Espinheira Santa EC Cápsula Icone para ediçãoIcone de Enomear Icone de Excluir

Para que serve

Este medicamento é destinado ao tratamento de má digestão e como coadjuvante no tratamento de úlcera do estômago e duodeno.

Como o Espinheira Santa EC Cápsula funciona?


Atua como regulador das funções estomacais e promove a proteção da mucosa gástrica.

Pacientes com histórico de hipersensibilidade aos componentes da fórmula devem evitar o uso do produto.

Este medicamento é contraindicado para pessoas com hipersensibilidade a extratos de M. ilicifolia ou outras plantas da família Celastraceae.

Contraindicado durante a amamentação e a gravidez, visto que pode diminui a secreção de leite e pode provocar contrações uterinas.

Este medicamento é contraindicado para menores de 12 anos de idade.

Este medicamento é contraindicado para gestantes.

Ingerir 2 cápsulas, 2 vezes ao dia.

Não deve ser ultrapassado o limite máximo de 4 cápsulas ao dia.

As cápsulas devem ser ingeridas inteiras e sem mastigar com quantidade suficiente de água para que sejam deglutidas.

Siga corretamente o modo de usar. Em caso de dúvidas sobre este medicamento, procure orientação do farmacêutico.

Não desaparecendo os sintomas, procure orientação médica ou de seu cirurgião-dentista.

Este medicamento não deve ser partido, aberto ou mastigado.

O que devo fazer quando eu me esquecer de usar o Espinheira Santa Cápsula EC?


Caso haja esquecimento da ingestão de uma dose deste medicamento, retome a posologia prescrita sem a necessidade de suplementação.

Em casos de dúvidas, procure orientação do farmacêutico ou de seu médico, ou cirurgião dentista.

A administração concomitante de M. ilicifolia com bebidas alcoólicas e outros medicamentos não é recomendada, pois não existem estudos disponíveis sobre as interações medicamentosas deste fitoterápico.

Informe ao seu médico ou cirurgião-dentista se você está fazendo uso de algum outro medicamento.

Não foram relatadas, até o momento, reações adversas graves ou que coloque em risco a saúde dos pacientes.

Reação rara (ocorre entre 0,01% e 0,1% dos pacientes que utilizam este medicamento)

Hipersensibilidade ao medicamento.

Informe seu médico, cirurgião-dentista ou farmacêutico o aparecimento de reações indesejáveis pelo uso do medicamento.

Informe a empresa sobre o aparecimento de reações indesejáveis e problemas com este medicamento, entrando em contato através do Sistema de Atendimento ao Consumidor (SAC).

Idosos

Não existem recomendações específicas para o uso de M. ilicifolia em pacientes idosos e outros grupos de risco.

Apresentações

Cartucho com frasco plástico branco opaco contendo:

50 cápsulas de 500 mg.

Uso oral.

Uso adulto.

Composição

Cada cápsula gelatinosa dura contém:

500 mg de extrato seco de folhas de Maytenus ilicifolia*.

*Equivalente a 20 mg de taninos totais.

Excipiente: Amido.

Quantidade: 50 cápsulas.

Plantas ricas em taninos, como a M. ilicifolia, em doses excessivas, podem causar irritação da mucosa gástrica e intestinal, gerando vômitos, cólicas intestinais e diarréia.

Suspender a medicação imediatamente. Recomenda-se tratamento de suporte sintomático pelas medidas habituais de apoio e controle das funções vitais.

Em caso de uso de grande quantidade deste medicamento, procure rapidamente socorro médico e leve a embalagem ou bula do medicamento, se possível.

Em caso de intoxicação ligue para 0800 722 6001, se você precisar de mais orientações sobre como proceder.

A administração concomitante de M. ilicifolia com bebidas alcoólicas e outros medicamentos não é recomendada, pois não existem estudos disponíveis sobre as interações medicamentosas deste fitoterápico.

Informe seu médico ou cirurgião-dentista se você está fazendo uso de algum outro medicamento.

Resultados de eficácia

Os estudos farmacológicos e clínicos apresentaram resultados concordantes com o uso tradicional no tratamento de queixas dispépticas, e suportam sua eficácia e segurança terapêutica como coadjuvante no tratamento de úlcera péptica e dispepsias.

Cinco diferentes amostras de Maytenus sp, três delas a Maytenus ilicifolia, revelaram potente efeito antiúlcera gástrica quando utilizadas por via intra- peritonial, sob a forma de liofilizados, obtidos a partir de abafados, em ratos submetidos aos processos de úlcera induzida por indometacina ou por estresse de imobilizaçäo em baixa temperatura. O efeito protetor é dose-dependente e persiste por, no mínimo, 16 meses após a coleta da planta, sendo comparável aos efeitos da cimetidina e ranitidina. Além da atividade antiúlcera, o liofilizado da espinheira santa aumentou significativamente o volume e o pH do conteúdo gástrico de maneira semelhante à cimetidina.

Características farmacológicas

Farmacodinâmica

Esta planta possui como principais constituintes químicos terpenos, taninos, ácidos fenólicos e flavonoides.

As ações da Maytenus ilicifolia na úlcera péptica e gastrite envolvem mais de um mecanismo de ação e diferentes substâncias do fitocomplexo. Vários compostos participam do efeito protetor da mucosa gástrica, que resulta da redução da secreção basal de ácido clorídrico, bem como da secreção induzida por histamina. Sugestões de que a bomba de próton seja inibida pelo extrato não foram conclusivas.

Proteger da luz, calor e umidade.

Conservar este medicamento em temperatura ambiente (15 a 30ºC).

Este medicamento tem validade de 24 meses a partir da data de sua fabricação.

Número de lote e datas de fabricação e validades: vide embalagem.

Não use medicamento com prazo de validade vencido.

Para sua segurança, mantenha o medicamento em sua embalagem original.

Aspectos físicos

As cápsulas de Espinheira Santa EC (Maytenus ilicifolia) são de gelatina dura, transparentes, contendo pó de coloração verde claro em seu interior.

Antes de usar, observe o aspecto do medicamento.

Caso você observe alguma mudança no aspecto do medicamento que ainda esteja no prazo de validade, consulte o médico ou o farmacêutico para saber se poderá utilizá-lo.

Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.

MS: 1.1678.0005.

Farmacêutico Responsável:
Aldo Cândido Dadalt.
CRF-PR: 4787.

As Ervas Curam Indústria Farmacêutica Ltda.
Rua Eunice Weaver, 231, Campo Comprido.
Curitiba – PR – CEP: 81220-080.
CNPJ: 79.634.572/0001-82.
Indústria Brasileira.

SAC- 0800 643 3949.

*Não use medicamentos sem o conhecimento do seu médico, pode ser perigoso para a sua saúde.
*As informações aqui divulgadas não deverão ser utilizadas como substituto de prescrição médica para o tratamento de qualquer doença.