Surdez neurossensorial Icone para edição

O que é Surdez neurossensorial?

Surdez neurossensorial é quando a perda de audição acontece devido a problemas no ouvido interno (cóclea) ou nas as vias nervosas que vão do ouvido interno ao cérebro. É o tipo mais comum de surdez permanente e é frequente no envelhecimento.

A pessoa com surdez neurossensorial normalmente tem a capacidade de ouvir sons mais fracos reduzida. Mesmo quando o som é alto o suficiente para se ouvir, ele pode não ser claro ou abafado.

Sinônimos

Surdez da cóclea, surdez do nervo auditivo, surdez sensorioneural.

Causas

São diversas as possíveis causas da surdez neurossensorial, dentre elas:

  • Diabetes
  • Doença de Ménière
  • Doenças auriculares autoimunes
  • Doenças ou vírus na região
  • Envelhecimento
  • Exposição a barulhos muito altos
  • Hipertensão
  • Infecções de ouvido
  • Malformação do ouvido interno
  • Otosclerose, que é uma doença hereditária em que a pessoa apresenta um crescimento ósseo em torno de um pequeno osso do ouvido médio, impedindo-o de vibrar quando estimulado pelo som
  • Traumas na região da cabeça
  • Tumores

Buscando ajuda médica

Ao notar qualquer tipo de dificuldade para escutar é importante procurar ajuda de um otorrinolaringologista. Ele poderá verificar se esse problema é facilmente resolvível, como quando há um acúmulo de cera na região, ou se é um fator mais grave como a surdez neurossensorial.

Mesmo para os problemas mais graves, já existem tratamentos que podem ser recomendados, de acordo com o caso, para melhorar a função auditiva e por consequência a qualidade de vida do paciente.

Na consulta médica

Especialistas que podem diagnosticar surdez neurossensorial são:

  • Otorrinolaringologista

Estar preparado para a consulta pode facilitar o diagnóstico e otimizar tempo. Dessa forma, você já pode chegar ao consultório com algumas informações:

  • Uma lista com todos os sintomas e há quanto tempo eles apareceram
  • Histórico médico, incluindo outras condições que tenha e medicamentos, vitaminas ou suplementos que tome com regularidade
  • Se possível, leve um acompanhante

O médico provavelmente fará uma série de perguntas, tais como:

  • Você tem dificuldade em escutar o que as pessoas falam ao seu redor?
  • Costuma escutar a televisão ou rádio com o volume muito alto?
  • Costuma perguntar várias vezes o que as pessoas disseram até compreender?
  • Teve alguma infecção de ouvido recentemente?
  • Tem dor?
  • Foi exposto a sons muito altos recentemente?
  • No seu trabalho você é ou foi exposto a muitos barulhos?

O médico provavelmente verificará se algo está bloqueando o ouvido do paciente causando a perda auditiva e, se não encontrar nada anormal, pedirá exames que testem a capacidade de escutar, como a audiometria.

Também é importante levar suas dúvidas para a consulta por escrito, começando pela mais importante. Isso garante que conseguirá respostas para todas as perguntas relevantes antes de sair do consultório.

Revisado por: Dra. Cristiane Passos Dias Levy, otorrinolaringologista do Hospital Paulista – CRM 85404 SP

Ministério da Saúde

Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP)

Associação de Perda Auditiva da América

Associação Americana do Discurso, da Linguagem e da Audição

*As informações e sugestões contidas neste site têm caráter meramente informativo.
*Elas não substituem o aconselhamento e acompanhamentos do profissional da saúde.