Aldara Icone para ediçãoIcone de Enomear Icone de Excluir

Para que serve

Aldara creme pode ser utilizado em três situações diferentes. O seu médico pode receitar-lhe Aldara creme para o tratamento de:

Verrugas (condylomata acuminata)

Verrugas existentes na superfície do seu aparelho genital (orgãos sexuais) e em redor do ânus (recto).

Carcinoma superficial basocelular.

É uma forma de cancro de pele, de crescimento lento, com muito rara probabilidade de disseminação para outras partes do corpo. Ocorre normalmente em pessoas de meia idade e nos idosos, especialmente os que têm pele clara, e é causado por uma exposição excessiva ao sol. Se não for tratado, o carcinoma basocelular pode desfigurar, especialmente o rosto – daí a importância do seu reconhecimento e tratamento precoces.

Queratose actínica

Queratoses actínicas são áreas rugosas da pele encontradas em pessoas que foram expostas durante muito tempo ao sol ao longo das suas vidas. Algumas são da cor da pele, outras são acinzentadas, rosas, vermelhas ou castanhas. Elas podem ser planas e escamosas, ou com relevo, rugosas, duras e verrugosas. O Aldara só deve ser utilizado no tratamento de queratoses actínicas planas na face e no couro cabeludo, em doentes com bom funcionamento do sistema imunitário, e se o seu médico decidiu que o Aldara é o tratamento mais apropriado para si.

Aldara creme ajuda o seu próprio sistema imunitário a produzir substâncias naturais que o ajudam a combater o carcinoma basocelular, a queratose actínica ou o vírus que originou as suas verrugas.

- Se é alérgico ao imiquimod ou a qualquer outro ingrediente deste medicamento.

Crianças e adolescentes:

A utilização em crianças e adolescentes não é recomendada.

Adultos:

Utilizar este medicamento exatamente como indicado pelo seu médico ou farmacêutico. Fale com o seu médico ou farmacêutico se tiver dúvidas.
Lave cuidadosamente as mãos antes e depois de aplicar o creme. Não cubra a área tratada com compressas ou outros tecidos depois de ter aplicado o Aldara creme.

Abra uma nova saqueta de cada vez que utilizar o creme. Elimine qualquer resto de creme que tenha ficado na saqueta após a sua aplicação. Não guarde uma saqueta aberta para usar mais tarde.

A frequência e a duração do tratamento diferem consoante se trate de verrugas genitais, de carcinoma basocelular e de queratose actínica.

Se o tratamento se destinar a verrugas genitais:

Instruções de Aplicação – (Seg, Qua e Sex)

  • Antes de ir para a cama, lave as mãos e a área a tratar com sabão suave e água. Seque cuidadosamente.
  • Abra uma saqueta e esprema o creme para a ponta do dedo.
  • Aplique uma camada fina de Aldara creme na área das verrugas, previamente limpa e seca e friccione de forma suave a pele até que o creme desapareça.
  • Após aplicação do creme, deite fora a saqueta aberta e lave as mãos com sabão suave e água.
  • Deixe atuar Aldara creme nas verrugas durante 6 a 10 horas. Não tome ducha ou banho durante este período de tempo.
  • Após 6 a 10 horas, deve lavar-se com sabão suave e água a área onde Aldara creme foi aplicado.

Aldara creme deve ser aplicado 3 vezes por semana. Por exemplo, à 2a feira, 4a feira e 6a feira. Uma saqueta contém a quantidade de creme suficiente para cobrir uma área de verrugas de 20 cm2.

Homens com verrugas sob o prepúcio devem retrair o prepúcio todos os dias e lavar por baixo dele.

Continue a utilizar Aldara creme conforme lhe foi indicado até que as suas verrugas tenham desaparecido completamente (em metade das mulheres em que se verifica o desaparecimento das verrugas, tal ocorrerá em 8 semanas e em metade dos homens em que se verifica o desaparecimento das verrugas, tal ocorrerá em 12 semanas, mas em alguns doentes as verrugas poderão desaparecer logo ao fim de 4 semanas).

Não use Aldara creme durante mais de 16 semanas no tratamento de cada episódio de verrugas.

Fale com o seu médico ou farmacêutico se tiver a impressão de que Aldara creme é demasiado forte ou demasiado fraco.

Se o tratamento se destinar ao carcinoma basocelular:

Instruções de Aplicação – (Seg, Ter, Qua, Qui e Sex)

  • Antes de se deitar, lave as mãos e a área a tratar, com água e sabão suave. Seque cuidadosamente.
  • Abra ume nova saqueta e esprema algum creme para a ponta do dedo
  • Aplique Aldara creme sobre a zona afetada e 1 cm em volta dela. Esfregue levemente sobre a área a tratar, até que o creme desapareça.
  • Após a aplicação do creme, deite fora a saqueta aberta. Lave as mãos com água e sabão.
  • Deixe Aldara creme actuar sobre a pele durante cerca de 8 horas. Não tome banho ou duche durante este período.
  • Ao fim de cerca de 8 horas, lave a área onde foi aplicado Aldara creme com água e sabão neutro.

Aplique uma quantidade de Aldara creme suficiente para cobrir a área de tratamento e 1 cm em volta da zona, diariamente, durante 5 dias consecutivos da semana, ao longo de 6 semanas. Por exemplo, aplique o creme de segunda a sexta-feira. Suspenda a aplicação do creme no sábado e no domingo.

Se o tratamento se destinar à queratose actínica

Instruções de Aplicação – (Seg, Qua e Sex)

  •  Antes de se deitar, lave as mãos e a zona a tratar, com água e um sabão suave. Seque cuidadosamente.
  •  Abra uma nova saqueta e esprema um pouco de creme na ponta do dedo.
  •  Aplique o creme sobre a zona afetada. Esfregue ligeiramente a área até ao desaparecimento do creme.
  •  Após a aplicação do creme, deite fora a saqueta aberta. Lave as mãos com água e sabão suave.
  •  Conserve Aldara creme na pele durante cerca de 8 horas. Não tome duche ou banho durante este período.
  •  Após cerca de 8 horas, lave a área onde Aldara creme foi aplicado, usando água e sabão.

Aplique Aldara creme 3 vezes por semana. Por exemplo, aplique o creme na Segunda, Quarta e Sexta. Uma saqueta contém creme suficiente para cobrir uma área de 25 cm2. Prossiga o tratamento durante quatro semanas. Quatro semanas depois de terminar este primeiro tratamento, o seu médico assistente deverá observar-lhe a pele. Se as lesões não tiverem desaparecido totalmente, poderá ser necessário outro tratamento de quatro semanas.

Se utilizar mais Aldara creme do que deveria:

Retire simplesmente o excesso lavando com um sabonete suave e água. Após o desaparecimento de qualquer eventual reação a nível da pele, poderá então continuar com o seu tratamento.

Se engolir acidentalmente Aldara creme, por favor contacte o seu médico.

Caso se tenha esquecido de utilizar Aldara creme:

No caso de ter esquecido a aplicação de uma dose, aplique o creme assim que se lembrar e depois continue o esquema de tratamento habitual. Não aplique o creme mais de uma vez por dia.

Se tiver questões adicionais sobre a utilização deste produto, consulte o seu médico ou farmacêutico.

Fale com o seu médico ou farmacêutico antes de utilizar Aldara creme

  • Se tiver utilizado anteriormente Aldara creme ou outras preparações semelhantes precisa de informar o seu médico antes de iniciar o tratamento com Aldara creme.
  • Informe o seu médico caso tenha problemas com o seu sistema imunitário.
  • Não use Aldara creme enquanto a área a tratar não tiver cicatrizado, após qualquer tratamento medicamentoso ou cirúrgico anterior.
  • Evite o contacto com os olhos, com os lábios e com a mucosa nasal. Em caso de contacto acidental, lave bem a área afectada com água, para remover o creme.
  • Não aplique o creme internamente.
  • Não utilize uma quantidade de creme superior à recomendada pelo seu médico.
  • Não tape a área tratada com ligaduras ou outros pensos após ter aplicado Aldara creme.
  • Se a área tratada causar muito incómodo, deve lavar o local onde aplicou o creme com um sabonete suave e água. Logo que o problema tenha desaparecido pode voltar a aplicar o creme. o Informe o seu médico se tiver um hemograma anormal.

Dado o mecanismo de funcionamento de Aldara, existe a possibilidade de o creme poder agravar qualquer inflamação existente na área a tratar.

Se o tratamento se aplicar a verrugas genitais, siga estas precauções adicionais:

Os homens com verrugas sob o prepúcio devem retrair o prepúcio e lavar por baixo dele diariamente. Se não se efetuar a lavagem diária pode haver uma maior probabilidade de ocorrer estreitamento do prepúcio, inchaço e descamação da pele ou resultar na dificuldade em retrair o prepúcio. Se estes sintomas ocorrerem, interrompa imediatamente o tratamento e contacte o seu médico.

Se tiver feridas abertas: não comece a usar Aldara creme até que as feridas abertas tenham cicatrizado. Se tiver verrugas internas: não use Aldara creme na uretra (canal por onde passa a urina), na vagina (canal por onde se dá o nascimento do bebé), no útero (orgão feminino interno) ou em qualquer local no interior do seu ânus (reto).

Não utilize este medicamento por mais de um ciclo de tratamento no caso de o seu médico o ter alertado para o facto de ter problemas graves com o seu sistema imunitário, devido a doença ou por tomar outros medicamentos concomitantemente. Se pensa que isto se aplica a si, fale com o seu médico.

Se for VIH positivo deve informar o seu médico, visto que não foi demonstrado que Aldara creme seja tão eficaz em doentes VIH positivos. Se decidir ter relações sexuais enquanto ainda tem verrugas, aplique Aldara depois (não antes) da atividade sexual. Aldara creme pode enfraquecer os preservativos e diafragmas, portanto o creme deverá ser removido antes de iniciar a atividade sexual. Lembre-se, Aldara creme não protege contra a transmissão do VIH ou outras doenças sexualmente transmissíveis ao seu parceiro sexual.

 Se o tratamento se aplicar ao carcinoma basocelular ou à queratose actínica siga estas precauções adicionais:

Não utilize qualquer sistema artificial de bronzeamento da pele (lâmpadas de ultra-violetas ou camas de bronzeamento) e evite o mais possível o sol durante o tratamento com Aldara creme. Use vestuário de proteção e um chapéu de abas largas quando sair de casa.

Enquanto estiver a usar Aldara creme e até obter a cicatrização, a área de tratamento pode apresentar um aspecto visivelmente diferente da pele normal.

Como todos os medicamentos, este medicamento pode causar alguns efeitos secundários, no entanto estes não se manifestam em todas as pessoas.

Informe o seu médico ou farmacêutico o mais rapidamente possível se se sentir indisposto durante a utilização de Aldara creme.

Alguns doentes apresentaram alterações na coloração da pele nas zonas em que o Aldara creme foi aplicado. Embora estas alterações apresentem uma tendência para se atenuarem ao longo do tempo, em alguns doentes podem tornar-se definitivas.

Se a sua pele reagir mal ao Aldara creme, deve interromper o tratamento, lavar a área com sabão suave
e água e contactar o seu médico ou farmacêutico.

Em alguns indivíduos foi observada uma diminuição na contagem dos elementos do sangue. Essa diminuição pode torná-lo mais suscetível a infecções, pode fazer feridas mais facilmente ou causar fadiga. Se notar algum destes sintomas, informe o seu médico.

Reações cutâneas graves forem notificadas raramente. Se aparecerem lesões cutâneas ou manchas na sua pele que começam como pequenas áreas vermelhas e progridem até parecerem mini-alvos, possivelmente com sintomas como a comichão, febre, mal estar geral, dores nas articulações, problemas de visão, ardor, dor ou comichão nos olhos e boca dorida, pare de usar Aldara creme e avise o seu médico imediatamente.

Um pequeno número de doentes teve queda de cabelo na zona de tratamento ou na área circundante.

Se o tratamento se destinar a verrugas genitais:

Muitos dos efeitos indesejáveis de Aldara creme devem-se à sua acção local na pele.

Os efeitos muito frequentes incluem vermelhidão (61% dos doentes), desgaste da pele (30% dos doentes), descamação e tumefação. Os seguintes efeitos também podem ocorrer: endurecimento sob a pele, pequenas feridas abertas, formação de crostas durante a cicatrização e pequenas bolhas sob a pele. Poderá ainda sentir comichão (32% dos doentes), ardor (26% dos doentes) ou dor nas zonas em que aplicou Aldara creme (8% dos doentes). A maioria destas reações dérmicas são ligeiras e a pele voltará ao normal cerca de 2 semanas após ter interrompido o tratamento.

Frequentemente, alguns doentes (4% ou menos) sofreram dores de cabeça, pouco frequentemente febre e sintomas gripais e dores musculares e articulares; prolapso do útero; dor nas relações sexuais na mulher; dificuldades de erecção; aumento da transpiração; sensação de enjoo; sintomas de estômago e intestinos; zumbidos nos ouvidos; rubor; cansaço; tonturas; enxaqueca; formigueiro; insónia; depressão; perda de apetite; glândulas inchadas; infecções bacterianas, virais e fúngicas (p. ex., herpes labial); infeção vaginal, incluindo aftas; tosse e constipações com inflamação da garganta.

Ocorreram, muito raramente, reacções graves e dolorosas, particularmente quando se utilizou uma quantidade de creme superior à recomendada. Em casos muito raros, reações dérmicas dolorosas na abertura da vagina dificultaram a passagem da urina em algumas mulheres. Caso tal se verifique, consulte de imediato o seu médico.

Se o tratamento se destinar a carcinoma basocelular:

Muitos dos efeitos indesejáveis de Aldara creme são devidos à sua acção local sobre a pele. As reações cutâneas locais podem ser indicadoras da ação do medicamento.

Efeito muito frequente é um ligeiro prurido (comichão).

Efeitos frequentes incluem: sensação de formigueiro, pequenas zonas de inchaço da pele, dor, ardor, irritação, sangramento, vermelhidão ou erupção cutânea. Se a reação cutânea se tornar demasiado incómoda durante o tratamento, informe o seu médico, que poderá aconselhá-lo a deixar de usar Aldara creme por alguns dias (isto é, a guardar um certo período de repouso no tratamento). Se se formar pus (supuração) ou qualquer outro indício de infeção, aborde o assunto com o seu médico assistente. Para além das reações na pele, outros efeitos comuns podem ainda incluir inchaço das glândulas e dores nas costas.

De forma pouco frequente, alguns doentes experimentam alterações na área de aplicação (descarga, inflamação, inchaço, formação de crosta, rutura da pele, bolhas, dermatite) ou irritabilidade, sensação de enjoo, secura de boca, sintomas de tipo gripal e cansaço.

Se o tratamento se destinar a queratose actínica

Muitos dos efeitos indesejáveis de Aldara creme são devidos à sua ação local sobre a pele. As reações cutâneas locais podem ser indicadoras da ação pretendida do medicamento.

Um efeito muito frequente é um ligeiro prurido (comichão) na pele tratada.

Efeitos frequentes incluem dor, ardor, irritação ou vermelhidão.

Se uma reação cutânea se tornar demasiado desconfortável durante o tratamento, contacte o seu médico. Ele poderá aconselhar-lhe que suspenda a aplicação de Aldara creme por alguns dias (isto é, um pequeno período de repouso no tratamento).
Se houver pus (supuração) ou qualquer outro indício de infeção, aborde o assunto com o seu médico. Para além das reações ao nível da pele, outros efeitos frequentes incluem dor de cabeça, anorexia, náuseas, dor muscular, dor articular e cansaço.

De forma pouco frequente, alguns doentes experimentaram alterações na área de aplicação (sangramento, inflamação, descarga, sensibilidade, inchaço, pequenas zonas inchadas na pele, sensação de formigueiro, descamação, formação de crosta, ulceração ou sensação de calor ou desconforto) ou inflamação no interior do nariz, nariz entupido, gripe ou sintomas de tipo gripal, depressão, irritação ocular, inchaço das pálpebras, dor de garganta, diarreia, queratose actínica, vermelhidão, inchaço da face, úlceras, dor nas extremidades, febre, fraqueza ou tremores.

Crianças e adolescentes

A utilização em crianças e adolescentes não é recomendada.

Gravidez e aleitamento

Consulte o seu médico ou farmacêutico antes de tomar qualquer medicamento.
Se estiver ou tencionar ficar grávida, avise o seu médico. Este abordará consigo os riscos e benefícios da utilização de Aldara creme durante a gravidez. Os estudos efetuados em animais não indicam efeitos prejudiciais directos ou indirectos durante a gravidez.

Não amamentar o seu bebé durante o tratamento com Aldara creme, pois não se sabe se o imiquimod é excretado no leite materno.

Condução de veículos e utilização de máquinas

Este medicamento não tem influência ou apenas influência negligenciável na capacidade de conduzir e utilizar máquinas.

Aldara creme contém para-hidroxibenzoato de metilo, para-hidroxibenzoato de propilo, álcool cetílico e álcool estearílico O Para-hidroxibenzoato de Metilo (E218) e Para-hidroxibenzoato de Propilo (E216) poderão causar reações alérgicas (possivelmente retardadas). O álcool cetílico e o álcool estearílico podem causar reações cutâneas locais (tais como, dermatite de contacto).

-  A substância ativa é o imiquimod. Cada saqueta contém 250 mg de creme (100 mg de creme contêm 5 mg de imiquimod).

-  Os outros componentes são ácido isoesteárico, álcool benzílico, álcool cetílico, álcool estearílico, vaselina branca, polissorbato 60, estearato de sorbitano, glicerol, para- hidroxibenzoato de metilo (E218), para-hidroxibenzoato de propilo (E216), goma xantana, água purificada.

Retire simplesmente o excesso lavando com um sabonete suave e água. Após o desaparecimento de qualquer eventual reação a nível da pele, poderá então continuar com o seu tratamento.

Se engolir acidentalmente Aldara creme, por favor contacte o seu médico.

As interações com outros medicamentos não foram estudadas. Portanto, não se recomenda a administração de imiquimode até que a pele esteja completamente recuperada dos efeitos de qualquer medicamento usado anteriormente.

Não há relatos até o momento.

Resultados de eficácia

Verrugas genitais externas

Um estudo randomizado controlado com placebo, com pacientes imunocompetentes, mulheres e homens apresentando verrugas externas genitais/penianas, testou a eficácia de um creme com 5% de imiquimode aplicado nas verrugas genitais três vezes por semana até a remissão da verruga ou por dezesseis semanas. Foram examinadas as taxas de remissão em subgrupos baseados nas variáveis de gênero, linha de base da área da verruga, duração da erupção normal da verruga, utilização de algum pré-tratamento e uso de fumo. Para cada um destes subgrupos o imiquimode foi estatisticamente mais efetivo que o placebo em erradicar as verrugas externas vaginais e perianais. O imiquimode 5% foi considerado um tratamento efetivo e provedor de um benefício significativo em comparação com o placebo, independentemente do uso de fumo ou do gênero, tamanho prévio ou inicial ou duração da erupção.

Ceratose actínica

Um estudo de revisão avaliou os resultados de cinco estudos clínicos randomizados, duplo-cegos, controlados com placebo, envolvendo 1.293 pacientes, em relação aos benefícios e à eficácia do tratamento da ceratose actínica com imiquimode creme a 5%. Todos os pacientes apresentavam ceratose actínica visível, diagnosticada clinicamente e, em dois estudos, este diagnóstico foi complementado com biópsia e avaliação histológica. A população estudada variou de 37 a 94 anos de idade (média entre 64 e 71). A maioria dos pacientes tinha o tipo de pele I e II, de acordo com a classificação de Fitzpatrick, mas indivíduos com tipos de pele I a IV foram incluídos.

Dois dos cinco estudos apresentavam aproximadamente 40 pacientes e outros três, 280 a 500 pacientes cada. Os estudos duraram de 12 a 16 semanas. Todos os estudos utilizaram sachês com imiquimode creme 5% ou a base de placebo, duas ou três vezes por semana. Nenhum outro princípio ativo foi utilizado. Os cremes foram aplicados em áreas específicas expostas ao sol, usualmente 20 a 25 cm , na face e/ou couro cabeludo, mas em um dos estudos incluiu-se pescoço, antebraços e mãos. A completa remissão das lesões ocorreu em 50% dos pacientes tratados com imiquimode, versus 4,7% com placebo. A remissão parcial das lesões (desaparecimento de 75% das lesões clinicamente visíveis) ocorreu em 65% dos pacientes tratados com imiquimode, contra 11% dos tratados com placebo. O estudo conclui que o imiquimode creme a 5% é eficaz e seguro no tratamento de ceratose actínica.

Carcinoma basocelular superficial

Para avaliar a segurança e eficácia clínica do creme de imiquimode a 5% no tratamento do carcinoma basocelular superficial foi realizado um estudo multicêntrico, randomizado, paralelo, veículo controlado, duplo-cego. Foram incluídos 166 sujeitos com pelo menos um carcinoma basocelular histologicamente confirmado, randomizados para aplicar imiquimode ou veículo na célula-alvo tumoral, sete dias por semana, por seis semanas. O local do tumor tratado foi clinicamente avaliado na décima segunda semana após o tratamento, sendo então retirado para avaliação histológica. Os resultados demonstraram uma diferença significativa entre imiquimode e o veículo para ambas as taxas de remissão clínica composta (avaliação clínica e histológica) e de remissão histológica. A remissão composta foi demonstrada em 77% e 6% dos sujeitos tratados com imiquimode e veículo, respectivamente. A remissão histológica foi demonstrada em 80% e 6% dos sujeitos tratados com imiquimode e veículo, respectivamente. Os relatos de segurança encontrados foram espontaneamente relatados pelos sujeitos e avaliados pelo investigador (reações locais na pele). Tais relatos ocorreram mais frequentemente no grupo imiquimode do que no grupo controle. O estudo concluiu que o creme de imiquimode 5% administrado sete vezes por semana durante seis semanas é um tratamento seguro e eficaz para o carcinoma basocelular superficial quando comparado com controle.


Características farmacológicas

O imiquimode é um modulador da resposta imunológica. Estudos sugerem que existe um receptor de membrana para o imiquimode nas células imunológicas em que se observa uma resposta. O imiquimode não possui atividade antiviral direta. Em modelos animais, o imiquimode é eficaz contra as infecções virais e atua como agente antitumoral, principalmente pela indução do interferon alfa e de outras citocinas.

A indução de interferon alfa e de outras citocinas, após aplicação de imiquimode no tecido das verrugas genitais, foi também demonstrada em estudos clínicos. Aumentos na concentração sistêmica do interferon alfa e de outras citocinas, após aplicação tópica de imiquimode, foram demonstrados num estudo farmacocinético.

Farmacodinâmica

Verrugas genitais externas

Estudos in vitro demonstraram que o imiquimode não tem atividade antiviral direta. Entretanto, a droga exibe efeito antiviral e antitumoral in vivo. Um estudo envolvendo 22 pacientes comparou imiquimode com veículo e mostrou que ele induz o mRNA que codifica as citocinas, inclusive o alfa interferon, no local do tratamento. Além disso, a quantidade de mRNA do HPVL1 e de DNA do HPV é significativamente menor após o tratamento.

Ceratose actínica

O mecanismo de ação do imiquimode no tratamento da ceratose actínica não é conhecido. Em estudo comparativo de imiquimode e veículo realizado com 18 pacientes foi observado um aumento, na segunda semana de tratamento, dos níveis dos biomarcadores CD3, CD4, CD8, CD11c e CD68.

Carcinoma basocelular superficial

O mecanismo de ação do imiquimode no tratamento tópico do carcinoma basocelular superficial é desconhecido. Estudos em pacientes com carcinoma basocelular superficial sugerem que o imiquimode tópico pode aumentar a infiltração dos linfócitos, células dentríticas e macrófagos na lesão tumoral.

Farmacocinética

Em dose única tópica de imiquimode, marcado radioativamente, menos de 0,9% de imiquimode foi absorvido através da pele humana. A pequena quantidade de fármaco absorvida para a circulação sistêmica foi imediatamente excretada por via urinária e fecal na proporção de cerca de 3 para 1. Não foram detectados, no soro, níveis quantificáveis de fármaco (>5 ng/ml) após aplicação tópica única ou múltipla. A exposição sistêmica (penetração percutânea) foi calculada a partir da recuperação de carbono-14 [14C] do imiquimode na urina e nas fezes.

Manter este medicamento fora da vista e do alcance das crianças.
Não conservar acima de 25°C.
Não utilize este medicamento após o prazo de validade impresso no rótulo. As saquetas não devem ser re-utilizadas após a sua abertura

Não deite fora quaisquer medicamentos na canalização ou no lixo doméstico. Pergunte ao seu farmacêutico como deitar fora os medicamentos que já não utiliza. Estas medidas ajudarão a proteger o ambiente.

MEDA Pharma - Produtos Farmacêuticos, S.A.
Rua do Centro Cultural, 13
1749-066 Lisboa
Tel: +351 21 842 0300

*Não use medicamentos sem o conhecimento do seu médico, pode ser perigoso para a sua saúde.
*As informações aqui divulgadas não deverão ser utilizadas como substituto de prescrição médica para o tratamento de qualquer doença.