Busonid Icone para ediçãoIcone de Enomear Icone de Excluir

Indicação

Para que serve?

O Busonid é indicado para o tratamento profilático de moléstias do aparelho respiratório que tenham atividade inflamatória como base fisiopatológica, tais como a asma brônquica, produzindo alívio dos sintomas e prevenção da deterioração da função pulmonar.

Posologia

Como usar?

A posologia deve ser individualizada procurando-se a menor dose terapêutica para cada pessoa.

É importante que o paciente compreenda que o tratamento não está destinado a obter um alívio rápido, mas sim duradouro, e portanto, deve-se fazer uso prolongado da medicação.

Crianças abaixo de 6 anos de idade:

A dose recomendada é cerca de 100 a 400 mcg, 2 vezes ao dia, podendo ser aumentada até, no máximo, 1000 mcg , 2 vezes ao dia.

Para pessoas previamente tratadas com corticoterapia oral, a dose recomendada é de 1000 mcg/dia. O uso do espaçador é imprescindível nessa faixa etária porque garante uma menor perda da medicação.

Crianças a partir de 6 anos de idade:

A posologia varia conforme a terapia prévia:

  • Só broncodilatador: 200 mcg, 2 vezes ao dia
  • Corticóide inalatório: 400mcg, 2 vezes ao dia
  • Corticóide oral: 400 mcg, 2 vezes ao dia.

Em asmáticos bem controlados com corticóide inalatório: 200 ou 400 mcg dose única diária.

A dose máxima recomendada é de 400 mcg duas vezes ao dia.

Crianças a partir de 12 anos de idade e Adultos:

A posologia varia conforme a terapia prévia:

  • Só broncodilatador e corticóide inalatório: 200 a 400 mcg, 2 vezes ao dia
  • Corticóide oral: 400 a 800 mcg, 2 vezes ao dia.

Para asmáticos, leve a moderados, que estão bem controlados com corticóide inalatório: 200 ou 400 mcg, dose única diária.

A dose máxima recomendada é de 800 mcg duas vezes ao dia.

É importante que o paciente empregue corretamente o inalador:

  1. Verificar se a embalagem está perfeitamente acoplada ao adaptador bucal e agitar vigorosamente o conjunto e retirar a tampa protetora;
  2. Segurar o frasco na posição vertical, com a base voltada para cima, mantendo o frasco em posição invertida. Na primeira vez, acionar duas vezes o frasco, longe do rosto e verificar a saída da medicação. Desse modo o spray estará devidamente preparado com a dose certa a ser recebida;
  3. Manter o bocal de 1 a 4 cm dos lábios, mantendo-os bem abertos e com a cabeça bem ereta;
  4. Efetuar uma expiração profunda. Pressionar firmemente o frasco entre os dedos, realizando uma só descarga e inspirar ao mesmo tempo profunda e rapidamente pela boca;
  5. Retirar o bocal e reter o ar inspirado por alguns segundos, a fim de garantir a maior penetração.
  6. Expirar lentamente e guardar o frasco colocando a tampa protetora novamente.

O processo descrito corresponde a uma inalação do aerossol. Esperar pelo menos 1 minuto, se for necessário realizar outra inalação. Após a utilização, o bocal deve ser lavado com água quente.

Efeitos Colaterais

Quais os males que pode me causar?

As reações adversas mais comuns que podem ocorrer com o uso deste medicamento são alteração da voz, infecção respiratória, dor de cabeça, inflamação dos seios da face e faringite.

Além disso, pode também ocorrer candidíase oral, má digestão, dor abdominal, vômitos, boca seca, aumento de peso e insônia e dermatite de contato.

Como medicamento inalatório, pode ocorrer broncoespasmo imediato.

Contraindicações

Quando não devo usar?

O medicamento não deve ser administrado a pessoas sensíveis à budesonida ou a outros corticóides e também a outros componentes de sua fórmula.

Também está contra-indicado no estado de mal asmático ou durante os episódios agudos de asma.

Advertências e Precauções

O que devo saber antes de usar?

O Busonid deve ser administrado com precaução em pacientes com tuberculose pulmonar ativa ou quiescente, infecções graves ou sem tratamento, catarata, glaucoma, cirrose hepática, osteoporose e úlcera péptica. Nestes casos o controle médico deve ser rigoroso.

A passagem de um tratamento sistêmico com corticosteróides para um tratamento com Busonid deve fazer-se com especial precaução em relação à redução progressiva da dose do corticóide oral,

Deve-se ter cautela durante situações de “stress” como cirurgias, infecções e traumas e ter atenção especial com pessoas que contactem com infecções virais como varicela e sarampo.

Deve-se ter atenção especial com as crianças, pois elas podem absorver quantidades maiores do medicamento e são mais suscetíveis à toxicidade sistêmica. A budesonida está indicada para crianças a partir de 1 ano de idade.

Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica.

Superdosagem

O que fazer se alguém usar uma quantidade maior do que a indicada?

A baixa atividade sistêmica de Busonid faz com que o risco de intoxicação seja muito improvável, principalmente a intoxicação aguda. De qualquer forma, a interrupção do tratamento seria suficiente para desaparecer com os sintomas de intoxicação.

Se em alguma circunstância muito especial aparecerem sintomas de hipercortisolismo ou de insuficiência adrenal, deve-se descontinuar gradualmente o uso de Busonid e corrigir o desequilíbrio eletrolítico com diuréticos que não afetem o potássio, tais como a espironolactona e o triantereno.

Composição

Cada dose de Busonid 50 mcg aerossol oral contém:

Budesonida____________________________________50 mcg

Veículos q.s.p.__________________________________1 dose

(Veículos: trioleato de sorbitana, freon 11, freon 12)

Cada dose de Busonid 200 mcg Aerossol Oral contém:

Budesonida___________________________________200 mcg

Veículos q.s.p.__________________________________1 dose

(Veículos: trioleato de sorbitana, freon 11, freon 12)

Laboratório

Biosintética Farmacêutica Ltda.

SAC: 0800-7016900 

Dizeres legais:

MS - 1.1213.0173 | Farmacêutico Responsável: Alberto Jorge Garcia Guimarães - CRF-SP nº 12.449

*Não use medicamentos sem o conhecimento do seu médico, pode ser perigoso para a sua saúde.
*As informações aqui divulgadas não deverão ser utilizadas como substituto de prescrição médica para o tratamento de qualquer doença.