Pústulas - Tratamentos e Causas Icone para edição

As pústulas são pequenas "bolhinhas" com pus (aquele líquido cremoso, de cor amarelada) no interior, que podem aparecer na pele. São frágeis e podem romper com o atrito ou pressão, liberando esse material purulento e, por vezes, sangue. É comum a pele ao redor e abaixo da pústula estar vermelha, em decorrência da inflamação. O sintoma mais comumente associado é dor, a depender da causa. A coceira é sintoma menos frequente, mas também pode existir.

Diagnóstico:

O diagnóstico da pústula é clínico, ou seja, a aparência é bem característica e faz o diagnóstico por si só. Normalmente não são necessários exames. Em casos selecionados pode ser necessária biópsia de pele e envio do pus para laboratório, para investigação do tipo de bactéria envolvida.

Cuidados

Até o dia da consulta é necessário não estourar, espremer ou manipular as pústulas. Não é adequado também aplicação de medicamentos antes da visita ao médico, até para não atrapalhar o diagnóstico.

Tiago Silveira, dermatologista e coordenador de ambulatórios de atendimento em dermatologia geral e cosmiatria do Instituto de Dermatologia Professor Rubem David Azulay, na Santa Casa da Misericórdia do Rio de Janeiro (CRM-RJ 863.971)

*As informações e sugestões contidas neste site têm caráter meramente informativo.
*Elas não substituem o aconselhamento e acompanhamentos do profissional da saúde.