Felato Icone para ediçãoIcone de Enomear Icone de Excluir

Para que serve

Ferro Aminoácido Quelato (substância ativa) está indicado para o tratamento de

  • Anemia ferropriva devido a subnutrição e/ou carências alimentares qualitativa e quantitativa;
  • Anemia ferropriva da gravidez e da lactação;
  • Anemia por hemorragias agudas ou crônicas;
  • Síndromes ferropênicas latentes e moderadas, atuando com profilaxia;
  • Nas diversas condições onde seja conveniente a suplementação dos fatores hematogênicos.

Ferro Aminoácido Quelato (substância ativa) é contraindicado em pacientes que apresentam hipersensibilidade a qualquer componente da formulação.

Não deve ser usado em pacientes com anemias caracterizadas por acúmulo ou incapacidade de utilização do ferro, tais como hemocromatose, hepatopatia aguda, anemia falciforme, anemia hemolítica, anemias sideroacrésticas, anemias do chumbo, talassemia, anemias por tumores ou infecções (sem deficiência de ferro), anemias associadas à leucemia agudas ou crônicas.

Pacientes que apresentem diarreias crônicas, retocolite ulcertiva, artrite reumatoide, doença de Crohn e asma brônquica não devem utilizar este medicamento, pois estas doenças impedem a absorção de ferro por via oral.

A dose diária de ferro administrada na pediatria é calculada conforme a gravidade do caso e, salvo a critério médico diferente, na base de 2,5 a 5,0 mg por kg de peso.

Para fins de cálculo, o teor de ferro elementar de cada apresentação de Ferro Aminoácido Quelato (substância ativa) é o seguinte:

Suspensão oral (gotas) de 250mg

50 mg de ferro elementar por mL.

Cada mL equivale a 20 gotas (1 gota = 2,5 mg de ferro elementar).

Ferro Aminoácido Quelato (substância ativa) não tem sua absorção prejudicada pela presença de alimentos, sendo inclusive recomendada sua administração próxima às refeições.

Suspensão gotas 250 mg/mL

Lactentes e crianças até 4 anos

1 gota/kg/dia, em dose única, para crianças até 20 kg. Acima de 20 kg, tomar até 20 gotas ou a critério médico.

Crianças de 4 a 12 anos

1 a 2 gotas/kg/dia, em dose única, para crianças até 20 kg. Acima de 20 kg, tomar até 20 gotas ou a critério médico.

Adolescentes, adultos e gestantes

20 gotas por dia.

*O esquema posológico pode ser alterado a critério do médico, de acordo com a gravidade do caso.

O tratamento deve ser continuado por 2 a 3 meses após a anemia ser atenuada, pois pode ocorrer recidiva.

Os compartimentos de reserva de ferro no organismo são saturados em curto espaço de tempo e com doses relativamente baixas com Ferro Aminoácido Quelato (substância ativa) quando comparados com as doses e tempos necessários com os sais comuns. Em casos de anemias mais severas é recomendável o controle destas reservas através dos níveis de ferritina sérica (cerca de 50mcg/l).

Ferro Aminoácido Quelato (substância ativa) deve ser administrado com cautela na presença de alcoolismo, hepatite, infecções agudas e estados inflamatórios do trato gastrointestinal como enterite, colite ulcerativa, pancreatite e úlcera péptica. A ingestão excessiva de álcool, causa incremento do depósito hepático de ferro, aumentando a probabilidade de efeitos colaterais, quando em uso prolongado.

Recomenda-se a realização periódica de exames hematológicos, adequando-se a terapia com ferro aos respectivos resultados obtidos. A administração do produto em pacientes submetidos a transfusões repetidas de sangue deve ser realizada sob rigoroso controle médico e observação do quadro sangüíneo, visto que a concomitância da aplicação de sangue com alto nível de ferro eritrocitário e sais de ferro por via oral pode resultar em sobrecarga férrica.

Atenção: Este medicamento contém corante que pode, eventualmente, causar reações alérgicas.

Este medicamento é bem tolerado.

Reação rara (> 1/10.000 e < 1/1.000)

Sensação de plenitude, dores epigástricas, náuseas, constipação ou diarreia são frequentemente observados com o uso dos sais ferrosos inorgânicos.

Reação muito rara (<1/10.000)

Reações de hipersensibilidade (sensação de calor, rubor, taquicardia, erupções cutâneas) ocorrem quase que exclusivamente em indivíduos reconhecidamente alérgicos aos sais de ferro.

Em casos de eventos adversos, notifique ao Sistema de Notificações em Vigilância Sanitária - NOTIVISA ou para a Vigilância Sanitária Estadual ou Municipal. 

A ingestão excessiva de ferro pode interferir com a absorção intestinal do zinco. As tetraciclinas têm sua absorção prejudicada pelos compostos ferrosos comuns.

Embora ainda não se tenha nenhuma confirmação sobre este efeito com o Ferro Aminoácido Quelato (substância ativa), é recomendável evitar a administração de Ferro Aminoácido Quelato (substância ativa) concomitantemente a este grupo de antibióticos. Ferro Aminoácido Quelato (substância ativa) não tem sua absorção prejudicada pela presença de alimentos, sendo inclusive recomendada sua administração próximo ao horário das refeições ou misturados a elas.

A concentração plasmática de bilirrubina revela-se falsamente elevada; o cálcio plasmático falsamente diminuído; o exame de sangue oculto nas fezes torna-se dificultoso, pois o ferro escurece as fezes. Pode ocorrer o aparecimento de coloração amarelada na urina, porém sem significância clínica.

A ingestão de álcool, que incrementa do depósito hepático de ferro, pode aumentar a probabilidade de efeitos colaterais e até tóxicos do ferro, quando em uso prolongado.

Resultados de eficácia

Estudo realizado com crianças de 6 meses a 3 anos, com anemia por deficiência de ferro, comparando-se Ferro Aminoácido Quelato (substância ativa) e sulfato ferroso, demonstrou que com ambos tratamentos houve aumento da hemoglobina, mas somente o grupo tratado com Ferro Aminoácido Quelato (substância ativa) teve aumento de ferritina plasmática.

A biodisponibilidade do ferro foi calculada em 26,7% para sulfato ferroso e 90,9% para Ferro Aminoácido Quelato (substância ativa).

Características farmacológicas

A eficiência terapêutica para o tratamento da anemia por deficiência de ferro refere-se à incorporação deste íon à molécula da hemoglobina. Para tanto é necessário que este oligoelemento alcance os tecidos formadores dos glóbulos vermelhos em concentrações adequadas.

Absorção do Ferro Aminoácido Quelato (substância ativa)

Os minerais quelatos, de uma forma geral, não sofrem ionização no tubo gastrointestinal devido a sua estabilidade no pH ácido do estômago e no pH alcalino no intestino delgado. Ferro Aminoácido Quelato (substância ativa), ao contrário dos outros produtos compostos por sais ferrosos, não tem sua absorção prejudicada por componentes da dieta como ftatos, oxalatos e fibras.

O ferro quelato é absorvido como tal, ocupando sistemas enzimáticos da absorção pré-existentes (gama-glutamil-transpeptidase). A ação enzimática sobre o Ferro Aminoácido Quelato (substância ativa) permite que este composto alcance o interior da célula e daí seja transferido para o sangue e distribuído para órgãos como medula óssea, baço, fígado e para as próprias hemácias. No fígado é armazenado como ferritina. A absorção do ferro quelato é 3 vezes superior a do sulfato ferroso.

Reservas orgânicas de ferro

A melhor absorção do Ferro Aminoácido Quelato (substância ativa) permite uma maior biodisponibilidade do ferro terapêutico e consequentemente uma maior rapidez na saturação das reservas orgânicas com menores doses de ferro quelato. Atinge-se este objetivo em 4 a 6 semanas de terapêutica (com o sulfato ferroso, estas reservas são saturadas em 4 a 6 meses de tratamento e com doses 3 a 4 vezes maiores).

Cinética do ferro

O ferro é absorvido pela mucosa intestinal e fica disposto no seu interior sob duas formas: uma mais estável, ligada à ferritina, e outra mais lábil que é mobilizada quando necessário. Parte do ferro ligado à ferritina pode ser utilizado na medula para a síntese de hemoglobina. Na gestante, o ferro é transportado pela transferrina materna, alcança as vilosidades placentárias onde é captado pelo epitélio coriônico e armazenado, para em seguida se ligar a transferrina do feto para ser utilizado na produção das hemácias.

*Não use medicamentos sem o conhecimento do seu médico, pode ser perigoso para a sua saúde.
*As informações aqui divulgadas não deverão ser utilizadas como substituto de prescrição médica para o tratamento de qualquer doença.