Femynazol Icone para ediçãoIcone de Enomear Icone de Excluir

Para que serve

O Nitrato de Butoconazol (substância ativa) está indicado para tratamento local de infecções micóticas vulvovaginais causadas por Candida albicans.

O diagnóstico deve ser confirmado por esfregaços de KOH e/ou culturas.

Este medicamento não pode ser usado por pacientes que sejam sensíveis aos componentes da fórmula.

Gravidez

Categoria C. Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista.

A dose recomendada de Nitrato de Butoconazol (substância ativa) é um aplicador 1 aplicador pré-envasado (aproximadamente 5 gramas do creme), por via intravaginal, em dose única.

Esta quantidade de creme contém 100 mg de Nitrato de Butoconazol (substância ativa).

A higienização das mãos é necessária antes e após a aplicação.

Passo 1: Preparando o aplicador

Abrir a embalagem de proteção e retirar o aplicador pré-envasado.

O aplicador foi projetado para ser usado com a ponta já colocada.

Não retire a ponta; não use o aplicador caso a ponta do mesmo tenha sido retirada.

Não aqueça o aplicador.

Segure o aplicador firmemente, puxe o anel para trás e estenda o êmbolo completamente.

Antes de introduzir o aplicador, empurre levemente o êmbulo para verificar como o creme é liberado.

Este procedimento facilitará a aplicação.

Em seguida, introduza o aplicador na vagina.

Passo 2: Introduzindo o aplicador

Introduza cuidadosamente o aplicador na vagina de forma tão profunda enquanto confortável.

Passo 3: Aplicando o creme

Empurre o êmbolo totalmente para liberar o creme (Veja figura 4).

Retirar o aplicador vazio da vagina e descartar.

Após utilizar o medicamento conforme o campo “Como usar o Nitrato de Butoconazol”, o aplicador deverá ser descartado.

Gravidez

Nitrato de Butoconazol (substância ativa) pode ser usado durante a gravidez a critério médico, somente se os benefícios potenciais justificarem os riscos potenciais ao feto.

Categoria de risco C.

Não foram realizados estudos em animais e nem em mulheres grávidas; ou então, os estudos em animais revelaram risco, mas não existem estudos disponíveis realizados em mulheres grávidas.

Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista.

Em ratas fêmeas grávidas que receberam administração de 6 mg/kg/dia de Nitrato de Butoconazol (substância ativa) por via intravaginal durante o período de organogênese, foi observado aumento da taxa de reabsorção e diminuição do tamanho das crias; porém, não foi observada teratogenicidade.

Esta dose representa uma margem de segurança de 130 a 133 vezes com base nos níveis séricos atingidos em ratos após a administração intravaginal, comparado com os níveis séricos alcançados em humanos após a administração intravaginal da dose terapêutica recomendada de Nitrato de Butoconazol (substância ativa).

O Nitrato de Butoconazol (substância ativa) não apresenta efeito adverso aparente quando administrado por via oral para ratas prenhas durante a organogênese com níveis de dosagem de até 50 mg/kg/dia (5 vezes a dose humana baseada em mg/m²).

Doses orais de 100, 300 ou 750 mg/kg/dia (10, 30 ou 75 vezes a dose humana baseada em mg/m², respectivamente) resultaram em mal formações fetais (defeitos da parede abdominal, fenda palatina), mas também tornou-se evidente o estresse materno com estes altos níveis de dosagem.

Porém, não foram observados efeitos adversos sobre as crias de coelhos que receberam Nitrato de Butoconazol (substância ativa) por via oral, inclusive com níveis de dosagem maternalmente estressantes (p. ex., 150 mg/kg/dia, 24 vezes a dose humana baseada em 2 mg/m²).

O Nitrato de Butoconazol (substância ativa), como todos os demais agentes antifúngicos azólicos, causa distocia em ratos quando o tratamento é prolongado além do parto.

Porém, este efeito não foi observado em coelhos tratados com até 100 mg/kg/dia (16 vezes a dose humana baseada em mg/m²).

Não existem estudos adequados e bem controlados em mulheres grávidas.

Lactação

Não é conhecido se esta droga é excretada no leite materno.

Como muitas drogas o são, devem ser adotadas precauções quando o Nitrato de Butoconazol (substância ativa) for administrado durante a lactação.

Uso Pediátrico

A segurança e eficácia não foram estabelecidas em crianças.

Não foram estabelecidas a segurança e a eficácia em menores de 18 anos.

O creme que está dentro do aplicador de Nitrato de Butoconazol (substância ativa) contém óleo mineral.

O óleo mineral pode enfraquecer o látex ou produtos de borracha como preservativos (camisinha) ou diafragma de contracepção vaginal, que é um pequeno anel de metal recoberto por uma película de borracha ou silicone colocado pela mulher dentro da vagina antes da relação sexual; portanto esses produtos não devem ser utilizados até 5 dias após o tratamento com Nitrato de Butoconazol (substância ativa). 

Não utilizar outra preparação vaginal como duchas, desodorante, creme e, diafragma durante o tratamento com Nitrato de Butoconazol (substância ativa).

Não usar diafragma, esponja espermicida e gel vaginal até 5 dias após o tratamento, creme e diafragma durante o tratamento com Nitrato de Butoconazol (substância ativa).

O paciente não deve estar usando medicação sistêmica (antibióticos, corticosteróides ou drogas imunossupressoras), durante o tratamento Nitrato de Butoconazol (substância ativa), pois podem afetar doenças fúngicas.

Caso ocorra contato do creme com os olhos, estes devem ser lavados abundantemente com água por pelo menos 15 minutos.

Caso ocorra contato do creme com a pele, esta deve ser lavada com água e sabão.

Caso os sintomas clínicos persistam, devem ser repetidos os testes microbiológicos para excluir outros patógenos, para confirmar o diagnóstico ou para excluir outras condições que podem predispor a paciente à infecções vaginais fúngicas recorrentes.

Carcinogênese

Não foram realizados estudos em longo prazo com animais para avaliar o potencial carcinogênico do Nitrato de Butoconazol (substância ativa).

Mutagenicidade

O Nitrato de Butoconazol (substância ativa) não foi mutagênico no teste bacteriano Ames, para leveduras, no teste de aberração cromossômica de células CHO, no teste do ponto de mutação CHO/HGPRT, com micronúcleos de camundongos e em testes letais dominantes em ratos.

Fertilidade prejudicada

Não foi observada diminuição de fertilidade em coelhos ou ratos que receberam administração de Nitrato de Butoconazol (substância ativa) em doses 22 orais até 30 mg/kg/dia (5 vezes a dose humana baseada em mg/m²) ou 100 mg/kg/dia (10 vezes a dose humana baseada em mg/m²), respectivamente.

Pacientes idosas

Não há advertências ou recomendações especiais sobre o uso do produto em pacientes idosas.

Reações incomuns (> 1/1.000 e < 1/100)

Dor abdominal com cólicas, prurido no órgão genital, queimação vaginal, corrimento vaginal, irritação vaginal.

Reações raras (> 1/10.000 e < 1.000)

Reações alérgicas, dermatite de contato, dor de cabeça, inquietação, prurido de pele, rash cutâneo, urticária.

Em casos de eventos adversos, notifique ao Sistema de Notificações em Vigilância Sanitária – NOTIVISA, disponível em http://www.anvisa.gov.br/hotsite/notivisa/index.htm, ou para a Vigilância Sanitária Estadual ou Municipal.

Agentes antifúngicos azólicos aumentam o efeito das Ciclosporinas.

Agentes antifúngicos azólicos diminuem o efeito da Rifampicina.

Resultados de eficácia

Candidíase Vulvovaginal

Dois estudos foram realizados entre o creme de Nitrato de Butoconazol (substância ativa) 2% com o clotrimazol comprimidos.

Havia 322 pacientes inscritos, 161 receberam creme vaginal butoconazol 2,0% e 161 pacientes clotrimazol comprimido vaginal 500 mg.

Na segunda visita de seguimento (30 dias pós-terapia), 118 pacientes no grupo butoconzole e 116 no grupo clotrimazol foram avaliáveis para análise de eficácia, respectivamente.

Todos estes pacientes tiveram infecção causada por Candida albicans.

A eficácia da droga foi avaliada pelo estudo avaliando as taxas de cura clínica, micológica e terapêuticas, que estão resumidas na Tabela 1.

A cura terapêutica foi definida como a resolução completa dos sinais e sintomas de candidíase vaginal (cura clínica), juntamente com um exame de KOH negativa e cultura negativa para Candida spp. (erradicação microbiológica) ao longo do follow-up.

A taxa de cura terapêutica foi de 67% no grupo butoconazol e 61% no grupo de clotrimazol.

Tabela 1​

 Creme de Nitrato de Butoconazol (substância ativa) 2%Comprimido vaginal de clotrimazol 500 mg
Inscritos161161
Avaliáveis no seguimento tardio118116
Cura clínica95/118 (81%)93/116 (80%)
Erradicação micológica87/118 (74%)77/116 (66%)
Cura terapêutica79/118 (67%)71/116 (61%)

*=C. albicans na cultura vaginal foi comprovada no momento da admissão em todos estes pacientes.

Características farmacológicas

Nitrato de Butoconazol (substância ativa) creme vaginal contém Nitrato de Butoconazol (substância ativa) 2%, um derivado do imidazol com atividade antifúngica.

Seu nome químico é (±)-1--[4-(p-clorofenil)-2-[(2,6-diclorofenil)tio]butil]imidazolamononitrato, apresentando a estrutura química indicada a seguir:

O Nitrato de Butoconazol (substância ativa) é um pó cristalino branco com peso molecular de 474.79.

É escassamente solúvel em metanol; ligeiramente solúvel em clorofórmio, cloreto de metileno, acetona e etanol; ligeiramente solúvel em acetato de etila e praticamente insolúvel em água.

Seu ponto de fusão situa-se em aproximadamente 159ºC, com decomposição.

Após a administração vaginal do creme de Nitrato de Butoconazol (substância ativa) a 2%, foi absorvido, em média, 1,7% (faixa 1,3 - 2,2%) da dose.

Os níveis plasmáticos da droga e seus metabólitos são alcançados entre 12 e 24 horas após a administração vaginal.

O mecanismo exato de ação antifúngica do Nitrato de Butoconazol (substância ativa) é desconhecido; porém, presume-se que sua função seja semelhante à dos demais derivados imidazólicos pela inibição da síntese de esteróides.

Geralmente, os imidazóis inibem a conversão do lanosterol para ergosterol, resultando na mudança da composição de lipídios da membrana da célula fúngica.

Esta mudança estrutural altera a permeabilidade da célula e, finalmente, resulta na disrupção osmótica ou aumento da inibição da célula fúngica.

O Nitrato de Butoconazol (substância ativa) é um derivado imidazólico que apresenta atividade antifúngica in vitro, sendo clinicamente eficaz contra infecções vaginais por Candida albicans.

*Não use medicamentos sem o conhecimento do seu médico, pode ser perigoso para a sua saúde.
*As informações aqui divulgadas não deverão ser utilizadas como substituto de prescrição médica para o tratamento de qualquer doença.