Curativ Icone para ediçãoIcone de Enomear Icone de Excluir

Para que serve

É indicado como anti-séptico.

- Alergia ao iodo.
- Em feridas abertas e em curativos oclusivos.
- Pacientes com hipotireoidismo.

Uso Tópico

- Evitar contato com os olhos.

O Iodopolividona (substância ativa) é somente para uso externo e deve ser evitado o contato com os olhos.

Em casos de ferimentos profundos ou queimaduras graves, administrar com cautela, principalmente em gestantes e neonatos, devido à possibilidade do iodo ser absorvido e interferir no metabolismo e função tireoidiana.

Raramente podem ocorrer reações de hipersensibilidade ao iodo presente no Iodopolividona (substância ativa), resultando em erupções cutâneas, que podem variar desde reação eczematosa branda até uma dermatite esfoliativa.

Em casos de eventos adversos, notifique ao Sistema de Notificações em Vigilância Sanitária – NOTIVISA ou para a Vigilância Sanitária Estadual ou Municipal.

A absorção do iodo contido na Iodopolividona (substância ativa) pode interferir em testes da função tireoidiana.

Resultados de eficácia

A Iodopolividona (substância ativa) tem um longo histórico de uso na antissepsia da pele e membranas mucosas, bem como no tratamento de pequenos ferimentos (1,2,3). Esse iodóforo possui ação germicida sobre bactérias gram-positivas e gram-negativas, fungos vírus. Diversos estudos demonstram que a Iodopolividona (substância ativa) em baixas concentrações (0,1 a 1%) é eficaz contra diversas cepas bacterianas e virais (3,7). A Iodopolividona (substância ativa) pode ser utilizada, na concentração de 7 mg/g, como sabonete antisséptico da pele e couro cabeludo, em diversas situações em que a antissepsia da pele é requerida. A ação antisséptica do produto Iodopolividona (substância ativa) foi avaliada através de um ensaio clínico, duplo cego, aleatorizado e comparativo com um placebo, o qual demonstrou que o sabonete na concentração de 7 mg/g de Iodopolividona (substância ativa), reduziu ignificamente a contagem de microrganismos quando comparado à contagem inicial e ao placebo.

Características farmacológicas

A Iodopolividona (substância ativa) é um iodóforo resultante da complexação do iodo com o polímero polivinil pirrolidona, Este complexo, chamado polivinil pirrolidona iodo, possibilita maior estabilidade e liberação gradual do iodo, desempenhando ação germicida sobre bactérias gram-positivas e gram-negativas, fungos e vírus.

O mecanismo de ação da Iodopolividona (substância ativa) é semelhante ao do iodo, oxidando enzimas e proteínas essenciais ao metabolismo microbiano, bem como os ácidos graxos insaturados das membranas celulares destes microrganismos.

*Não use medicamentos sem o conhecimento do seu médico, pode ser perigoso para a sua saúde.
*As informações aqui divulgadas não deverão ser utilizadas como substituto de prescrição médica para o tratamento de qualquer doença.