Hiperventilação Icone para edição

A hiperventilação é uma condição em que de repente a pessoa começa a respirar muito rapidamente. A respiração saudável consiste em um equilíbrio entre respirar oxigênio e expirar dióxido de carbono. Na hiperventilação este equilíbrio é perturbado porque a pessoa exala mais do que inala, levando a uma rápida redução no dióxido de carbono no corpo.

Sintomas:

Alguns dos sintomas da hiperventilação são:

  • Arrotos
  • Inchaço
  • Dor no peito
  • Confusão
  • Tontura
  • Boca seca
  • Espasmos musculares nas mãos e nos pés
  • Dormência e formigamento nos braços e ao redor da boca
  • Palpitações
  • Falta de ar
  • Distúrbio do sono
  • Fraqueza.

Diagnóstico:

Para diagnosticar o problema, seu médico irá fazer um exame físico detalhado e perguntar sobre seus sintomas. O profissional irá verificar sua respiração e, caso esteja respirando normalmente, ele pode tentar causar a hiperventilação, dizendo para respirar de uma determinada maneira. Enquanto o paciente hiperventilar, o médico poderá fazer perguntas sobre como se sente e observar a respiração.

Os exames que podem ser realizados são:

  • Exames de sangue a fim de verificar os níveis de oxigênio e dióxido de carbono no sangue
  • Tomografia computadorizada do tórax
  • Eletrocardiograma
  • Verificação de ventilação/ perfusão de seus pulmões
  • Raio-X do tórax.

Tratamento:

Quando a pessoa estiver com a hiperventilação algumas atitudes contribuem para resolver o problema, são elas:

  • Respirar com os lábios franzinos ou cobrindo a boca e tentar respirar pela narina. Com a boca coberta, feche uma narina e respire pela outra, depois alterne e faça o mesmo. Realize isso até sua respiração normalizar
  • Respirar em um saco de papel ou com as mãos em concha
  • Tentar respirar com o diafragma ou invés do peito.

Também é importante descobrir a causa da hiperventilação e tratá-la. Caso ela ocorra devido ao estresse ou ansiedade, é interessante consultar um psicólogo. A acupuntura é um tratamento alternativo que também ajuda a reduzir a hiperventilação. Medicamentos também podem ser utilizados no tratamento da hiperventilação.

Prognóstico:

Caso a hiperventilação ocorra por estresse, ansiedade ou pânico, seus amigos ou familiares podem aprender técnicas para prevenir outros episódios. Quando houver sinais de que a hiperventilação irá começar, o amigo ou familiar pode passar incentivos positivos a pessoa, como: “Você está fazendo bem”; “Você não vai ter um ataque do coração”; Você não vai morrer”. É importante que o amigo ou familiar que fizer isso mantenha a calma e faça isso de forma tranquila.

A pessoa que sofre com a hiperventilação também pode tomar atitudes para prevenir novos episódios. Algumas delas são:

  • Caso tenha sido diagnosticado com ansiedade, estresse ou pânico, busque um psicólogo
  • Aprenda exercícios que ajudam a relaxar e respirar com o diafragma e abdômen
  • Pratique técnicas de relaxamento regularmente, como meditação
  • Exercite-se regularmente.

Complicações:

A hiperventilação leva a baixos níveis de dióxido de carbono, eventualmente isto pode causar o estreitamento dos vasos sanguíneos que fornecem sangue ao cérebro. Esta redução no fornecimento de sangue leva a sintomas como tontura e formigamento nos dedos. A hiperventilação grave pode levar a perda da consciência. Quando a hiperventilação ocorre com frequência, ela é conhecida como a síndrome da hiperventilação.

Instituto Nacional de Saúde dos Estados Unidos

*As informações e sugestões contidas neste site têm caráter meramente informativo.
*Elas não substituem o aconselhamento e acompanhamentos do profissional da saúde.