Choragon 5000 Icone para ediçãoIcone de Enomear Icone de Excluir

Indicação

Para que serve?

Na mulher:
- Indução da ovulação após estimulação do crescimento folicular.

No homem e na criança:
- Hipogonadismo hipogonadotrófico (deficiência no desenvolvimento e/ou função gonadal em decorrência da secreção inadequada de gonadotropinas hipofisárias);
- Puberdade retardada associada a insuficiência da função gonadotrófica hipofisária;
- Criptorquidismo (ausência de descida de um ou ambos testículos), sem origem de obstrução anatômica;
- Infertilidade em certos casos de deficiência da espermatogênese.

Contraindicações

Quando não devo usar?

Este medicamento não deve ser utilizado caso a resposta para alguma das perguntas a seguir for “SIM”:
- Você possui alergia aos componentes da fórmula?
- Você possui tumor na glândula pituitária ou do hipotálamo?
- Você possui aumento dos ovários ou cisto não causado por ovário policístico?
- Você está tendo sangramento vaginal de causa desconhecida?
- Você possui câncer nos ovários, útero ou nos seios?
- Você teve gravidez extra-uterina nos últimos 3 meses?
- Você sofre de desordens tromboembólicas (fechamento de vasos sanguíneos resultante da passagem de coágulos sanguíneos)?
- Você já teve síndrome de hiperestimulação ovariana?
- (Em homens) Você tem história ou suspeita de tumores andrógenos dependentes (dependente de hormônios sexuais), como carcinoma prostático ou carcinoma mamário?
- (Em meninos) A descida do testículo pode não ocorrer por fatores obstrutivos, por exemplo, hérnia inguinal, cirurgia na região inguinal (da virília), testículo ectópico (o testículo saiu do seu trajeto habitual para o escroto, ficando preso fora dele). Choragon
não deve ser administrado em casos em que o resultado do tratamento provavelmente não será favorável, isto é, nos seguintes casos:
- Deficiência primária dos ovários;
- Má-formação dos órgãos sexuais incompatível com a gravidez;
- Tumores fibroides do útero sendo incompatíveis com a gravidez;
- Mulheres na pós-menopausa.

Posologia

Como usar?

A posologia a ser empregada dependerá sempre da idade e peso do paciente, conforme prescrição médica. De um modo geral podem ser recomendados os seguintes esquemas posológicos:
Na mulher:
O tratamento com Choragon deve ser realizado sob a supervisão de um médico com experiência na área de fertilidade. Indução da ovulação após estimulação do crescimento folicular: usualmente 1 ou 2 ampolas correspondendo a 5.000-10.000 U.I. devem ser administradas 24 a 48 horas após a última administração de menotropina (por exemplo Menogon ou Menopur ), quando for atingido a estimulação adequada do crescimento folicular. Poderão ser administradas injeções de 5.000 U.I. (no máximo 3 injeções) durante os 9 dias seguintes do tratamento inicial para prevenir a insuficiência do corpo lúteo.

Efeitos Colaterais

Quais os males que pode me causar?

- Hiperestimulação dos ovários após a aplicação combinada de Choragon e clomifeno. Podendo levar a formação de cistos ovarianos que tendem a ruptura, ascite (água nabarriga), hidrotórax (água nos pulmões) e tromboembolismo (obstrução dos vasos sanguíneos por coágulos sanguíneos). Estes efeitos colaterais podem ser aumentados no caso de gravidez.

- Ginecomastia (desenvolvimento excessivo das glândulas mamárias masculinas) temporária ou por um longo período de tempo, devido a liberação de estrógeno e/ou mudanças proliferativas na próstata.

- Acnes vulgaris (espinhas) e também retenção hidro-eletrolítica devido a estimulação da secreção de testosterona.

- Aumento no tamanho do pênis e das ereções devido ao aumento da secreção de testosterona causada pela indução, pode ocorrer alteração na próstata.

- Ocasionalmente podem ocorrer em meninos, leves mudanças emocionais, similares as mudanças que ocorrem no início da puberdade, sendo limitadas ao período de tratamento.

- Reações alérgicas, incluindo edema e alergia na pele foram relatadas esporadicamente.

- Fadiga e febre podem ocorrer ocasionalmente após a administração de Choragon.

Advertências e Precauções

O que devo saber antes de usar?

Gerais:
O tratamento de pacientes com HCG conduz ao aumento da produção de andrógenos (hormônios sexuais masculinos, principalmente a testosterona) e retenção de líquidos.

Consequentemente:
- Pacientes com insuficiência cardíaca latente e disfunção renal suspeita ou manifestada, hipertensão (aumento da pressão sanguínea), epilepsia ou enxaqueca (ou um histórico dessas condições) deverão ser acompanhados, uma vez que Choragon pode causar o agravamento ou recorrência destes sintomas.

- HCG deverá ser usado cautelosamente em meninos pré-púberes para evitar a soldadura prematura da epífise ou desenvolvimento sexual precoce.

Pacientes com fatores de risco conhecido para eventos tromboembólicos, tais como histórico pessoal ou familiar, obesidade severa (Índice de Massa Corpórea superior a 30 Kg/m 2 ) ou trombofilia (tendência de formação de coágulos no sangue) podem sofrer um aumento do risco de eventos tromboembólicos arterial ou venoso, durante o tratamento com as gonadotropinas. Para estes pacientes deve-se pesar o risco-benefício da administração da gonadotropina. No entanto, deve-se notar que a própria gravidez possui um maior risco de eventos tromboembólicos.

Na mulher:
Antes de iniciar o tratamento, deve-se avaliar o motivo da infertilidade e as possíveis contraindicações para uma gravidez. As pacientes devem ser avaliadas caso sofram de hipotireoidismo (diminuição de funcionamento da tireoide), deficiência adrenocortical, hiperprolactinemia (produção excessiva do hormônio prolactina, que é o responsável pela produção de leite) e tumores da pituitária e do hipotálamo e o devido tratamento deve ser realizado. O tratamento de infertilidade anovulatória com uso concomitante de menotropina pode promover aumento excessivo dos níveis estrogênicos. Nesses casos, o HCG não deverá
ser administrado, pois há riscos de se induzir ovulação múltipla ou de se produzir a síndrome de hiperestimulação ovariana. Choragon não possui efeito na habilidade de dirigir veículos e operar máquinas.

Gravidez e Lactação
Não há indicação para o uso de Choragon durante gravidez normal e lactação. Não há dados sobre a excreção de Choragon no leite.

Superdosagem

O que fazer se alguém usar uma quantidade maior do que a indicada?

Em caso do paciente tomar uma dose maior do que a recomendada pelo médico, entrar em contato com o médico o mais rápido possível. Os sintomas da superdosagem são os mesmos das reações adversas.

Composição

Ingredientes ativos: Cada ampola de pó liofilizado contém 5.000 U.I. (247 mcg) de gonadotropina coriônica.

Ingredientes inativos: Cada ampola de pó liofilizado de 5.000 U.I. contém hidróxido de sódio e manitol. Cada ampola de diluente de 1 ml contém cloreto de sódio, ácido clorídrico diluído e água para injetáveis.

Armazenamento

Onde como e por quanto tempo posso guardar?

Choragon injetável deve ser conservado em temperatura ambiente (temperatura entre 15°C e 30°C) ao abrigo da luz. Seu prazo de validade é de três anos a partir da data de fabricação (marcado na embalagem externa). Não usar medicamento com prazo de validade vencido, pois seu efeito não será o desejado.

Apresentação

Choragon 5.000 U.I. (USO ADULTO)
Embalagens com 3 ampolas de pó liofilizado e 3 ampolas de diluente de 1 ml.

Interações Medicamentosas

Interações com outros medicamentos não são conhecidas.

Laboratório

Laboratórios Ferring Ltda.

Praça São Marcos, 624
05455-050 - São Paulo –SP
SAC: 0800-7724656
CNPJ: 74.232.034/0001-48

*Não use medicamentos sem o conhecimento do seu médico, pode ser perigoso para a sua saúde.
*As informações aqui divulgadas não deverão ser utilizadas como substituto de prescrição médica para o tratamento de qualquer doença.