Estalis Icone para ediçãoIcone de Enomear Icone de Excluir

Para que serve

Em mulheres com útero intacto, o sistema terapêutico transdérmico Estalis é indicado como segue:

  • Para tratamento de sintomas vasomotores de moderados a graves associados com a menopausa;
  • Para tratamento de atrofia vulvar e vaginal;
  • Para tratamento de hipoestrogenismo devido a hipogonadismo, castração ou insuficiência ovariana primária.

Como o Estalis funciona?


Estalis é um adesivo transdérmico. O princípio ativo de Estalis é o estradiol hemi-hidratado (um hormônio estrogênico) e o acetato de noretisterona (NETA – um hormônio progestogênico).

Quando Estalis é aplicado na pele, o adesivo libera pequenas quantidades de estradiol e NETA, que passam diretamente através da pele para a corrente sanguínea. Estradiol e NETA (progesterona) são idênticos ao hormônio natural que são produzidos pelos ovários antes da menopausa.

Estalis não deve ser utilizado:

  • Se você é alérgica (hipersensível) a Estalis (estradiol e acetato de noretisterona) ou a quaisquer outros componentes de Estalis listados no início desta bula;
  • Se você tem ou já teve câncer de mama ou de endométrio (camada interna do útero), ou qualquer outro tipo de câncer que é sensível aos estrogênios;
  • Se você tem sangramento vaginal anormal que não foi investigado;
  • Se você tem doença grave no fígado;
  • Se você tem problema de formação de coágulos nos vasos sanguíneos ou já teve esse tipo de problema anteriormente. Isto pode causar uma inflamação dolorosa nas veias (tromboflebite) ou obstrução de um vaso sanguíneo da perna (trombose venosa profunda), dos pulmões (embolismo pulmonar), ou de outros órgãos;
  • Se você já teve infarto cardíaco ou derrame cerebral;
  • Se você tem uma doença da pigmentação sanguínea chamada porfiria;
  • Se você está grávida ou suspeita estar grávida;
  • Se você está amamentando.

Se algum desses sintomas se aplicarem a você, informe ao seu médico e não utilize Estalis. Se você acha que pode ser alérgica, consulte seu médico.

Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas ou que possam ficar grávidas durante o tratamento. 

Siga cuidadosamente as instruções do seu médico. Não exceda a dose recomendada.

Você precisará usar um adesivo o tempo todo. Você irá trocar seu adesivo a cada 3 a 4 dias.

Como aplicar Estalis

  1. Cada sistema adesivo é embalado individualmente em um sachê protetor. Para abrir, rasgue o sachê no local identificado e remova o adesivo (não use tesouras para abrir o sachê, pois isso pode danificar o adesivo).


 

  1. Uma película firme de proteção transparente cobre o lado adesivo do sistema. Esta película deve ser retirada antes de colocar o lado adesivo sobre a pele. Segure o adesivo com a película protetora voltada para você.


 

  1. Remova um lado desta película protetora e descarte-a. Tente evitar tocar na porção adesiva com os seus dedos. Segure o sistema pela outra metade da película e aplique o lado adesivo em uma área seca do seu abdômen. Pressione o lado adesivo suavemente contra a pele. Dobre o outro lado do sistema. Segure a borda da película e retire-a do adesivo.

  1. Pressione o adesivo firmemente contra a pele com a palma das mãos por 10 segundos.Se assegure de que o adesivo está propriamente aderido à sua pele e passe os dedos nas bordas do adesivo para garantir maior contato.

  1. Aplique o adesivo imediatamente após a abertura do sachê e a retirada da película protetora.

Estalis deve ser usado continuamente até a hora de substituí-lo por um novo adesivo. Você pode querer experimentar diferentes localizações, ao aplicar um novo adesivo para encontrar áreas que são mais confortáveis para você, e onde a roupa não vai entrar em atrito contra o adesivo.

Tomar banho, nadar, ou se exercitar não deverão afetar o adesivo se ele tiver sido aplicado corretamente. Se o adesivo descolar, agite-o para remover a água, seque a pele e reaplique o adesivo novamente.

Quando estiver tomando sol, certifique-se que o adesivo está coberto pela roupa.

Quando estiver nadando, você pode usar o adesivo por baixo de suas roupas de banho.

Nunca aplique um adesivo na pele suada ou logo após banho quente. Aguarde até que sua pele esteja completamente fresca e seca.

Se o adesivo descolar, o mesmo adesivo poderá ser colocado em uma área diferente da pele. Certifique-se de escolher uma área da pele limpa, seca e livre de loções. Se o adesivo não aderir completamente à pele, coloque um novo adesivo. Não importa quando isto ocorrer volte a trocar os adesivos nos mesmos dias especificados no esquema inicial.

O medicamento do sistema transdérmico está contido no adesivo e não em um reservatório especial.

Quando começar o tratamento com Estalis

Se você já faz o uso de um tipo diferente de TH (adesivos transdérmicos ou comprimidos) contendo estrogênios e progestogênios, você deverá continuar com seu tratamento até que termine o ciclo atual. Você pode então começar a utilizar Estalis. Se você geralmente tem seu período menstrual ao final de cada ciclo, poderá começar a usar Estalis no primeiro dia de sangramento.

Se não estiver fazendo algum tipo de TH, você pode começar o tratamento com Estalis a qualquer momento do seu ciclo.

Onde aplicar Estalis

Aplique o adesivo no seu abdômen sempre que possível. Evite aplicar Estalis na cintura, uma vez que a roupa pode friccionar contra o adesivo, fazendo-o cair.

Não aplique o adesivo nas mamas.

Ao trocar o adesivo (de acordo com seu esquema de 3 a 4 dias), aplicar o novo adesivo em um local diferente. Espere pelo menos uma semana antes de aplicar um novo adesivo na área usada para o adesivo anterior. Não exponha o adesivo à luz solar direta.

Antes de aplicar Estalis, certifique-se que a sua pele está:

  • Limpa, seca e fresca;
  • Sem qualquer tipo de talco, óleo, hidratante ou loções;
  • Sem cortes e/ou irritações.

A face adesiva de Estalis deve ser colada nas nádegas ou no abdômen.

Quando aplicar Estalis

Os adesivos de Estalis devem ser trocados duas vezes por semana. É melhor trocá-lo nos mesmos dois dias da semana (por exemplo, Segundas e Quintas-feiras) toda semana. Escolha dois dias da semana mais prováveis para você se lembrar.

Quando retirar o adesivo velho, descole-o cuidadosamente e dobre-o ao meio, com a parte aderente para dentro.

Descarte este adesivo cuidadosamente, certificando-se de que ele esteja fora do alcance das crianças, pois ele ainda contém medicação. Se algum adesivo entrar em contato com sua pele, deixe a área secar por 15 minutos.

Você pode depois remover o resíduo do adesivo friccionando gentilmente a área com uma loção ou creme oleosos.

Aplique um novo adesivo em uma área da pele diferente, limpa e seca. A mesma área da pele não deve ser usada novamente por pelo menos uma semana após a remoção do adesivo.

Por quanto tempo usar Estalis

O tratamento com Estalis deverá continuar pelo tempo que for necessário.

Geralmente, você usará Estalis durante vários meses ou mais. Isto a ajudará a controlar os sintomas e a prevenir a perda da massa óssea, ocorridos após a menopausa.

Periodicamente, você e seu médico deverão discutir os possíveis riscos e benefícios associados à terapia hormonal (TH), e decidir se você ainda precisa do tratamento.

Mulheres que fazem terapia hormonal (TH) podem elevar os riscos de desenvolvimento de coágulos sanguíneos, câncer de mama, de útero, doenças cardíacas, derrame, ou provável demência (redução da memória ou habilidade mental). Mulheres fazendo o uso de estrogênios em monoterapia ou combinado com progestogênios por um longo período de tempo podem ter riscos aumentados de serem diagnosticadas com câncer de ovário, do que mulheres que não usam estrogênios. O risco do tratamento com Estalis, que combina estrogênios e progestogênios, não é conhecido.

Você e seu médico deverão discutir sobre estes riscos e benefícios, levando em consideração seu estado de saúde atual.

Siga a orientação de seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento.

Não interrompa o tratamento sem o conhecimento do seu médico.

Este medicamento não deve ser cortado.

O que devo fazer quando eu me esquecer de usar o Estalis?


Se você esquecer-se de trocar um adesivo, aplique um novo adesivo assim que você se lembrar. Não importa quando isto ocorrer volte a trocar os adesivos no dia especificado no seu esquema inicial.

Em caso de dúvidas, procure orientação do farmacêutico ou de seu médico, ou cirurgião-dentista.

Siga todas as instruções do seu médico cuidadosamente. Elas podem diferir das informações gerais contidas nesta bula. Leia cuidadosamente esta bula antes de começar a usar Estalis.

Acompanhamento durante o tratamento com Estalis 

  • Seu médico irá examinar suas mamas e sua pélvis. Avise ao seu médico se você notar alguma mudança; 
  • Se você sangrar com intensidade ou continuar a ter sangramento após alguns meses de tratamento, informe ao seu médico para que o tratamento seja reavaliado, se necessário;
  •  Avise ao seu médico com antecedência sobre qualquer hospitalização ou cirurgia planejada. Se você necessitar ir a um hospital inesperadamente, avise ao médico que a atender que você está usando Estalis. A terapia com Estalis não deverá ser retomada até que você esteja se movendo normalmente. 

Peça ao seu médico ou farmacêutico para responder a quaisquer dúvidas que você possa vir a ter. 

Estalis não deverá ser usado para prevenção de doenças cardíacas.

Estalis não é um contraceptivo, e nem irá restabelecer a fertilidade. 

Tome cuidado especial com Estalis

Antes de começar a usar Estalis, você e seu médico irão discutir seu histórico médico pessoal e familiar. Você também será submetida a exames físicos e ginecológicos completos.

Avise ao seu médico se você tem ou já teve alguma das condições a seguir:

  • Câncer de mama (incluindo casos de câncer de mama em sua família);
  • Nódulos nas mamas;
  • Miomas ou outros tumores benignos do útero;
  • Endometriose (distúrbio da pélvis causando períodos menstruais dolorosos);
  • Icterícia ou coceira durante a gravidez ou relacionada ao uso de estrogênios;
  • Problemas no coração, rins ou fígado;
  • Doença na vesícula biliar;
  • Hipertensão arterial;
  • Asma;
  • Epilepsia;
  • Diabetes;
  • Enxaqueca;
  • Surdez aguda (perda da audição resultante de um problema com os ossos do ouvido);
  • Altos níveis de lipídeos no seu sangue;
  • Hipotireoidismo (uma condição em que sua glândula tireoide não produz quantidade suficiente de hormônio tireoidiano) e para o qual você é tratada com uma terapia de reposição de hormônio tireoidiano;
  • Reação alérgica grave;
  • Uma condição chamada angioedema hereditário ou se você tem ou já teve episódios de rápido inchaço das mãos, pés, face, lábios, olhos, língua, garganta (obstrução das vias aéreas) ou do trato digestivo.

Se alguma dessas condições se aplicar a você, informe ao seu médico antes de utilizar Estalis. Seu médico poderá requerer especial cuidado se você apresentar alguma dessas condições.

Informe ao seu médico se você acha que seu risco de formação de coágulos nos vasos sanguíneos é alto; o risco aumenta com a idade:

  • Se você ou alguém da sua família já teve obstrução de um vaso sanguíneo das pernas ou dos pulmões;
  • Se você tem lúpus eritematoso sistêmico (uma doença no tecido conjuntivo);
  • Se você está acima do peso;
  • Se você tiver tido vários abortos;
  • Se você tem varizes.

Se algum destes se aplicar a você, comunique ao seu médico imediatamente.

Este medicamento pode interromper a menstruação por período prolongado e/ou causar sangramentos intermenstruais severos.

Como todos os medicamentos, pessoas utilizando Estalis podem apresentar reações adversas, embora nem todas apresentem essas reações.

Algumas reações adversas podem ser graves

Sinais de reação alérgica grave

Podem incluir erupção cutânea, prurido, urticária, falta de ar ou dificuldade para respirar, chiado ou tosse, delírio, tontura, alterações nos níveis de consciência, hipotensão com ou sem coceira leve generalizada, vermelhidão da pele, inchaço da garganta, lábios, língua, pele e edema periorbital.

Sinais de icterícia

  • Amarelamento dos olhos ou da pele;
  • Sinais ou sintomas de coágulos - dor nas panturrilhas, coxas ou peito, encurtamento repentino da respiração, tosse com sangue, tontura.

Sinais ou sintomas de um infarto

Dor no peito, tontura, náuseas, encurtamento da respiração, pulso irregular.

Sinais ou sintomas de um derrame

Desmaios, formigamento ou fraqueza dos braços e pernas, dor de cabeça, tontura e confusão mental, distúrbios visuais, dificuldade para engolir, fala vagarosa e perda da fala.

Se você apresentar algum destes sintomas, pare de utilizar este medicamento e avise ao seu médico imediatamente.

Algumas reações adversas são muito comuns (ocorre em mais de 10% dos pacientes que utilizam este medicamento)

  • Dor de cabeça;
  • Sensibilidade, dor ou aumento das mamas;
  • Distúrbios menstruais incluindo fluxos intensos e dolorosos;
  • Coceira sob o adesivo, vermelhidão da pele após a remoção do adesivo (sinais de reação no local da aplicação que incluem sangramento, hematomas, queimação, desconforto, ressecamento da pele, pele fervente, edema, eritema, inflamação, irritação, dor, pequenas saliências sólidas na pele, erupção cutânea, descoloração da pele, pigmentação da pele, inchaço, urticária e bolhas).

Algumas reações adversas são comuns (ocorre entre 1% e 10% dos pacientes que utilizam este medicamento)

  • Depressão;
  • Dificuldade para dormir;
  • Nervosismo;
  • Mudanças rápidas de humor;
  • Tontura;
  • Diarreia;
  • Indigestão;
  • Inchaço no estômago;
  • Náusea;
  • Rash, coceira, acne, ressecamento da pele;
  • Sangramento vaginal intenso ou sangramento constante (possíveis sinais de hiperplasia endometrial);
  • Coceira, inflamação ou descarga de fluidos da vagina;
  • Contração súbita do útero;
  • Dor (por exemplo, dor nas costas, dor nas extremidades, dor abdominal, dor pélvica);
  • Inchaço das pernas, tornozelos, dedos ou abdômen, devido à retenção de líquidos;
  • Fraqueza;
  • Ganho de peso.

Algumas reações adversas são incomuns (ocorre entre 0,1% e 1% dos pacientes que utilizam este medicamento)

  • Câncer de mama;
  • Enxaqueca;
  • Vômitos;
  • Descoloração da pele;
  • Aumento da pressão arterial.

Algumas reações adversas são raras (ocorre entre 0,01% e 0,1% dos pacientes que utilizam este medicamento)

  • Alterações sexuais;
  • Formigamento ou dormência;
  • Distúrbios da vesícula biliar (tendência para formar cálculos biliares);
  • Miomas (tumores benignos do útero).

Algumas reações adversas tem frequência desconhecida

  • Perda de cabelo;
  • Escurecimento da pele, particularmente na face ou abdômen (cloasma);
  • Comichão.

Outras reações adversas que têm sido associadas com tratamento de TH

  • Crescimento anormal de tumor relacionado a estrogênios, por exemplo, câncer do revestimento do útero (câncer endometrial);
  • Perda da memória ou perda da habilidade mental;
  • Olhos secos;
  • Desconforto com lentes de contato.

Se alguma destas afetar você gravemente, avise ao seu médico.

Avise ao seu médico ou farmacêutico se você notar qualquer outra reação adversa não mencionada nesta bula.

Informe ao seu médico, cirurgião-dentista ou farmacêutico o aparecimento de reações indesejáveis pelo uso do medicamento.

Informe também a empresa através do seu serviço de atendimento.

Crianças e adolescentes

Estalis não deve ser usado em crianças.

Gravidez e lactação

Não utilize Estalis se estiver grávida ou pretende engravidar. O uso de Estalis durante a gravidez pode causar defeitos no feto.

Não amamente enquanto estiver usando Estalis.

Este medicamento causa malformação ao bebê durante a gravidez.

Efeitos na habilidade de dirigir veículos e/ou operar máquinas

Estalis não apresentou efeitos na habilidade de dirigir veículos e/ou operar máquinas.

Apresentações

Estalis 50/140 (50 mcg/dia de estradiol + 140 mcg/dia de acetato de noretisterona). Embalagens contendo 8 sistemas terapêuticos transdérmicos.

Via transdérmica.

Uso adulto.

Composição

Cada sistema terapêutico transdérmico de Estalis 50/140 contém

Estradiol*

0,620 mg

Acetato de noretisterona

2,70 mg

*Na forma de estradiol hemi-hidratado.

Excipientes: silicone adesivo, adesivo acrílico, povidona, ácido oleico, dipropilenoglicol, filme laminado de poliéster, fluoropolímero de revestimento.

1 mg de estradiol hemi-hidratado é equivalente a 0,968 mg de estradiol.

Em decorrência do modo de administração, é improvável que você use uma quantidade maior de Estalis do que deveria. Porém, se isso ocorrer, informe ao seu médico imediatamente.

Em caso de uso de grande quantidade deste medicamento, procure rapidamente socorro médico e leve a embalagem ou bula do medicamento, se possível.

Ligue para 0800 722 6001, se você precisar de mais orientações.

Avise ao seu médico ou farmacêutico se você está tomando ou tomou recentemente qualquer outro medicamento.

Lembre-se também de incluir aqueles não prescritos por um médico; isto inclui particularmente os seguintes:

Medicamentos contra ansiedade (ansiolíticos) (por exemplo, meprobamato), medicamentos anticonvulsivantes (ex.: carbamazepina, fenitoína ou fenobarbital), um medicamento anti-inflamatório (por ex.: fenilbutazona), antibióticos e outros medicamentos anti-infecciosos (por ex.: cetoconazol, eritromicina, rifampicina, rifabutina, nevirapina, efavirenz, ritonavir, nelfinavir) e fitoterápicos (por exemplo, Erva de São João).

Estes medicamentos podem ser afetados por Estalis ou, ao contrário, podem afetar o bom funcionamento de Estalis. Seu médico pode achar necessário ajustar a dose do seu tratamento.

Informe ao seu médico que você está fazendo tratamento com Estalis se você irá fazer testes laboratoriais. Alguns testes laboratoriais, como testes de tolerância à glicose ou função tireoidiana podem ser afetados pela terapia com Estalis.

Pergunte ao médico ou farmacêutico antes de tomar qualquer medicamento. Seu médico irá discutir os riscos potenciais com você.

Informe ao seu médico ou cirurgião-dentista se você está fazendo uso de algum outro medicamento.

Não use medicamento sem o conhecimento do seu médico. Pode ser perigoso para a sua saúde.

Interação com bebidas alcoólicas:

A ingestão aguda de bebidas alcoólicas durante a TRH pode ocasionar elevação nos níveis de Estradiol circulante.

Suco de Toranja (grapefruit):

O suco de toranja (grapefruit) podem aumentar as concentrações plasmáticas de estrogênio, de progestógeno ou de ambos.

Resultados da eficácia

O efeito preventivo desta combinação sobre a perda óssea na pós-menopausa foi demonstrado em numerosos estudos clínicos. Estudos de acompanhamento realizados por 10 anos indicaram aumento na densidade mineral óssea da espinha lombar durante os três primeiros anos de tratamento e, posteriormente, a preservação da massa óssea. O tratamento com TRH, por período prolongado, tem igualmente demonstrado reduzir o risco de fraturas periféricas em pacientes na pós-menopausa

Estudos observacionais e o estudo do “Women’s Health Initiative (WHI)” com estrogênios equinos conjugados (EEC) associados ao acetato de medroxiprogesterona (AMP) sugerem uma redução na morbidade do câncer de cólon em mulheres na pós-menopausa que utilizam TRH. No estudo WHI com monoterapia de EEC não foi observada uma redução no risco.

Não se sabe se estes dados também se estendem a outros medicamentos para TRH.

Características Farmacológicas

Farmacodinâmica:

O Estradiol + Acetato de Noretisterona (substâncias ativas) contém estradiol (estrogênio natural humano) e Acetato de Noretisterona (progestógeno sintético). O estradiol fornece reposição hormonal durante e após o climatério e a adição do acetato de noretisterona impede o desenvolvimento de hiperplasia endometrial.

A maioria dos estudos clínicos demonstra que a administração oral de 17-beta-estradiol associado ao acetato de noretisterona, nas quantidades contidas em Estradiol + Acetato de Noretisterona (substâncias ativas), diminui o colesterol total e triglicérides, assim como as lipoproteínas de baixa densidade (LDL-C).

Foi demonstrado que o uso prolongado de 17-beta-estradiol associado ao Acetato de Noretisterona nas quantidades contidas em Estradiol + Acetato de Noretisterona (substâncias ativas) diminuem significativamente os parâmetros bioquímicos do “turn-over” ósseo.

Farmacocinética:

Os estrogênios naturais, tais como o 17-beta-estradiol, são absorvidos rápida e completamente pelo trato gastrintestinal. O estradiol é metabolizado no fígado e em outros tecidos, em estrona, estriol e outros metabólitos. O estradiol é excretado na bile e reabsorvido no intestino. Durante esta circulação êntero-hepática ocorre a metabolização do estradiol. 90-95% do estradiol são eliminados na urina na forma de conjugados de glicuronídios e sulfatos biologicamente inativos.

O acetato de noretisterona é rapidamente absorvido pelo trato gastrintestinal e metabolizado à noretisterona, a qual, por sua vez, é metabolizada e excretada na urina e fezes como conjugados de glicuronídios e sulfatos. Aproximadamente metade da dose administrada é recuperada na urina nas primeiras 24 horas.

Noretisterona é parcialmente metabolizada em etinilestradiol após a administração oral de noretisterona ou de acetato de noretisterona a humanos. Esta transformação resulta em uma dose equivalente de aproximadamente 4-6 mcg de etinilestradiol por 1 mg de noretisterona/acetato de noretisterona administrada por via oral.

Dados de segurança pré-clínicos:

Não há dados de segurança pré-clínicos que possam ser relevantes para o prescritor e que já não estejam descritos em outros itens desta bula.

Estalis deve ser conservado sob refrigeração (entre 2 e 8°C) até a dispensação ou início do tratamento. Após o início do tratamento o produto pode ser conservado em temperatura ambiente (entre 15 e 30°C) por no máximo 6 meses, respeitando o prazo de validade impresso no cartucho.

Número de lote e datas de fabricação e validade: vide embalagem.

Não use medicamento com o prazo de validade vencido. Guarde-o em sua embalagem original.

Características físicas

Adesivo translúcido com revestimento polimérico de um lado e forro de liberação do outro lado, sem cristais visíveis.

Antes de usar, observe o aspecto do medicamento. Caso ele esteja no prazo de validade e você observe alguma mudança no aspecto, consulte o farmacêutico para saber se poderá utilizá-lo.

Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.

Reg. MS – 1.0068.0152

Farm. Resp.:
Flavia Regina Pegorer
CRF-18.150

Importado por:
Novartis Biociências S.A.
Av. Prof. Vicente Rao, 90
São Paulo – SP
CNPJ: 56.994.502/0001-30
Indústria Brasileira

Fabricado por:
Noven Pharmaceuticals Inc
Miami, Flórida, EUA.

Venda sob prescrição médica.

*Não use medicamentos sem o conhecimento do seu médico, pode ser perigoso para a sua saúde.
*As informações aqui divulgadas não deverão ser utilizadas como substituto de prescrição médica para o tratamento de qualquer doença.