Calcitheo Icone para ediçãoIcone de Enomear Icone de Excluir

Para que serve

Suplemento de cálcio.
Hipocalcemia aguda ou crônoca.
Prevenção e tratamento da osteoporose.
Profilaxia da deficiência de cálcio.
Osteomalácia e raquitismo.
Trata e previne a progressão de hiperplasia prostática benigna (HPB), através do alívio dossintomas, reduzindo o tamanho (volume) da próstata, melhorando o fluxo urinário e reduzindo o risco deretenção urinária aguda (RUA) e a necessidade de cirurgia relacionada à HPB.
É indicado para o tratamento das psicoses agudas de etiologia desconhecida, incluindo: mania; psicoses idiopáticas agudas; exacerbações agudas da esquizofrenia; distúrbios, tanto idiopáticos como orgânicos, nos quais os sintomas psicóticos e a agitação grave são proeminentes (tensão, hiperatividade, agressividade, hostilidade, alucinações, delírio agudo, insônia, anorexia, autocuidado insatisfatório, negativismo e, algumas vezes, retraimento); náuseas, vômitos, alucinose alcóolica, soluços incoercíveis, porfiria aguda intermitente, Doença de Huntington, tétano (associado com barbitúricos), ansiedade e agitação pré-cirurgia.
- Está indicado como antiácido nos casos de hiperacidez gástrica, úlcera péptica, esofagite, gastrite, duodenite e hérnia de hiato.
- Aumento da demanda de cálcio e vitamina C, por exemplo durante a gravidez e lactação, durante os períodos de rápido crescimento (infância, adolescência), na idade avançada, durante moléstias infecciosas e convalescença.
- Tratamento de deficiência de cálcio e vitamina C.
- Como adjuvante nos resfriados e gripes.

Hipersensibilidade aos componentes da fórmula.
Cálculos renais de cálcio.
Hipercalciúria.
Hipercalcemia primária ou secundária.
Intoxicação por digitálicos.
É contra- indicado em pacientes com hipersensibilidade conhecida à dutasterida, a outros inibidores de 5-alfa-redutase ou a qualquer componente da fórmula. Em mulheres e crianças, é contra-indicado o uso.
Cálculos renais de cálcio.
Hipercalciúria.
Hipercalcemia primária ou secundária.
Intoxicação por digitálicos.
É contra-indicado em casos de hipersensibilidade ao fármaco ou a qualquer outro componente da fórmula; no coma; depressão do SNC; para pacientes idosos e debilitados. não deve ser usado durante a gravidez e a lactação, devido ao risco de reações adversas graves no feto e lactente.
- Pacientes menores de 6 anos.
- Pacientes com insuficiência renal.
- Hipersensibilidade aos componentes da fórmula.
- Hipersensibilidade ao medicamento
- Hipercalcemia; hipercalciúria severa e insuficiência renal grave.

Administrado por via oral, na dose de 1 comprimido, uma ou duas vezes ao dia, sempre junto às refeições.

O uso prolongado de doses acima das recomendadas para este medicamento pode resultar em hipercalcemia e síndrome leite-álcali, particularmente em pacientes com insuficiência renal. Nas doses recomendadas, o uso de Carbonato de Cálcio (substância ativa) apresenta baixa probalidade de oferecer risco a mulheres grávidas ou amamentando.

Este produto contém o corante amarelo de Tartrazina que pode causar reações de natureza alérgica, entre as quais asma brônquica, especialmente em pessoas alérgicas ao ácido acetilsalicílico.

Atenção diabéticos: contém açúcar.

Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista.

Este medicamento pode causar algumas reações indesejáveis, tais como constipação, flatulência, náusea e eructação.

Em casos de eventos adversos, notifique ao Sistema de Notificações em Vigilância Sanitária - NOTIVISA ou para a Vigilância Sanitária Estadual ou Municipal.

Não use este medicamento em caso de doença dos rins.

Sais de cálcio, tais como o presente neste medicamento, são conhecidos por diminuir a absorção de outros medicamentos administrados em concomitância, tais como tetraciclina e ciprofloxacina, devido à adsorção ou retardamento do esvaziamento gástrico ou à alcalinização do suco gástrico.

Isto pode ser evitado através da administração dos outros medicamentos 2 a 3 horas antes ou depois da administração dos sais de cálcio, conforme orientação médica. O risco de hipercalcemia deve ser considerado em pacientes que façam uso de diuréticos tiazídicos, pois os mesmos podem reduzir a excreção urinária de cálcio.

Resultados de eficácia

O Carbonato de Cálcio (substância ativa) pode neutralizar rapidamente o ácido clorídrico. O estudo clínico (1) demonstrou que o Carbonato de Cálcio (substância ativa) tem rápido início de ação e seu efeito perdurou por 60 minutos. Adicionalmente foi também demonstrado no estudo (2) que os antiácidos aumentam o pH esofageano porém a duração sobre o pH variou: os comprimidos mastigáveis mostraram um período de ação mais prolongado (esôfago: 40-45 min, estômago: 100-180 min); em relação aos comprimidos ingeridos os quais apresentaram um efeito mais modesto.

O estudo concluiu que os antiácidos aumentam o pH esofageano independente do pH gástrico, e que os antiácidos mastigáveis controlam a acidez esofageana de maneira mais efetiva que os comprimidos ingeridos.


Características farmacológicas

O Carbonato de Cálcio (substância ativa) (CaCO3) é um antiácido que atua neutralizando o ácido clorídrico (HCl) estomacal e a porção do tubo esofágico que entrou em contato com o refluxo gástrico produtor da sensação de queimação.

Ao entrar em BU 0526-02 PS / CHENO/0007a/13 contato com o ácido clorídrico, o Carbonato de Cálcio (substância ativa) é convertido a cloreto de cálcio, produzindo também água e dióxido de carbono enquanto aumenta o pH estomacal.

CaCO3 + 2 HCL → CaCL2 + H2O + CO2

Quando administrado em doses recomendadas, o antiácido aumenta o pH gástrico significativamente em comparação ao placebo.

Propriedades Farmacodinâmicas

Os antiácidos elevam o pH gástrico até valores próximos de 4. Acima disso, poderá ocorrer inibição na atividade da pepsina, corroborando para redução na atividade proteolítica da enzima.

Propriedades Farmacocinéticas

O Carbonato de Cálcio (substância ativa) não absorvido é eliminado nas fezes igualmente como ocorre com outros sais de cálcio insolúveis. Da mesma forma, aproximadamente 90% do cloreto de cálcio produzido é convertido em sais de cálcio insolúveis e também eliminado. A principal via de eliminação do íon cálcio que é absorvido é a excreção urinária, que varia com o clearence de creatinina.

*Não use medicamentos sem o conhecimento do seu médico, pode ser perigoso para a sua saúde.
*As informações aqui divulgadas não deverão ser utilizadas como substituto de prescrição médica para o tratamento de qualquer doença.