Icterícia Icone para edição

Icterícia é definida como a presença de uma cor amarelada na pele, nas membranas mucosas ou nos olhos. A icterícia não é uma doença per se, mas sim a manifestação visível de alguma doença subjacente.

Sintomas:

A icterícia é uma condição que pode aparecer repentinamente ou desenvolver-se lentamente com o tempo. Os principais sinais e sintomas da icterícia costumam incluir:

  • Pele amarelada
  • Esclera (a parte branca do olho) amarela. Se a icterícia for ainda mais grave, essa parte pode apresentar também uma coloração marrom
  • Cor amarela na parte de dentro da boca
  • Urina de cor anormal – em geral em tons mais escuros
  • Fezes esbranquiçadas ou cor de barro.

Diagnóstico:

A presença de icterícia, detectada pelo exame clínico, leva necessariamente a uma investigação médica minuciosa para determinação da causa. Neste contexto é importante repetir que a icterícia não é uma doença por si só, mas sim a manifestação visível de uma doença subjacente.

Após realizar um questionário detalhado e feito o exame físico, o médico poderá solicitar a realização de alguns exames complementares, a começar por exames de sangue, que indicarão as quantidades de bilirrubina e glóbulos vermelhos presentes no sangue, além de mostrar como anda o funcionamento do fígado através de testes específicos de função hepática. Outros exames ainda podem ser realizados, mas muitos dependem única e exclusivamente da causa subjacente à icterícia.

Entre os exames que podem ser pedidos estão:

  • Painel do vírus da hepatite para procurar infecção no fígado
  • Testes de função hepática para determinar se o fígado está funcionando bem
  • Hemograma completo para verificar baixa contagem de glóbulos sanguíneos ou anemia
  • Ultrassom abdominal
  • Tomografia computadorizada abdominal
  • Colangiopancreatografia retrógrada endoscópica (ERCP)
  • Biópsia do fígado.

Tratamento:

O tratamento da icterícia depende única e exclusivamente da causa subjacente. Tendo sido estabelecido o diagnóstico, todo arsenal terapêutico será dirigido para a resolução da doença que levou à icterícia. E este tratamento pode ser feito com o paciente hospitalizado ou em casa com acompanhamento regular em consultas médicas.

Remédios:

Os medicamentos mais usados para o tratamento de icterícia são:

  • Epocler

Somente um médico pode dizer qual o medicamento mais indicado para o seu caso, bem como a dosagem correta e a duração do tratamento. Siga sempre à risca as orientações do seu médico e NUNCA se automedique. Não interrompa o uso do medicamento sem consultar um médico antes e, se tomá-lo mais de uma vez ou em quantidades muito maiores do que a prescrita, siga as instruções na bula.

Ministério da Saúde

Sociedade Brasileira de Dermatologia

Mayo Clinic

Manual Merck

*As informações e sugestões contidas neste site têm caráter meramente informativo.
*Elas não substituem o aconselhamento e acompanhamentos do profissional da saúde.