Brometo de Ipratrópio Icone para ediçãoIcone de Enomear Icone de Excluir

Indicação

Para que serve?

O brometo de ipratrópio é indicado como broncodilatador para o tratamento de manutenção do broncoespasmo associado à doença pulmonar obstrutiva crônica, conhecida por DPOC, que inclui bronquite crônica e enfisema.

Além disso, também é indicado em combinação com medicação beta-2-agonista no tratamento do broncoespasmo agudo associado à asma e DPOC, incluindo bronquite crônica.

Posologia

Como usar?

A posologia deve ser adaptada conforme as necessidades de cada pessoa, que deve ser mantido sob supervisão médica durante o tratamento.

Aconselha-se a não exceder a dose diária recomendada durante o tratamento de manutenção ou da crise aguda.

A menos que seja prescrito de modo diferente, recomenda-se a seguinte dosagem:

Tratamento de manutenção

  • Adultos ou crianças com mais de 12 anos:

A dose recomendada é de 2 mL, que equivale a 40 gotas, 3 a 4 vezes ao dia.

  • Crianças com idade entre 6-12 anos:

A dose recomendada é de 1 mL, o que equivale a 20 gotas, 3 a 4 vezes ao dia.

  • Crianças menores de 6 anos:

A dose recomendada é de 0,4 a 1 mL, o que equivale a 8 a 20 gotas, 3 a 4 vezes ao dia.

Tratamento da crise aguda

  • Adultos e crianças com mais de 12 anos:

A dose recomendada é de 2 mL, o que equivale a 40 gotas.

  • Crianças entre 6-12 anos:

A dose recomendada é de 1 mL, o que equivale a 20 gotas.

  • Crianças com menos de 6 anos:

A dose recomendada é de 0,4 a 1mL, o que equivale a 8 a 20 gotas.

As doses acima podem ser repetidas até que a pessoa estabilize e o intervalo entre as doses deve ser determinado pelo médico.

Este medicamento pode ser administrado em associação com um beta-agonista inalatório.

Modo de uso:

O frasco de brometo de ipratrópio vem com um moderno gotejador fácil de usar:

  1. Romper o lacre da tampa e virar o frasco na posição vertical.
  2. Bater levemente com o dedo no fundo do frasco e deixar gotejar a quantidade desejada.
  3. Diluir a dose recomendada em solução fisiológica até um volume final de 3-4 mL.
  4. Nebulizar e inalar.

A duração da inalação pode ser controlada pelo volume de diluição.

O brometo de ipratrópio pode ser utilizando com qualquer aparelho de nebulização comercialmente disponível e pode ser combinado com mucolíticos como o ambroxol e a bromexina e com beta-2- agonistas como o fenoterol em solução para inalação. No entanto, não deve ser misturado com cromoglicato dissódico no mesmo nebulizador, pois pode ocorrer precipitação do produto.

Efeitos Colaterais

Quais os males que pode me causar?

As reações adversas mais comuns que podem ocorrer com o uso deste remédio são dor de cabeça, tontura, irritação na garganta, tosse, boca seca, náusea e distúrbios da motilidade gastrintestinal.

Embora seja mais raro, pode ainda ocorrer hipersensibilidade, reação anafilática, visão turva, midríase, aumento da pressão intraocular, glaucoma, dor ocular, visão de halos, hiperemia conjuntival, edema de córnea, palpitações, taquicardia supraventricular, broncoespasmo, broncoespasmo paradoxal, espasmo da laringe, edema orofaríngeo, garganta seca, diarreia, prisão de ventre, vômito, estomatite, edema da mucosa oral, rash, prurido, edema angioeneurótico e retenção urinária.

Contraindicações

Quando não devo usar?

O brometo de ipratrópio é contraindicado em pessoas com hipersensibilidade conhecida à atropina ou aos seus derivados ou a qualquer dos componentes da fórmula.

Além disso, também não deve ser usado em grávidas ou lactantes sem orientação do médico.

Advertências e Precauções

O que devo saber antes de usar?

O brometo de ipratrópio pode causar alergia e broncospasmo paradoxal, por isso, nestes casos deve ser descontinuado.

Além disso, se entrar em contacto com os olhos pode causar complicações oculares.

Pessoas com problemas renais e fibrose cística devem ter cuidado ao usar este medicamento.

Mecanismo de Ação

Como funciona?

O brometo de ipratrópio, é um composto com propriedades anticolinérgicas.

Agentes anticolinérgicos previnem o aumento da concentração intracelular de cálcio provocado pela interação da acetilcolina com o receptor muscarínico no músculo liso dos brônquios, causando broncodilatação.

O brometo de ipratrópio é o mesmo que Atrovent?

Sim. O brometo de ipratrópio é a substância ativa do medicamento Atrovent.

Superdosagem

O que fazer se alguém usar uma quantidade maior do que a indicada?

Até o momento não foram observados sintomas específicos de superdose.

Composição

Cada mL, que equivale a 20 gotas da solução para inalação contém:

Brometo de ipratrópio (na forma monoidratada)_______0,25 mg

Excipiente q.s.p __________________________________1 mL

(Excipientes: cloreto de benzalcônio, edetato dissódico dihidratado, cloreto de sódio, ácido clorídrico, água purificada).

Laboratório

.

Dizeres legais:

MS nº: 1.6773.0059 | Farm.Resp.: Dra. Maria Betânia Pereira CRF - SP nº 37.788

*Não use medicamentos sem o conhecimento do seu médico, pode ser perigoso para a sua saúde.
*As informações aqui divulgadas não deverão ser utilizadas como substituto de prescrição médica para o tratamento de qualquer doença.