Cefadroxila - Eurofarma Icone para ediçãoIcone de Enomear Icone de Excluir

Para que serve

Este medicamento está indicado no tratamento de infecções causadas por microrganismos sensíveis ao cefadroxila.

Notas: Testes de sensibilidade e cultura deverão ser realizados antes do início e durante a terapia. Estudos de função renal devem ser executados quando indicados. Procedimentos cirúrgicos devem ser conduzidos quando indicados; Somente penicilina por via intramuscular mostrou ser eficaz na profilaxia da febre reumática. Cefadroxila é geralmente eficaz na erradicação de estreptococos da orofaringe. No entanto, dados estabelecendo a eficácia do cefadroxila na profilaxia da febre reumática subseqüente não estão disponíveis

Como o Cefadroxila - Eurofarma funciona?


Cefadroxila é um antibiótico cefalosporínico indicado no tratamento de infecções causadas por microrganismos a eles sensíveis. A eficácia de cefadroxila é refletida pela melhora do estado geral do paciente com a regressão dos sinais e sintomas da infecção.

O uso deste medicamento é contraindicado em caso de hipersensibilidade conhecida a cefadroxila, a outros cefalosporínicos e/ou demais componentes da formulação.

Cápsula

Cefadroxila é um ácido estável e pode ser administrado oralmente sem levar em consideração as refeições.

Adultos

A dose diária recomendada para adultos é de 1 a 2 g, fracionados em duas tomadas de 12 em 12 horas.

Em algumas patologias, a critério médico, cefadroxila poderá ser administrado em dose única diária de 1 a 2 g.

Crianças

A dose diária recomendada para crianças é de 25-50 mg/kg/dia (a cada 12 horas).

Administração

No tratamento de infecções estreptocócicas beta-hemolíticas, a dose terapêutica de cefadroxila deverá ser administrada por pelo menos dez dias.

Para o tratamento de faringite ou amigdalite estreptocócicas beta-hemolíticas tanto em adultos quanto em crianças, cefadroxila pode ser administrado na posologia usual, em doses divididas em duas tomadas a cada 12 horas ou em dose única diária.

Em pacientes com disfunção renal, a dose de cefadroxila deverá ser ajustada de acordo com as taxas de clearance de creatinina para evitar acúmulo da droga.

Em adultos, a dose inicial é 1.000 mg de cefadroxila e a dose de manutenção (conforme a taxa de clearance de creatinina) é de 500 mg, nos intervalos de tempo relacionados a seguir:

Clearances de creatinina

Intervalos de doses

mL.min/1,73 m2

-

0 – 10

36 horas

10 – 25

24 horas

25 – 50

12 horas

Pacientes com taxas de clearence de creatinina acima de 50 mL/min/1,73 m2 podem ser tratados como pacientes com função renal normal.

Em cinco pacientes anúricos, foi demonstrado que uma média de 63% de uma dose oral de 1 g é eliminada do organismo durante uma sessão de 6 a 8 horas de hemodiálise.

A interrupção do tratamento pode ocasionar a não obtenção dos resultados esperados.

Siga a orientação do seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento.

Não interromper o tratamento sem o conhecimento do seu médico, somente o médico poderá avaliar a eficácia da terapia.

Suspensão

  1. Agite o frasco para dispersar o pó.
  2. Adicione água filtrada com cuidado, até a linha gravada no rótulo do frasco.
  3. Agite o frasco novamente. Deixe a suspensão repousar por alguns instantes.
  4. Adicione água filtrada novamente, em pequenas porções, agitando o frasco após cada adição, até que a suspensão reconstituída atinja a marca indicada no rótulo.
  5. Coloque o bico adaptador no frasco, certificando-se de que esteja bem encaixado.
  6. Insira a seringa dosadora no bico adaptador e puxe-a até a dose recomendada pelo seu médico. Administre o produto, fechando bem o frasco após o uso.
  7. A suspensão reconstituída deve ser conservada ao abrigo do calor. Esta suspensão é válida por 10 dias, à temperatura ambiente (entre 15° C e 30° C), após este período ela deve ser descartada.
  8. Lembre-se de agitar bem o frasco antes de cada nova administração.

Cada 5 mL de suspensão reconstituída contém 250 mg ou 500 mg de cefadroxila monoidratado.

A interrupção do tratamento pode ocasionar a não obtenção dos resultados esperados.

Siga a orientação do seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento.

Não interromper o tratamento sem o conhecimento do seu médico, somente o médico poderá avaliar a eficácia da terapia.

Recomenda-se cautela na administração de cefalosporinas em pacientes alérgicos à penicilina.

O uso prolongado de cefadroxila poderá resultar no supercrescimento de microrganismos não sensíveis. Observação cuidadosa do paciente é essencial. Na ocorrência de superinfecção durante a terapia, medidas adequadas deverão ser tomadas.

Reação de coombs falso-positiva foi relatada durante o tratamento com cefalosporinas. Em testes hematológicos ou em provas cruzadas de transfusão quando são realizados testes de antiglobulina, ou em reação de coombs em recém-nascidos cujas mães receberam cefalosporinas antes do parto, devemos admitir que a reação de coombs-positiva pode ser devido ao cefadroxila.

Cefadroxila deverá ser prescrito com cautela para indivíduos com história de doença gastrintestinal, particularmente colite.

Uso em portadores de insuficiência hepática e/ou renal

Cefadroxila deverá ser usado com cautela na presença de função renal diminuída.

Em pacientes com disfunção renal, confirmada ou suspeita, deverá ser realizada análise clínica cuidadosa e testes laboratoriais adequados antes e durante a terapia.

Advertências do Cefadroxila - Eurofarma


Antes da terapia com cefadroxila ser instituída, deve ser realizada pesquisa cuidadosa para determinar se o paciente teve reações de hipersensibilidade prévia ao cefadroxila, outras cefalosporinas ou penicilinas. Caso cefadroxila seja administrado a pacientes sensíveis a penicilina deve-se ter cautela visto que a sensibilidade cruzada entre antibióticos beta-lactâmicos foi claramente documentada e pode ocorrer em até 10% dos pacientes com história de alergia a penicilina.

Caso ocorra reação alérgica ao cefadroxila, descontinuar o tratamento com o medicamento.

Reações de hipersensibilidade aguda podem necessitar de medidas de tratamento emergencial.

Colite pseudomembranosa foi relatada em quase todos os agentes antibacterianos e pode variar de leve a grave, com risco de vida. Portanto é importante considerar o seu diagnóstico em pacientes que apresentam diarréia após a administração de agentes antibacterianos. Após o diagnóstico de colite ser estabelecido, as medidas terapêuticas devem ser iniciadas.

Reações gastrintestinais

Sintomas de colite pseudomembranosa podem aparecer durante a antibioticoterapia. Náusea, vômito e dispepsia raramente foram relatados. A administração com alimentos diminui a náusea e não prejudica a absorção. Também foi relatada diarréia.

Reações de hipersensibilidade

Reações alérgicas incluindo febre, prurido, erupção cutânea, urticária e angiodema foram observadas. Essas reações geralmente desaparecem com a suspensão do uso de cefadroxila.

Eritema multiforme, síndrome de stevens-johnson, doença do soro e anafilaxia raramente foram relatados. Outras reações como prurido genital, monilíase genital, vaginite, artralgia, neutropenia transitória moderada e elevações discretas nas transaminases séricas, trombocitopenia e agranulocitose raramente foram relatadas.

Informe ao seu médico o aparecimento de reações desagradáveis tais como eventuais reações alérgicas, náuseas, vômitos e diarréia.

Gravidez e lactação

Recomenda-se cautela na administração de cefalosporinas em gestantes e lactantes.

Estudos de reprodução realizados em camundongos e ratos não revelaram nenhuma evidência de redução da fertilidade ou dano ao feto que pudessem ser atribuídos ao cefadroxila. Entretanto, não existem estudos adequados e bem controlados em mulheres grávidas. Por não serem os estudos da reprodução animal sempre predizentes da resposta humana, cefadroxila deverá ser utilizado durante a gestação apenas se claramente necessário.

Informe ao seu médico a ocorrência de gravidez na vigência do tratamento ou após o seu término.

Informe ao seu médico se está amamentando.

Crianças

Recomenda-se cautela na administração de cefalosporinas em prematuros e recém-nascidos com idade inferior a 6 ½ semanas.

Efeitos sobre a habilidade de dirigir veículos e/ou operar máquinas

Não há evidências de que cefadroxila diminua a habilidade de dirigir veículos e/ou operar máquinas.

Pacientes idosos

Devem-se seguir as orientações gerais descritas. Contudo, o tratamento deve ser iniciado com a dose mínima

Apresentações

Cápsula

Cápsula 500 mg. Embalagem contendo 8 cápsulas.

Suspensão

Pó para suspensão 250 mg/5 mL. Embalagem contendo 1 frasco com 100 mL (após reconstituição) + de seringa dosadora.

Uso adulto e pediátrico.

Uso oral.

Composição

Cápsula

Cada cápsula contém:
Cefadroxila (na forma monoidratada)

500 mg

Excipientes*

1 cápsula

*Estearato de magnésio e amidoglicolato de sódio.

Suspensão

Cada 5 mL da suspensão reconstituída contém:
Cefadroxila (na forma monoidratada)

250 mg

Excipientes*

5 mL

*Sacarina sódica, ácido cítrico, dióxido de silício, manitol, benzoato de sódio, citrato de sódio, aroma de guaraná, goma xantana e celulose microcristalina.

Estudos realizados em crianças com menos de 6 anos de idade que haviam ingerido um máximo de 250 mg/kg de penicilina ou de um derivado cefalosporínico sugeriram que a ingestão de menos que 250 mg/kg de cefalosporinas não está associado com resultados significantes.

Não é necessário nenhum outro tratamento além do suporte geral e observação.

Para quantidades maiores que 250 mg/kg, induzir o esvaziamento gástrico (indução à emese ou lavagem gástrica).

Medicamento - medicamento

Informe ao seu médico sobre qualquer medicamento que esteja usando, antes do início, ou durante o tratamento.

Não são conhecidas interações medicamentosas relativas ao cefadroxila.

Medicamento - alimento

Cefadroxila pode ser administrado antes ou após as refeições.

Assim como os demais antibióticos, recomenda-se não ingerir bebidas alcóolicas durante o tratamento.

Não tome remédio sem o conhecimento do seu médico, pode ser perigoso para a saúde.

Assim como com os demais antibióticos, não é aconselhável a administração junto com bebida alcoólica.

Cefadroxila (substância ativa) contém cefadroxila, um antibiótico cefalosporínico semi-sintético para uso oral.

A eficácia de Cefadroxila (substância ativa) manifesta-se pela melhora do estado geral do paciente com a regressão dos sinais e sintomas da infecção.

Desde que observados os devidos cuidados de conservação, o prazo de validade de cefadroxila é de 24 meses, contados a partir da data de fabricação impressa em sua embalagem externa.

Não use medicamentos com o prazo de validade vencido.

Cápsula

Conservar em temperatura ambiente (entre 15° C e 30°C). Proteger da umidade.

Suspensão

Conservar em temperatura ambiente (entre 15° C e 30°C). Proteger da luz.

Nota: Após reconstituição do pó, conservar a suspensão em temperatura ambiente (entre 15°C e 30°C) por no máximo 10 dias ou sob refrigeração (entre 2°C e 8°C) por 14 dias. Após este prazo, despreze qualquer suspensão não utilizada.

Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.

Registro MS
Cápsula

1.0043.0733

Pó para suspensão

1.0043.0814

Farm. Resp.:
Dra. Maria Benedita Pereira
CRF-SP 30.378

Fabricado por:
Momenta Farmacêutica Ltda.
Rua Enéas Luis Carlos Barbanti, 216
São Paulo/SP

Registrado por:
Eurofarma Laboratórios S.A.
Av. Ver. José Diniz, 3.465
São Paulo – SP
CNPJ: 61.190.096/0001-92
Indústria Brasileira

N.º de lote, data de fabricação e prazo de validade: Vide Cartucho.

Venda sob prescrição médica. Só pode ser vendido com retenção da receita.

Para sua segurança mantenha esta embalagem até o uso total do medicamento.

*Não use medicamentos sem o conhecimento do seu médico, pode ser perigoso para a sua saúde.
*As informações aqui divulgadas não deverão ser utilizadas como substituto de prescrição médica para o tratamento de qualquer doença.