Queda de cabelo Icone para edição

A perda dos cabelos é um problema comum e que atinge milhões de homens e mulheres em todo o mundo. Em primeiro lugar é fundamental que se faça uma distinção entre queda de cabelo e calvície.

Homens, em geral, são os mais afetados pela calvície ou alopecia androgenética, embora muitas mulheres também sofram deste problema. A calvície é a falta de cabelos na cabeça e inúmeros fatores podem causar perda dos cabelos. Dependendo da causa, há maneiras diferentes de lidar com o problema.

A calvície masculina, o tipo mais comum, por exemplo, tem diversos tipos de tratamento, porém muitas pessoas acabam optando por não realizar nenhum tipo de tratamento e “assumem” a própria calvície. A perda dos cabelos pode ser progressiva, no caso da calvície masculina, mas também pode acontecer de repente, no caso da alopecia areata. Pode acometer somente o couro cabeludo, mas também pode atingir todo o corpo. Alguns tipos de alopecia são apenas temporários, já outros são permanentes.

Tratamento:

A forma como sua queda de cabelo será tratada dependerá da causa do problema. Se a perda de cabelo é causada por um fator que tem uma data para acabar, provavelmente seu cabelo voltará a crescer. Por exemplo, se a sua queda de cabelo é causada por um mau funcionamento da tireóide, tomar medicamentos para regular a glândula podem ajudar. Da mesma forma, uma pessoa que está com deficiência de vitaminas poderá se beneficiar se regular o consumo destas substâncias no organismo.

A queda de cabelo hereditária pode ser tratada com medicamentos ou transplante de cabelo. algumas pessoas também optam por usar perucas ou apliques.

Caso a queda de cabelo seja causada por um agente que pode ser controlado, como estresse ou medicamentos, será possível tratar o problema atacando a causa.

Remédios:

A queda de cabelo pode ter diversas causas, de modo que o tratamento varia de acordo com o diagnóstico estabelecido pelo médico. Por isso, somente um especialista capacitado pode dizer qual o medicamento mais indicado para o seu caso, bem como a dosagem correta e a duração do tratamento. Os medicamentos mais comuns no tratamento de queda de cabelo são:

Siga sempre à risca as orientações do seu médico e NUNCA se automedique. Não interrompa o uso do medicamento sem consultar um médico antes e, se tomá-lo mais de uma vez ou em quantidades muito maiores do que a prescrita, siga as instruções na bula.

Tanto a falta quanto o excesso de vitaminas pode levar à queda de cabelos. Geralmente, a falta de magnésio, ferro e vitamina B predispõe a perda dos fios. O excesso também pode provocar a queda de cabelo. O excesso de cobre no organismo, por exemplo, pode provocar a anemia hemolítica, que resulta na perda dos fios.

Veja a seguir as vitaminas que podem ajudar a prevenir o problema:

A biotina é uma vitamina do complexo B. Ela também é conhecida como vitamina B7 e vitamina H. Trata-se de uma vitamina hidrossolúvel produzida no intestino pelas bactérias e obtida por meio da alimentação.A ausência da biotina pode causar a queda de cabelos e também fazer com que os fios fiquem enfraquecidos. Ainda não é certa a relação entre o nutriente e os cabelos, mas alguns especialistas acreditam que a biotina tem relação com a produção de queratina, proteína que compõe o cabelo.

O ferro é um dos principais componentes da hemoglobina, pigmento das células vermelhas do sangue. A falta do mineral faz com que o organismo produza menos células vermelhas, o que irá caracterizar o quadro de anemia, resultando assim na queda de cabelo. Portanto, ingerir alimentos ricos em ferro podem ajudar a prevenir a queda de cabelo.

Os alimentos ricos em ferro são: carnes vermelhas, especialmente o fígado, peito de frango, marisco, ostras, leguminosas, como feijão e lentilha, vegetais verde-escuros, como couve, agrião, rúcula e espinafre, grão integrais, como arroz e cereais, pistache, abóbora cozida, vagem, uva passa e tofu.

A vitamina C também é muito importante para os cabelos e unhas. Ela ajuda na produção do colágeno, que é uma das estruturas do fio de cabelo e das unhas, os principais nutrientes para formar o colágeno são a prolina e a vitamina C. As principais fontes de vitamina C: frutas cítricas, vegetais folhosos de cor verde escura, pimenta vermelha, pimentão, goiaba, acerola, açaí, goji berry, morango, kiwi.

Confira os tratamentos caseiros para a queda de cabelo

Massagear o couro cabeludo é sempre uma boa pedida quando o assunto é queda de cabelo. "Isso estimula a circulação local, aumentando o aporte de oxigênio e nutrientes nas células da região, diminuindo a queda", considera a especialista. Pode-se fazer isso durante o banho, enquanto se aplicar o shampoo, por exemplo.

A babosa, ou Aloe vera, é um excelente hidratante, por isso que ela é usada em tantos produtos e em tratamentos caseiros. Essa hidratação ocorre sem ocluir o folículo piloso, por isso pode sim ajudar na queda de cabelo se houver déficit na hidratação do couro cabeludo. Caso a queda seja derivada de outros motivo, a ação será diferente.

Outros tratamentos caseiros para queda de cabelo que envolvem aplicação de produtos no couro cabeludo não tem comprovação científica, e por tanto não há como garantir sua eficácia em um problema tão sério como esse.

Os tratamentos caseiros para queda de cabelo sem comprovação científica são:

Revisado por Dra. Tatiana Gabbi, dermatologista e médica assistente do Departamento de Dermatologia do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (CRM-SP 104.415)

Ministério da Saúde

Sociedade Brasileira de Dermatologia

*As informações e sugestões contidas neste site têm caráter meramente informativo.
*Elas não substituem o aconselhamento e acompanhamentos do profissional da saúde.