Rubor da pele Icone para edição

O que é Rubor da pele?

O rubor da pele é uma vermelhidão que aparece, geralmente em surtos repetidos, mais comumente na face, mas também pode ocorrer no pescoço, orelhas e parte superior do tronco.

Causas

O rubor na pele significa que houve um aumento intenso do fluxo sanguíneo nestes locais, pela dilatação dos vasos sanguíneos.

Suas causas mais comuns são:

  • Calor
  • Exercícios físicos
  • Menopausa
  • Fatores emocionais, como momentos de ansiedade
  • Ingesta de álcool
  • Uso de alguns medicamentos (tamoxifeno, ácido nicotínico, hidralazina, sildenafil, clorpropamida, e outros) e aditivos alimentares, como glutamato monossódico.

O rubor da pele pode também fazer parte dos sintomas de rosácea, uma doença muito comum da pele. Outras doenças de pele também causam vermelhidão, mas que é mais duradoura, como a dermatite seborreica, o lúpus eritematoso da face e outras.

Em raras ocasiões, no entanto, o rubor da pele pode significar a concomitância de doenças sistêmicas, como por exemplo:

  • Câncer de pâncreas
  • Câncer de rim
  • Câncer no intestino
  • Câncer na tireoide
  • Câncer brônquico
  • Mastocitose
  • Feocromocitoma
  • Tireotoxicose (uma disfunção benigna da tireóide).

Diagnóstico de Rubor da pele

Na maioria dos casos não são necessários exames para investigar o rubor da pele, mas em casos de início súbito recente e/ou muito intensos e recorrentes pedem investigação, principalmente se estiver associado com outros sintomas como:

  • Hipotensão
  • Diarreia
  • Sudorese
  • Urticária
  • Broncoespasmo
  • Úlceras pépticas.

Tratamento de Rubor da pele

O tratamento do rubor da pele depende da causa. Existem cremes com efeito vasoconstritor, que funcionam por até 12 horas, quando aplicados na pele. A proteção solar é importante e lasers podem ser muito eficientes também. No caso da rosácea, os lasers são os tratamentos de escolha.

Alguns medicamentos, como beta-bloqueadores, clonidina, ansiolíticos, reposição hormonal (no caso da menopausa) podem ser úteis em casos de rubor da pele.

É claro que o tratamento deve ser direcionado pelo médico sempre e deve ser escolhido de acordo com a causa provável do rubor.

Natalia Cymrot, dermatologista e mestre em dermatologia pelo Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (CRM-SP 84.332)

*As informações e sugestões contidas neste site têm caráter meramente informativo.
*Elas não substituem o aconselhamento e acompanhamentos do profissional da saúde.