Álcool Polivinílico Icone para ediçãoIcone de Enomear Icone de Excluir

Álcool Polivinílico proporciona alívio dos sintomas causados pela síndrome de olho seco ou pela má lubrificação de lentes de contato rígidas.

Para que serve

Álcool Polivinílico é indicado como lágrima artificial em todas as condições em que se torna necessária uma suplementação lacrimal, como na síndrome do olho seco e na lubrificação de prótese ocular.

Álcool Polivinílico também é indicado aos usuários de lentes de contato convencionais (lentes rígidas acrílicas ou gás permeáveis). A delicada camada protetora e amortecedora que se forma entre a lente e a córnea permite uma rápida umidificação o que favorece a adaptação de lente de contato e seu uso por períodos mais prolongados.

Álcool Polivinílico é contraindicado para pessoas que apresentam alergia a qualquer um dos componentes da sua fórmula.

Isento de Prescrição Médica

Orientar o paciente a não encostar a ponta do frasco nos olhos, nos dedos e nem em outra superfície qualquer para evitar contaminação.

Não utilizar se o Álcool Polivinílico apresentar evidências de adulteração.

Não utilizar se a solução estiver com coloração alterada ou turva.

A dose usual é de 1 ou 2 gota(s) aplicada(s) no(s) olho(s) afetado(s), quantas vezes forem necessárias para manter a lubrificação adequada dos olhos ou de acordo com a orientação médica.

As reações adversas observadas após comercialização do produto foram:

Desordens oculares

  • Hiperemia conjutival, secreção, irritação, dor, prurido e hiperemia do olho, sensação de corpo estranho, aumento de lacrimejamento. Podem ocorrer raros casos de ardor ou pontadas à instilação.

Desordens do sistema imune

  • Hipersensibilidade.

Não são conhecidas interações medicamentosas.

Caso persista a irritação ou o desconforto nos olhos, o paciente deve suspender o uso e consultar um oftalmologista.

Para evitar contaminação ou possível dano aos olhos, oriente o paciente a não tocar em qualquer superfície com a tampa e o conta-gotas e evitar contato com os olhos.

Tampar o frasco após o uso.

Gravidez e Lactação

Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista.

Na ocorrência de gravidez ou se estiver amamentando, consulte o médico antes de fazer uso de medicamentos.

Uso Pediátrico

Segurança e efetividade não foram demonstradas com Álcool Polivinílico em pacientes pediátricos.

Pacientes idosos

Não existem restrições de uso em pacientes idosos. A posologia é a mesma que a recomendada para as outras faixas etárias.

Pacientes que utilizam lentes de contato

Álcool Polivinílico não deve ser aplicado durante o uso de lentes de contato gelatinosas ou hidrofílicas, pois o cloreto de benzalcônio presente na fórmula pode ser absorvido pelas lentes.

Por este motivo, os pacientes devem ser instruídos a retirar as lentes antes da aplicação do colírio e aguardar pelo menos 15 minutos para recolocá-las após a administração de Álcool Polivinílico.

Pacientes que fazem uso de mais de um medicamento oftálmico

Se Álcool Polivinílico for utilizado concomitantemente com outros medicamentos de aplicação tópica ocular, o produto deve ser administrado com intervalos de pelo menos 15 minutos entre as aplicações.

Interferência na capacidade de dirigir veículos e operar máquinas

Assim como outros medicamentos, caso ocorra visão borrada transitória após a aplicação, o paciente deve esperar o desaparecimento destes sintomas antes de dirigir ou operar máquinas.

Características farmacológicas

Álcool Polivinílico é um lubrificante ocular que forma uma película protetora sobre os tecidos oculares, proporcionando uma imediata sensação de conforto ao ser instilado. É uma lágrima artificial, formulada especialmente para substituir a lágrima natural nas condições em que haja deficiência ou mesmo ausência de secreção lacrimal.

Proporciona uma sensação de conforto e bem-estar nos pacientes com olhos secos e protege os tecidos oculares contra os danos causados pela fricção das pálpebras durante o ato de piscar, além de favorecer a regeneração do tecido epitelial eventualmente lesado. É opticamente cristalino e por isso não causa embaçamento da visão. Lubrifica e conforta os olhos secos, pois elimina imediatamente a desagradável sensação de “areia nos olhos”.

Não há relatos até o momento. 

Lacril

*Não use medicamentos sem o conhecimento do seu médico, pode ser perigoso para a sua saúde.
*As informações aqui divulgadas não deverão ser utilizadas como substituto de prescrição médica para o tratamento de qualquer doença.