Nevralgia Icone para edição

A nevralgia é uma condição caracterizada pela dor aguda, intensa e incessante presente em um ou mais nervos de nosso corpo.

Tipos:

Existem diversos tipos de nevralgia. Veja:

  • Nevralgia do trigêmeo
  • Nevralgia do trigêmeo atípica
  • Nevralgia occipital
  • Nevralgia do glossofaríngeo
  • Nevralgia pós-herpética.

Os tipos de nevralgia pós-herpética e do trigêmeo são os dois tipos mais comuns da doença.

Sintomas:

Os principais sinais e sintomas de nevralgia são:

  • Sensibilidade aumentada da pele ao longo do caminho do nervo danificado, de modo que qualquer toque, mesmo que de leve, possa causar dor
  • Fraqueza ou paralisia total dos músculos pelos quais o nervo passa
  • Dor aguda
  • Dor intermitente ou constante
  • Sensação de queimação na região do nervo danificado

Diagnóstico:

O médico iniciará o processo de diagnóstico por meio de um exame físico, que poderá mostrar uma sensação anormal na pele, a perda de reflexos, perda de massa muscular, ausência de sudorese, sensibilidade ao longo de um nervo, nódulos de tensão (áreas onde até mesmo o menor toque causa dor).

Não existem exames específicos para neuralgia, mas os testes seguintes podem ser realizados para descobrir a causa da dor:

  • Exames de sangue para verificar a glicemia, a função hepática e outras possíveis causas da neuralgia
  • Ressonância magnética
  • Estudo de condução do nervo com eletromiografia
  • Punção lombar

Tratamento:

O principal objetivo do tratamento para nevralgia é reverter e controlar a causa da dor. O tratamento varia dependendo da causa, do local e da gravidade da dor. Mesmo se a causa da nevralgia nunca for identificada, este quadro poderá melhorar sozinho ou desaparecer ao longo do tempo.

Pode ser necessária uma cirurgia para remover a pressão sobre o nervo de ossos, ligamentos, vasos sanguíneos ou tumores vizinhos.

Os medicamentos que podem ser receitados pelo médico para controlar a dor são:

  • Antidepressivos
  • Anticonvulsivos
  • Analgésicos moderados de venda livre
  • Analgésicos narcóticos para alívio rápido de dores mais fortes
  • Cremes tópicos.

Outros tratamentos podem incluir:

  • Injeções locais de medicamentos para aliviar a dor
  • Bloqueadores nervosos
  • Fisioterapia (pode ser necessária para alguns tipos de neuralgia, especialmente neuralgia pós-herpética)
  • Procedimentos (ablação com radiofrequência, calor, balão de compressão ou injeção de substâncias químicas, por exemplo) para diminuir a sensibilidade do nervo.

Se os outros métodos de tratamento não forem bem-sucedidos, os médicos podem tentar estimulação do córtex motor (MCS). Nele, um eletrodo é colocado sobre uma parte do cérebro e conectado a um gerador de pulsos sob a pele.

Prognóstico:

Um paciente diagnosticado com nevralgia pode fazer uso de analgésicos para aliviar a dor, embora esses medicamentos também façam parte do tratamento recomendado pelo médico.

Complicações:

Nevralgia não tratada pode evoluir para complicações de saúde mais graves, como:

  • Complicações da cirurgia
  • Invalidez decorrente da dor
  • Efeitos colaterais de medicamentos usados para controlar a dor
  • Procedimentos dentários desnecessários antes da neuralgia ser diagnosticada

Nevralgia tem cura?

A maioria dos tipos de nevralgia não é fatal e nem é sinal de outros problemas mais graves. Entretanto, a dor pode ser muito forte. Nesse caso, o ideal é procurar um especialista para explorar todas as opções de tratamento possíveis para essa dor.

O tratamento geralmente é eficaz para nevralgia. No entanto, crises de dor costumam ser recorrentes em pacientes.

Prevenção:

O tratamento de doenças relacionadas à nevralgia, como diabetes e insuficiência renal crônica, por exemplo, podem evitar alguns tipos da doença. O controle rigoroso da glicemia pode evitar danos nervosos em diabéticos. Em caso de herpes zóster, há evidências de que drogas antivirais e uma vacina contra seu vírus causador podem ajudar na prevenção de nevralgia.

Ministério da Saúde

Mayo Clinic

Sociedade Brasileira de Neurocirurgia

*As informações e sugestões contidas neste site têm caráter meramente informativo.
*Elas não substituem o aconselhamento e acompanhamentos do profissional da saúde.