Nódulo na tireoide Icone para edição

O que é Nódulo na tireoide?

Um nódulo na tireoide é um aglomerado de células que se desenvolveu e cresceu na glândula tireoide. A Tireóide é uma glândula que está localizada na região anterior do pescoço, ao redor da traqueia. Apesar de seu tamanho médio ser de 15 ml (o que dá menos da metade de um copinho de café descartável) ela é responsável pela produção de 2 hormônios: a triiodotironina (T3) e a tetraiodotironina (T4)

Causas

Os nódulos da tireoide podem ter causas diversas. Eles podem ocorrer simplesmente por alterações da própria glândula como podem, também, ser tumores malignos ou benignos.

Nódulos na tireoide são agrupamentos de células na glândula tireoide. Esses agrupamentos podem ser cistos cheios de líquido ou nódulos sólidos – compostos por células da glândula tireoide.

Os médicos não sabem dizer exatamente por que esses nódulos aparecem. Sabe-se, porém, que algumas condições predispõem o surgimento dos nódulos. No caso específico do câncer, a exposição à radiação na base do pescoço durante a infância (em excesso de exames de raios-X, por exemplo ou radioterapia) podem ser causa da doença. Do mesmo modo, já se constatou que em lugares onde a exposição ambiental à radiação foi muito grande - como Hiroshima e Nagasaki (Japão) e Chernobil (Rússia) - a incidência de câncer da tireoide aumentou muito na população.

Entretanto, no que se refere aos nódulos, especificamente, não se conhece nenhuma causa que justifique seu aparecimento. Acredita-se, no entanto, que a Doença de Hashimoto – que é uma causa de hipotireoidismo – e deficiência de selênio na dieta possam estar envolvidos no surgimento de um nódulo na tireoide.

Fatores de risco

Alguns fatores de risco são enumerados para o surgimento de um nódulo na tireoide. Veja:

As chances de desenvolver nódulos na tireoide aumenta à medida que a pessoa envelhece.

Pessoas do sexo feminino são mais propensas a desenvolver nódulos na tireoide do que pessoas do sexo masculino, mas o índice de câncer é maior entre eles do que nelas - 8% dos homens contra 4% das mulheres. Aproximadamente 90% dos nódulos na tireoide são benignos, portanto, não-cancerosos.

Sintomas de Nódulo na tireoide

A maioria dos nódulos na tireoide não provocam sintomas.

Nódulos grandes podem ser pressionados contra outras estruturas no pescoço, ocasionando sintomas como:

  • Bócio ou glândula tireoide aumentada ou sensação de caroços no pescoço
  • Rouquidão ou mudança de voz
  • Dor no pescoço
  • Problemas para respirar
  • Problemas para engolir

Nódulos que produzem hormônios da tireoide provavelmente ocasionarão sintomas de hipertireoidismo, incluindo:

  • Pele úmida
  • Pulso rápido
  • Apetite aumentado
  • Nervosismo
  • Agitação
  • Vermelhidão ou rubor da pele
  • Perda de peso
  • Pele ressecada
  • Inchaço facial
  • Fadiga
  • Perda de cabelo
  • Intolerância ao frio
  • Ganho de peso sem motivo

Buscando ajuda médica

Consulte um médico se você sentir ou observar um caroço no pescoço, ou se apresentar sintomas de um nódulo na tireoide.

Se você tiver sido exposto à radiação na área do rosto ou pescoço, consulte um especialista também. Um ultrassom da tireoide poderá ser feito em busca de nódulos.

Na consulta médica

Entre as especialidades que podem diagnosticar um nódulo na tireoide estão:

  • Clínico Geral
  • Endocrinologista

Estar preparado para a consulta pode facilitar o diagnóstico e otimizar o tempo. Dessa forma, você já pode chegar à consulta com algumas informações:

  • Uma lista com todos os sintomas e há quanto tempo eles apareceram
  • Histórico médico, incluindo outras condições que o paciente tenha e medicamentos ou suplementos que ele tome com regularidade

O médico provavelmente fará uma série de perguntas, tais como:

  • Você notou a presença de caroços na região do pescoço?
  • Você já foi diagnosticado com nódulo na tireoide anteriormente?
  • Quando os sintomas surgiram?
  • Qual a intensidade dos sintomas?
  • Você tomou alguma medida para aliviar os sintomas causados por nódulos na tireoide? E funcionou?
  • Você sente dores na região do pescoço?

Diagnóstico de Nódulo na tireoide

A maioria dos nódulos da tireoide são encontrados durante um exame físico de rotina. Depois de um nódulo ser encontrado, o médico costuma realizar testes de laboratório para saber se o nódulo produz hormônio tireoidiano em excesso ("nódulo quente") ou se acontece o oposto ("nódulo frio"), ou seja, se o nódulo não produzir hormônios.

Se o médico detectar um nódulo ou se você tiver sintomas de um nódulo, os seguintes exames podem ser feitos:

  • Nível de TSH e outros exames de sangue associados à tireoide
  • Ultrassonografia da tireoide
  • Exame da tireoide
  • Biópsia por aspiração com agulha fina

Tratamento de Nódulo na tireoide

O especialista poderá recomendar cirurgia para remoção de toda ou parte da glândula tireoide se o nódulo for:

  • Suspeito de estar produzindo muito hormônio da tireoide
  • Causador de sintomas, como problemas para engolir ou respirar
  • Devido a um câncer da tireoide
  • Não puder ser diagnosticado como câncer ou não.

Para nódulos não cancerígenos que não causam sintomas e não estão crescendo, o melhor tratamento pode ser:

  • Acompanhamento cuidadoso com exame físico e ultrassom
  • Uma biópsia da tireoide repetida a cada seis a 12 meses após o diagnóstico, especialmente se o nódulo tiver crescido
  • Outro tratamento possível é a injeção de etanol (álcool) no nódulo para encolhê-lo.

Nódulo na tireoide tem cura?

Nódulos não cancerígenos não são potencialmente fatais e muitos não exigem tratamento. Exames de acompanhamento são suficientes para esse tipo de nódulo na tireoide.

A perspectiva do resultado para tratamento de câncer da tireoide depende única e exclusivamente do tipo de câncer.

Prevenção

Não há formas comprovadamente capazes de prevenir o surgimento de um nódulo na tireoide.

Revisado por: Dra. Andressa Heimbecher Soares, endocrinologista e metabologista – CRM: 123579

Ministério da Saúde

Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia

*As informações e sugestões contidas neste site têm caráter meramente informativo.
*Elas não substituem o aconselhamento e acompanhamentos do profissional da saúde.