Climene Icone para ediçãoIcone de Enomear Icone de Excluir

Indicação

Para que serve?

Terapia de reposição hormonal na sintomatologia climatérica, manifestações de involução da pele e do trato urogenital, estados depressivos do climatério, manifestações carenciais após ovariectomia em doenças não-carcinomatosas e prevenção da osteoporose pós-menopáusica.

Posologia

Como usar?

Uma drágea diária, durante 21 dias, seguidos de um intervalo de 7 dias. As drágeas devem ser ingeridas com pequena quantidade de líquido, sem mastigar, e de preferência logo após o café da manhã ou do jantar. Iniciar o tratamento no 5º dia do ciclo menstrual. Se a paciente esquecer de tomar a drágea no horário habitual, deve ingeri-la no período das 12 horas subseqüentes.

Efeitos Colaterais

Quais os males que pode me causar?

Durante o tratamento com Climene podem ocorrer tensão mamária, sangramento de escape, distúrbios gástricos, náuseas, alterações do peso e da libido. Em casos isolados podem ocorrer edema, cefaléias e estados depressivos. A medida que se prolonga o tratamento produz-se, com maior freqüência, a ausência de sangramento no intervalo de pausa.

Contraindicações

Quando não devo usar?

Gravidez; lactação; insuficiência hepática grave; antecedentes de icterícia ou prurido gestacional grave; tumor hepático existente ou antecedentes do mesmo; tumor de útero, ovários ou mamas, ou suspeita dos mesmos; endometriose; processos tromboembólicos ou antecedentes dos mesmos; diabetes mellitus grave com alterações vasculares; anemia de células falciformes; dislipidemias antecedentes de herpes gravídico; otosclerose com agravamento durante alguma gestação anterior.

Advertências e Precauções

O que devo saber antes de usar?

Climene não se destina à contracepção. Antes de iniciar o tratamento com Climene devem ser realizados exames clínico completo e ginecológico (incluindo mamas), e a possibilidade de gestação deve ser excluída. Durante o tratamento a paciente não deve engravidar. A contracepção deve ser realizada com métodos não-hormonais com exceção dos métodos de ritmo (Ogino-Knaus) e da temperatura. Durante tratamentos prolongados recomenda-se a realização de exames de controle em intervalos de aproximadamente seis meses. A medida que se prolonga o tratamento produz-se, com maior freqüência, a ausência de sangramento no intervalo de pausa. Se houver indícios para suspeitar da presença de gravidez, deve-se interromper a tomada até que esta possibilidade seja excluída. Caso ocorra, repetidamente, sangramento durante as três semanas de uso de Climene, a suspensão ou não do tratamento ficará a critério médico. Os efeitos benéficos da terapia com preparados estrogênicos foram comprovados cientificamente. A monoterapia com estrógenos no climatério, em doses elevadas e por período prolongado, pode ocasionar hiperplasia endometrial e, nesse sentido, aumentar a incidência de carcinoma endometrial. Para prevenir a possível hiperplasia, recomenda-se administração adicional de um progestágeno, tal como é feito no tratamento com Climene. Desta forma ocorre, em geral, uma transformação e descamação do endométrio e sangramento semelhante à menstruação. Pacientes com diabetes, hipertensão arterial, varizes, otosclerose, esclerose múltipla, epilepsia, porfiria, tetania, coréia menor, antecedentes de flebite, devem ser mantidas sob cuidadosa vigilância. Durante o tratamento com substâncias hormonais, tais como as contidas em Climene, foram observadas, em casos raros, alterações hepáticas benignas e, mais raramente, alterações malignas que, em casos isolados, podem ocasionar hemorragias intra-abdominais com risco de vida para a paciente. Pode ser necessárias suspensão do medicamento quando ocorrerem queixas abdominais intensas, que não desapareçam rápida e espontaneamente. A medicação deve ser suspensa nos casos de ocorrência pela primeira vez de cefaléia semelhante a enxaqueca, ou de cefaléias com freqüência e intensidade fora do habitual; perturbações repentinas da percepção; sinais precursores de tromboflebites ou tromboembolias; dor e sensação de constrição do tórax, cirurgias programadas (com antecedência das semanas); imobilização forçada; aparecimento de icterícia; hepatite; prurido generalizado, aumento de crises epilépticas; acentuada elevação de pressão arterial e gravidez.

Composição

Cada drágea branca contém 2 mg de valerato de estradiol. Cada drágea rosada contém 2 mg de valerato de estradiol e 1 mg de acetato de ciproterona.

Interações Medicamentosas

A eficácia de Climene pode ser reduzida com a administração regular de barbitúricos, fenilbutazona, hidantoína, rifampicina e ampicilina. Também podem ocorrer modificações nas necessidades de hipoglicemiantes orais ou insulina.

Apresentação

Cartucho com estojo-calendário com 21 drágeas (11 brancas e 10 rosadas).

Laboratório

Schering do Brasil Química e Farmacêutica Ltda.

SAC: 0800 702 1241

Dizeres Legais

MS-1.0020.0076

Farm. Resp.: Dr. Paulo Camossa - CRF-SP n° 15927

*Não use medicamentos sem o conhecimento do seu médico, pode ser perigoso para a sua saúde.
*As informações aqui divulgadas não deverão ser utilizadas como substituto de prescrição médica para o tratamento de qualquer doença.