosos (insuficiência venosa crônica), como inchaço nos membros superiores, câimbras e sensação de peso nas pernas. Também é indicado na prevenção da síndrome da classe econômica ou síndrome do viajante, quando o passageiro é predisposto à trombose devido à imobilidade a que se vê forçado, durante viagens de longa duração.

COMO ESTE MEDICAMENTO FUNCIONA?

FLEBLIV é um medicamento fitoterápico que apresenta, em sua composição, o extrato seco da casca de Pinus pinaster, conhecido popularmente como Pinho Marítimo. Nesse extrato, encontram-se presentes substâncias com ação antioxidante, que auxiliam na proteção do organismo contra os radicais livres.

Em pacientes com hipersensibilidade a qualquer um dos componentes da fórmula.

Este medicamento é contraindicado para menores de 12 anos.
Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista.

Uso oral.

Tratamento de sinais e sintomas causados por problemas circulatórios venosos (insuficiência venosa crônica), como inchaço nos membros superiores, câimbras e sensação de peso nas pernas: tomar um comprimido, 3 vezes ao dia, durante 30 a 60 dias.
Síndrome da classe econômica ou síndrome do viajante: tomar quatro comprimidos três horas antes de embarcar, quatro comprimidos seis horas depois da primeira tomada do medicamento e dois comprimidos no dia seguinte.

Se necessário, a dose pode ser ajustada de acordo com a avaliação médica dos sintomas clínicos.

Este medicamento deve ser utilizado apenas pela via oral. O uso do FLEBLIV por outra via, que não a oral, pode resultar na perda do efeito esperado do medicamento ou mesmo provocar danos a saúde.

Siga a orientação de seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento.
Não interrompa o tratamento sem o conhecimento do seu médico.
Este medicamento não deve ser partido, aberto ou mastigado.


O QUE DEVO FAZER QUANDO EU ME ESQUECER DE USAR ESTE MEDICAMENTO?

Caso haja esquecimento da ingestão de uma dose deste medicamento, retomar a posologias sem a necessidade de suplementação.

Em caso de dúvidas, procure orientação do farmacêutico ou de seu médico, ou cirugião-dentista.

Nos casos de hipersensibilidade (alergia) aos componentes da formulação, o uso de FLEBLIV deve ser imediatamente descontinuado.
Não há evidências cientificas de segurança no uso de Pinus pinaster durante o período da amamentação.
Não existem advertências ou contraindicações específicas quanto ao uso deste medicamento por pacientes idosos.
O extrato de Pinus pinaster está classificado na categoria de risco B.

Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista.

Os efeitos colaterais relacionados ao FLEBLIV são poucos e de intensidade leve, sendo os principais, aqueles relacionados ao trato gastrointestinal. Estes podem ser evitados quando o produto for administrado durante ou após as refeições.
Tontura, dor de cabeça e enjôo são as reações desagradáveis relacionadas ao tratamento que ocupam o segundo lugar em relação à freqüência em que ocorrem.

Em mulheres com tensão pré-menstrual ou dismenorréia (cólica menstrual), os efeitos adversos mais comuns encontrados foram acne, diarréia e sangramento disfuncional.

Informe ao seu médico, cirugião-dentista ou farmacêutico o aparecimento de reações indesejáveis pelo uso do medicamento. Informe também à empresa através do seu serviço de atendimento.

MEDICAMENTO FITOTERÁPICO

Nomenclatura botânica oficial: Pinus pinaster Nomenclatura popular: Pinho marítimo Família: Pinaceae
Parte da planta utilizada: casca

FORMA FARMACÊUTICA

Comprimido

APRESENTAÇÃO

Linha Farma: Cartucho contendo 2 blisters de alumínio plástico incolor com 15 comprimidos cada.

USO ORAL USO ADULTO

CONCENTRAÇÃO

50 mg de extrato seco da casca de Pinus pinaster (equivalente a 35 mg de procianidinas) por comprimido.

COMPOSIÇÃO:

Cada comprimido contém:

  • Extrato seco de Pinus pinaster - 50 mg*
  • Excipientes**q.s.p. - 1 comprimido
  • *Corresponde a 35 mg de procianidinas.
  • **(celulose microcristalina , amido, croscarmelose sódica, amidoglicolato, lauril sulfato de sódio, dióxido de silício e estearato de magnésio).

No caso da utilização de altas doses deste medicamento, seu uso deve ser imediatamente interrompido e um médico deverá ser procurado para administração da terapia sintomática e de suporte adequada.

Em caso de uso de grande quantidade deste medicamento, procure rapidamente socorro médico e leve a embalagem ou bula do medicamento, se possível. Ligue para 0800 722 6001, se você precisar de mais orientações.

Não há evidência científica de eventos adversos e alteração de eficácia terapêutica em caso de ingestão simultânea de Extrato Seco Pinus Pinaster (substância ativa) com outros medicamentos.

Resultados de Eficácia


Um estudo avaliou o uso Extrato Seco Pinus Pinaster (substância ativa) na profilaxia da trombose venosa profunda (TVP) e superficial (TVS) em indivíduos com risco moderado a alto durante voos prolongados. Cento e noventa e oito pessoas completaram o estudo. Todos os paciente realizaram ultrassonografia noventa minutos antes do voo e duas horas após o desembarque. Os pacientes do grupo tratamento receberam duas cápsulas de Extrato Seco Pinus Pinaster (substância ativa) de 100 mg entre duas a três horas antes do vôo, duas cápsulas após seis horas e uma cápsula no dia seguinte. O grupo controle recebeu placebo nos mesmos intervalos.

A duração média dos voos foi de oito horas e quinze minutos. No grupo controle houve cinco eventos trombóticos (uma TVP e quatro TVS), enquanto no grupo tratamento não ocorreu trombose, apenas um paciente apresentou flebite superficial. A análise da população ITT (intention to treat) detectou treze falhas no grupo controle (oito perdas de acompanhamento e cinco eventos trombóticos) em 105 pessoas (12,4%) versus cinco falhas (4,7%, todas por perda de acompanhamento, sem eventos trombóticos) no grupo tratamento (p<0.025). Nenhum efeito adverso foi observado.

Esse estudo indica que o tratamento com Extrato Seco Pinus Pinaster (substância ativa) foi efetivo na redução do número de eventos trombóticos (TVP e TVS) em pessoas com risco moderado a alto, durante voos prolongados. Um estudo clínico prospectivo, controlado com 21 pacientes avaliou a eficácia do Extrato Seco Pinus Pinaster (substância ativa) oral em pacientes com insuficiência venosa crônica severa, microangiopatia, hipertensão venosa severa e história de úlcera venosa. Os critérios de inclusão foram refluxo venoso em veia poplítea foi demonstrado por duplex colorido e aumento da pressão venosa.

Pacientes com outras doenças cardiovasculares, diabéticos, desordens articulares ou ósseas, ou qualquer outra doença sistêmica necessitando tratamento medicamentoso, pacientes com trombose recente ou com história de trombose nos últimos 24 meses foram excluídos. Os pacientes receberam Extrato Seco Pinus Pinaster (substância ativa) 50 mg três vezes ao dia (150 mg/dia) por oito semanas. Nenhum tratamento foi utilizado nos 18 pacientes do grupo controle. Todos os pacientes foram submetidos à avaliação médica do edema, dopplerfluxometria, fluxo cutâneo na posição supina e pletismografia na inclusão, em duas, quatro e oito semanas de tratamento.

Em quatro semanas houve uma redução significativa (p<0.05) do fluxo cutâneo, indicando melhora da microangiopatia, decréscimo da filtração capilar, melhora dos sintomas e redução do edema nos pacientes em uso do Extrato Seco Pinus Pinaster (substância ativa). O medicamento mostrou boa tolerabilidade e nenhum evento adverso foi observado. Este estudo confirma a eficácia rápida do Extrato Seco Pinus Pinaster (substância ativa) em pacientes com insuficiência venosa crônica e microangiopatia venosa.

O tratamento também pode ser útil na prevenção de ulcerações. Um estudo selecionou 53 indivíduos com hipertensão arterial essencial controlada, realizando dieta e restrição de sal por pelo menos seis meses e apresentando edema após tratamento com antagonistas de canal de cálcio ou inibidores da enzima conversora de angiotensina.

Os indivíduos foram divididos em grupos de tratamento comparáveis na idade, sexo e outras variáveis. O tratamento com anti-hipertensivos foi mantido durante o estudo sem alterações na dose ou fármaco por pelo menos quatro meses e sem associação com nenhum outro tipo de tratamento.

O período de uso de Extrato Seco Pinus Pinaster (substância ativa) foi de seis semanas na dose de 50 mg três vezes ao dia versus dose equivalente de placebo. Ocorreu uma redução significativa (p<0.05) na permeabilidade capilar nos pacientes em uso de Extrato Seco Pinus Pinaster (substância ativa) controlando o edema.

Características Farmacológicas 


Extrato Seco Pinus Pinaster (substância ativa) é composto por extrato vegetal de cascas de Pinus pinaster (pinho marítimo).

Contém aproximadamente quarenta constituintes, dentre os quais estão as procianidinas e suas moléculas precursoras

Catequinas, epicatequina e taxifolina, que são flavonóides. O extrato contém ainda ácidos fenólicos (ácido gálico, ácido protocatéico, ácido vanílico, ácido caféico, ácido ferrúlico, ácido p-hidroxibenzóico e ácido pcumárico).

O maior constituinte ativo são as procianidinas. Observações clínicas e estudos in vitro comprovaram que essas substâncias possuem alto poder antioxidante. O resultado desta propriedade é a proteção do organismo contra os radicais livres.

Extrato Seco Pinus Pinaster (substância ativa) neutraliza a ação dos radicais livres do óxido nítrico (NO) e apresenta ação antioxidante contra a placa ateromatosa, através da supressão da oxidação do LDL nos vasos. Aumenta a resistência vascular selando a parede dos vasos danificados. Aumenta a resistência capilar facilitando a microcirculação. Reduz a permeabilidade vascular prevenindo o edema da insuficiência crônica.

Reduz a agregação plaquetária prevenindo a formação de trombose.

Farmacocinética

A administração oral do Extrato Seco Pinus Pinaster (substância ativa) leva a rápida absorção de ácidos fenólicos e taxifolina e absorção mais lenta de procianidinas, consequentemente, os constituintes ativos estão disponíveis por um longo período de tempo.

O pico de excreção urinária de valeroctonas (metabólitos detectados após ingestão de frações de procianidinas) ocorre entre 8 e 12 horas, e a excreção total é encontrada após 28-34 horas.

FLEBLIV deve ser guardado em locais com temperatura ambiente (temperatura entre 15 e 30oC). Proteger da luz e umidade.

Nestas condições, o medicamento se manterá próprio para consumo, respeitando o prazo de validade de 24 meses, indicado na embalagem.
Número de lote e datas de fabricação e validade: vide embalagem.
Não use medicamento com o prazo de validade vencido. Guarde-o em sua embalagem original.

FLEBLIV apresenta-se como comprimido cilindro marrom.

Antes de usar, observe o aspecto do medicamento. Caso ele esteja no prazo de validade e você observe alguma mudança no aspecto, consulte o farmacêutico para saber se poderá utiliza-lo.

Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.

MS: 1.3841.0058
Farm. Responsável: Tales Vasconcelos de Cortes - CRF/BA no3745 NATULAB LABORATÓRIO SA
Rua H, no2, Galpão 03 - Urbis II
Santo Antônio de Jesus - Bahia – CEP - 44.574-150
CNPJ 02.456.955/0001-83
INDÚSTRIA BRASILEIRA
SAC: (75) 3311 5555
VENDA SOB PRESCRIÇÃO MÉDICA

*Não use medicamentos sem o conhecimento do seu médico, pode ser perigoso para a sua saúde.
*As informações aqui divulgadas não deverão ser utilizadas como substituto de prescrição médica para o tratamento de qualquer doença.