Benormal Icone para ediçãoIcone de Enomear Icone de Excluir

Para que serve

Benormal é indicado como suplemento vitamínico em dietas restritivas e inadequadas.

Como o Benormal funciona?

O produto Benormal é um polivitamínico, útil para prevenir a deficiência de vitaminas do complexo B.

As vitaminas do complexo B são essenciais para o crescimento e desenvolvimento normal do organismo, reprodução e também para a atividade física. As vitaminas do complexo B participam dos processos metabólicos importantes do sistema nervoso, coração, células do sangue e músculos e também do metabolismo dos carboidratos. A deficiência destas vitaminas está associada à falta de apetite, fraqueza, irritabilidade, alterações na função cardíaca e anormalidades neurológicas.

O Benormal é um complexo polivitamínico do complexo B. A ação esperada do medicamento é evitar a hipovitaminoses B.

Este medicamento é contrantaindicado para menores de 18 anos. Benormal não deve ser utilizado em indivíduos com hipersensibilidade (alergia) conhecida a algum dos componentes da formulação.

Recomenda-se ingestão de 3 drágeas ao dia ou a critério médico. Não ultrapassar o limite de 3 drágeas por dia.

A drágea deve ser ingerida com água ou um pouco de líquido.

Idosos

Não são conhecidas restrições para o uso de Benormal em pacientes idosos.

Siga a orientação do seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento. Não interromper o tratamento sem o conhecimento do seu médico.

Siga corretamente o modo de usar. Em caso de dúvidas sobre este medicamento, procure orientação do farmacêutico. Não desaparecendo os sintomas, procure orientação de seu médico ou cirurgião-dentista.

Este medicamento não deve ser partido, aberto ou mastigado.

O que devo fazer quando eu me esquecer de usar o Benormal?

Você pode tomar a dose deste medicamento assim que se lembrar. Não exceda a dose recomendada para cada dia.

Em caso de dúvidas, procure orientação do farmacêutico ou de seu médico, ou cirurgião-dentista.

A coloração amarelada da urina após a administração de Benormal é devido à riboflavina (vitamina B2).

Não é recomendável o uso de Pantotenato de cálcio (vitamina B5) em hemofílicos, visto que ocorre aumento do tempo de sangramento.

Não são conhecidas interações medicamentosas com o uso de Benormal.

Atenção: Este medicamento contém açúcar, portanto, deve ser usado com cautela em portadores de Diabetes.

Informe ao seu médico ao seu médico ou cirurgião-dentista se você está fazendo uso de algum outro medicamento.

Não são conhecidas interações medicamentosas com o uso de Benormal. No entanto, podem ocorrer reações adversas às vitaminas.

  • Reação muito comum (> 1/10): ocorre em 10% dos pacientes que utilizam este medicamento;
  • Reação comum (> 1/100 e < 1/10): ocorre em 1% a 10% dos pacientes que utilizam este medicamento;
  • Reação incomum (> 1/1.000 e < 1/100): ocorre em 0,1% a 1% dos pacientes que utilizam este medicamento;
  • Reação rara (> 1/10.000 e < 1/1.000): ocorre em 0,01% a 0,1% dos pacientes que utilizam este medicamento;
  • Reação muito rara (< 1/10.000): ocorre em menos de 0,01% dos pacientes que utilizam este medicamento.

Tiamina (vitamina B1)

Reações raras (> 1/10.000 e < 1.000)

Reações alérgicas e irritação cutânea (principalmente quando de administração intravenosa).

Riboflavina (vitamina B2)

A riboflavina é segura quando utilizada na dosagem recomendada. No entanto, pode ocorrer diarreia e coloração amarelada da urina, em decorrência de altas doses (hipervitaminose).

Nicotinamida (vitamina B3)

Reações comuns (> 1/100 e < 1/10)

Indigestão, prurido (coceira), hiperemia (vermelhidão) transitória de face e pescoço, tosse, ânsia de vômito, vômito, diarreia.

Reações incomuns (> 1/1.000 e < 1/100) 

Secura ocular, arritmia, agravamento de úlcera péptica (no estômago/duodeno), xerodermia (secura da pele), mialgia (dores musculares), sensação de desmaio, tontura, cefaleia, cólicas estomacais, hiperuricemia (aumento do ácido úrico sanguíneo), hiperglicemia (aumento açúcar sanguíneo), hipopotassemia (diminuição potássio sanguíneo), plaquetopenia (diminuição das plaquetas).

Reações raras (> 1/10.000 e < 1.000)

Icterícia, alterações musculares, edema macular (inchaço ocular), espasmo laríngeo (movimento involuntário da laringe), hepatite medicamentosa, urticária, retenção hídrica, dispneia (falta de ar), alteração de enzimas hepáticas (do fígado), choque anafilático (reação alérgica severa), urticária, dormência, formigamento, enxaqueca, turvação visual, hipotensão (pressão baixa), hipotensão ortostática (postural), palidez, fraqueza muscular, insônia, transpiração excessiva, calafrios, erupção cutânea (da pele), palpitação, gases, nervosismo, sensação de fraqueza, hipoprotrombinemia (diminuição da protrombina no sangue).

Pantetonato de cálcio (vitamina B5)

O pantotenato de cálcio é seguro quando utilizado na dosagem recomendada. No entanto, o uso de doses maiores, aumenta o risco de eventos adversos como diarreia.

Pode ocorrer aumento do tempo para o estancamento de hemorragia em hemofílicos.

Cloridrato de piridoxina (vitamina B6)

Piridoxina é segura para a maioria das pessoas. Em algumas pessoas, piridoxina pode causar náuseas, vômitos, dor de estômago, perda de apetite, dor de cabeça, formigamento, sonolência e outros efeitos colaterais.

O uso a longo prazo de altas doses está associado a neuropatia periférica (a dose na qual ocorre é controversa).

Informe ao seu médico, cirurgião-dentista ou farmacêutico o aparecimento de reações indesejáveis pelo uso do medicamento. Informe também à empresa através do seu serviço de atendimento.

Gravidez e Amamentação

Não são conhecidos riscos associados ao uso de vitaminas do complexo B durante a gestação, nas doses recomendadas.

Os estudos em animais não demonstraram risco fetal, mas também não há estudos controlados em mulheres grávidas.

Lactação

As vitaminas B2, B5 e B6 são secretadas para o leite materno, porém não são conhecidos riscos de superdose para a criança.

Em casos individuais, altas doses de vitamina B6 (superiores a 600 mg dia) podem inibir a produção de leite.

Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista.

Deve-se observar o princípio médico de não prescrever medicamentos nos três primeiros meses de gravidez, salvo em casos de absoluta necessidade.

Cada drágea contém:

  % da IDR/MS
(3 drágeas/dia)
Nitrato de tiamina (vitamina B1)*4 mg919,2%
Riboflavina (vitamina B2)2 mg461,5%
Nicotinamida (vitamina B3)10 mg187,5%
Pantotenato de cálcio (vitamina B5)**2 mg110,4%
Cloridrato de piridoxina (vitamina B6)***1 mg189,9%
Excipiente q.s.p.1 drágea-

*Correspondente a 3,675 mg de Tiamina.
** Correspondente a 1,84 mg de ácido pantotênico.
***Correspondente a 0,823 mg de Piridoxina.

Excipientes: amido, goma arábica, povidona, manitol, celulose microcristalina, lactose monoidratada, dióxido de silício, estearato de magnésio, silicato de magnésio, croscarmelose sódica, sacarose, macrogol, dióxido de titânio, metilparabeno, corante amarelo crepúsculo N.º 6, cera de carnaúba).

Não existem evidências de que Benormal possa levar à superdose quando administrado nas doses recomendadas.

Deve-se considerar a ingestão de vitaminas a partir de outras fontes.

A maioria, se não todos os relatos de superdose, estão associados à ingestão concomitante de altas doses de vitaminas e/ou polivitamínicos.

Sintomas gerais de superdose podem incluir confusão e distúrbios gastrintestinais como constipação, diarreia, náusea e vômitos.

Na ocorrência destes sintomas o tratamento deve ser interrompido e um profissional de saúde deverá ser consultado.

A ingestão de doses elevadas de vitamina B6 pode causar neuropatia(destruição irreversível de células ganglionares sensoriais) após ingestão por um longo período

Se houver suspeita de superdose, o tratamento deve ser interrompido e um profissional de saúde deve ser consultado para tratamento das manifestações clínicas.

Em caso de uso de grande quantidade deste medicamento, procure rapidamente socorro médico e leve a embalagem ou a bula do medicamento, se possível. Ligue para 0800 722 6001, se você precisar de mais orientações.

Não se deve administrar esse produto a pessoas que já recebem outras formas de vitamina A pelo risco de doses excessivas.

A vitamina A pode interferir com colestiramina, isotretinoína, orlistat e varfarina.

A nicotinamida pode diminuir a eficácia de hipoglicemiantes orais (ex: glibenclamida) e aumentar o risco de efeitos tóxicos das estatinas (lovastatina, atorvastatina e sinvastatina).

O uso de ácido ascórbico pode reduzir a eficiência dos contraceptivos orais. Pode reduzir a eficácia do tratamento do etilismo com o dissulfiram.

Doses de 10 g por dia de ácido ascórbico podem diminuir a absorção de anticoagulantes orais como a varfarina.

Ácido ascórbico com deferoxamina pode aumentar a toxicidade do ferro para as células cardíacas.

Interações com plantas medicinais

Não são descritas.

Interações com substâncias químicas

Não são descritas.

Interações com exames laboratoriais e não laboratoriais

Doses elevadas de vitamina C podem afetar os testes de glicosúria ou negativar os resultados da pesquisa de sangue oculto nas fezes. Podem deixar a urina mais ácida e aumentar os níveis de ácido úrico e oxalatos na urina. Podem diminuir a determinação de algumas enzimas do fígado (desidrogenase lática e transaminases).

O paciente deverá informar ao laboratório que está usando este medicamento.

Interações com doenças

Não são descritas.

Não há relatos até o momento.

Características farmacológicas

O produto é uma associação das principais vitaminas necessárias ao organismo.

Farmacodinâmica

O palmitato de retinol é necessário para o crescimento e desenvolvimento do tecido epitelial, para o crescimento ósseo, para o desenvolvimento embrionário e exerce papel indispensável na função normal da retina. O colecalciferol desempenha papel na absorção, transporte e aproveitamento do cálcio e do fósforo no metabolismo intestinal, renal e ósseo.

A tiamina age como coenzima no metabolismo dos carboidratos e na descarboxilação dos alfacetoácidos. Desempenha papel modulador na transmissão neuromuscular.

A riboflavina é necessária no processo de respiração celular e como ativadora da piridoxina. A piridoxina participa dos processos de descarboxilação e transaminação no metabolismo dos aminoácidos.

As coenzimas NAD e NADP, formas fisiologicamente ativas da nicotinamida, têm importância no metabolismo dos lipídios e na neoglicogênese, além de participarem das reações de óxido-redução. O ácido ascórbico interfere diretamente no metabolismo da fenilalanina, tirosina, ácido fólico e ferro, além de atuar em diferentes etapas do metabolismo dos carboidratos, lipídios e proteínas.

Farmacocinética

O ácido ascórbico e todas as vitaminas do complexo B são facilmente absorvidos por via oral, distribui-se por todos os tecidos e não se acumulam. A vitamina A e a vitamina D, do grupo das lipossolúveis exigem a presença de sais biliares para emulsificação e adequada absorção através da mucosa entérica. Na maioria dos casos, doses elevadas de vitaminas são facilmente excretadas por via renal. As lipossolúveis formam depósitos hepáticos.

Conservar o produto em temperatura ambiente, entre 15 e 30ºC, protegido da luz e da umidade.

O prazo de validade é de 24 meses a partir da data de fabricação, sendo que após este prazo de validade o produto pode não apresentar mais efeito terapêutico. Não utilize medicamento vencido.

Número de lote e datas de fabricação e validade: vide embalagem.

Não use medicamento com o prazo de validade vencido.

Para sua segurança mantenha o medicamento em sua embalagem original.

Características físicas e organolépticas

Drágea circular, cor laranja.

Antes de usar, observe o aspecto do medicamento. Caso ele esteja no prazo de validade e você observe alguma mudança no aspecto, consulte o farmacêutico para saber se poderá utilizá-lo.

Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.

MS N.º 1.0298.0068

Farm. Resp.:
Dr. José Carlos Módolo
CRF-SP N.º 10.446

Cristália Produtos Químicos Farmacêuticos Ltda.
Rodovia Itapira-Lindóia, km 14 - Itapira-SP
CNPJ N.º 44.734.671/0001-51
Indústria Brasileira

*Não use medicamentos sem o conhecimento do seu médico, pode ser perigoso para a sua saúde.
*As informações aqui divulgadas não deverão ser utilizadas como substituto de prescrição médica para o tratamento de qualquer doença.