Trombocitopenia Icone para edição

Trombocitopenia é o nome dado a toda e qualquer condição de saúde relacionada a uma baixa quantidade de plaquetas no sangue – também chamadas de trombócitos. As plaquetas possuem papel fundamental para a coagulação sanguínea.

A trombocitopenia geralmente vem acompanhada de outros problemas de saúde mais graves, como leucemia e Aids. No entanto, a trombocitopenia também pode estar vinculada a um efeito colateral causado por medicamentos.

Sintomas:

Entre os principais sinais e sintomas causados por trombocitopenia estão:

  • Contusões excessivas e recorrentes
  • Sangramento superficial na pele que aparece como uma erupção de pequenas manchas avermelhadas, geralmente nas pernas
  • Sangramento prolongado de cortes ou lesões causadas à pele
  • Sangramento espontâneo das gengivas ou do nariz
  • Presença de sangue na urina ou nas fezes
  • Fluxo menstrual constante e anormal
  • Sangramento abundante durante uma cirurgia.

Diagnóstico:

Testes e procedimentos utilizados para diagnosticar trombocitopenia incluem:

  • Exame de sangue, em que é feita a contagem completa de plaquetas presentes no sangue. Se houver um número abaixo de 150 mil plaquetas, o paciente é diagnosticado com trombocitopenia
  • Exame físico, realizado no próprio consultório médico, em que o médico procura por sinais de sangramento no corpo, como hematomas, além de uma análise do abdômen, para conferir o tamanho do baço.

Tratamento:

Muitos casos de trombocitopenia podem não necessitar de tratamento, pois em casos mais leves a condição pode se resolver por conta própria. Por exemplo, a trombocitopenia de mulheres grávidas tende a melhorar espontaneamente logo após o parto.

No entanto, em casos graves o tratamento pode se mostrar necessário. Ele pode incluir:

  • Tratamento da causa subjacente da trombocitopenia, como as terapias específicas para púrpura trombocitopênica idiopática
  • Transfusões de sangue.

Complicações:

Quanto mais baixa estiver a contagem de plaquetas no sangue, maiores são os riscos de complicações decorrentes de trombocitopenia. A hemorragia interna pode ocorrer principalmente quando a contagem de plaquetas cai para baixo de 10 mil por microlitro. Embora seja raro, a trombocitopenia pode causar hemorragia no cérebro ou no intestino, podendo ser fatal nesses casos.

Prognóstico:

Se você foi diagnosticado com trombocitopenia, algumas dicas podem ajudá-lo a lidar e a conviver melhor com a doença. Veja alguns exemplos:

  • Evite atividades que possam lhe causar ferimentos. Se você praticar algum esporte, cuide para que não lhe faltem os equipamentos de segurança necessários
  • Limite ou corte totalmente o consumo de bebidas alcoólicas. O álcool diminui a produção de plaquetas no corpo
  • Faça uso de medicamentos de venda livre, mas antes converse com um médico sobre a melhor opção para o seu caso. Alguns remédios podem comprometer a produção de plaquetas, como aspirina e ibuprofeno.

Prevenção:

Ingira bebidas alcoólicas com moderação, independentemente dos motivos que possam levar a um quadro de trombocitopenia. Para além disso, a prevenção desta condição depende exclusivamente da causa subjacente a ela.

  • Ministério da Saúde
  • Mayo Clinic
  • National Heart, Lung and Blood Institute.

*As informações e sugestões contidas neste site têm caráter meramente informativo.
*Elas não substituem o aconselhamento e acompanhamentos do profissional da saúde.