Denosumab Icone para ediçãoIcone de Enomear Icone de Excluir

Indicação

Para que serve?

Denosumab 60 mg é indicado para o tratamento da osteoporose em mulheres depois da menopausa e para o tratamento da perda óssea causada por cirurgia ou pelo tratamento com medicamentos em doentes com cancro da próstata, em adultos.

Denosumab 120 mg é indicado para o tratamento do câncer, para evitar complicações graves causadas por metástases ósseas. Além disso, Denosumab também é indicado para o tratamento de tumores de células gigantes do osso, que não podem ser tratados com cirurgia, em adultos e adolescentes cujos ossos já pararam de crescer.

Posologia

Como usar?

Denosumab 60 mg

  • Geralmente, a dose recomendada é de 60 mg, administrada 1 vez de 6 em 6 mneses, através de uma injeção única debaixo da pele na coxa, abdômen ou parte de trás do braço.

Denosumab 120 mg

  • Geralmente, a dose recomendada de Denosumab é de 120 mg, administrada 1 vez de 4 em 4 semanas, através de uma injeção única debaixo da pele na coxa, abdômen ou parte de trás do braço. Para o tratamento de tumor de células gigantes do osso, é recomendada a administração de uma dose adicional 1 semana e 2 semanas após a primeira dose.
  • As quantidades de Denosumab a utilizar e a duração do tratamento dependem do câncer a tratar e da resposta individual de cada paciente ao tratamento, devendo ser indicadas pelo seu médico. Denosumab ​é um medicamento que apenas deve ser administrado sob a supervisão de um profissional de saúde treinado.

Efeitos Colaterais

Quais os males que pode me causar?

Denosumab 60 mg: alguns dos efeitos colaterais de podem incluir dor ao urinar, urinar com frequência, sangue na urina, incapacidade para reter a urina, infecção do trato respiratório superior, dor, formigamento ou dormência que se estende pela perna abaixo, cataratas, prisão de ventre, urticária na pele ou dor no braço ou na perna.

Denosumab 120 mg: alguns dos efeitos colaterais podem incluir dor no osso, articulação ou músculo, falta de ar, diarreia, alterações nos resultados de algumas análises laboratoriais ao sangue, dor ou ferida da boca ou mandíbula que não sara, extração de um dente ou transpiração excessiva.

Contraindicações

Quando não devo usar?

Denosumab está contraindicado para pacientes com níveis baixos de cálcio no sangue não tratados e para pacientes com alergia a algum dos componentes da fórmula.

Mecanismo de Ação

Como funciona?

Denosumab é uma proteína, um anticorpo IgG2 monoclonal humano produzido numa linha celular de mamíferos por tecnologia de DNA recombinante.

No caso do tratamento com Denosumab 60 mg, Denosumab vai interferir com a ação de uma proteína, de modo a tratar a perda óssea e a osteoporose. Assim, o tratamento com 60 mg​ de Denosumab torna o osso mais forte e com menor probabilidade de partir.

Por outro lado, no caso de tratamento com Denosumab 120 mg, este composto vai agir no organismo abrandando a destruição do osso causada pelo câncer que se espalhou para os ossos ou por tumor de células gigantes do osso.

Advertências e Precauções

O que devo saber antes de usar?

Antes de usar Denosumab​, deverá falar com o seu médico se estiver grávida ou amamentando, tiver mais de 65 anos, tiver problemas graves ou doenças nos rins, mal funcionamento dos rins ou doença nas gengivas, for fumador, estiver em tratamento com esteroides ou se tomou anteriormente bifosfonatos, tiver intolerância a alguns açúcares, fez quimioterapia, foi sujeito a algum procedimento ou cirurgia dentária ou se tiver tomado recentemente outros medicamentos, incluindo medicamentos contendo Denosumab ou Bifosfonatos.

Durante o tratamento com Denosumab é geralmente recomendada a ingestão de suplementos de cálcio e de vitamina D, excepto para pacientes que já apresentem concentrações de cálcio elevadas no sangue. Além disso, durante o tratamento com Denosumab caso sinta sintomas como espasmos, contrações, ou cãibras nos músculos, dormência ou formigamento nos dedos das mãos e dos pés ou em torno da sua boca, convulsões, confusão, perda de consciência, dentes a abanar, dor ou inchaço na boca ou dor nova ou invulgar na anca, virilha ou coxa, deve consultar o seu médico logo que possível.

Durante o tratamento com Denosumab é recomendado que mantenha uma boa higiene oral e que sejam efetuados check-ups dentários de rotina. Além disso, durante o tratamento com Denosumab, mulheres em idade fértil devem utilizar um método contraceptivo altamente eficaz, sendo recomendada não só a utilização de um contraceptivo hormonal, como também a utilização de um método contraceptivo barreira como o preservativo, de modo a evitar a gravidez.

O tratamento com Denosumab​ nunca deve ser interrompido sem conhecimento do seu médico e os horários, as doses e duração do tratamento devem ser rigorosamente respeitados.

Superdosagem

O que fazer se alguém usar uma quantidade maior do que a indicada?

Denosumab é um medicamento que apenas deve ser administrado sob a supervisão de um profissional de saúde treinado, pelo que a sua administração excessiva é pouco provável.

Composição

Denosumab 60 mg por cada frasco para injetáveis contém:

Denosumab ___________________________________ 60 mg
Excipientes _____________________________________ 1 ml

(Excipientes: ácido acético glacial, hidróxido de sódio, sorbitol (E420) e água para preparações injectáveis).

Denosumab 120 mg por cada frasco para injetáveis contém:

Denosumab __________________________________ 120 mg
Excipientes ______________________ 1 frasco para injetáveis

(Excipientes: ácido acético, glacial, hidróxido de sódio, sorbitol (E420) e água para preparações injetáveis).

Laboratório

Amgen

- Telf.: 0055 11 5171 8500

Denosumab 60 mg pode ser conhecido comercialmente como Prolia e ​Denosumab 120 mg como Xgeva.

*Não use medicamentos sem o conhecimento do seu médico, pode ser perigoso para a sua saúde.
*As informações aqui divulgadas não deverão ser utilizadas como substituto de prescrição médica para o tratamento de qualquer doença.