Hipertireoidismo Icone para edição

O hipertireoidismo é um problema no qual a glândula tireoide produz hormônios em excesso, o que impacta em diversas funções do organismo. Aqui a glândula é hiperativa, ou seja, trabalha em excesso.

Ela é o contrário do hipotireoidismo, em que a tireoide não produz hormônios suficientes para regulação do organismo. De acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE-2010), 15% da população sofre de problemas na tireoide, entre eles o hipertireoidismo.

Sintomas:

Os sintomas do hipertireoidismo podem ser muito parecidos com os sinais de outras doenças. Os principais sintomas são:

Os sintomas do hipertireoidismo podem ser muito parecidos com os sinais de outras doenças. Os principais sintomas são:

Outros sintomas que podem ocorrer:

Diagnóstico:

Os sintomas e sinais do hipertireoidismo podem ser confundidos com os de outras doenças, por isso o médico poderá solicitar a realização de alguns exames específicos. Ele começará, no entanto, com um simples exame físico de rotina. O exame físico pode revelar aumento da tireoide, tremor, reflexos hiperativos ou frequência cardíaca acelerada. A pressão também pode estar alta e isso geralmente é notado durante o exame físico. Depois, o especialista fará perguntas sobre o histórico médico do paciente e de sua família, a fim de encontrar vestígios da doença.

Em seguida, ele pedirá que paciente faça alguns exames, como:

Tratamento:

Existem diversos tipos de tratamento para hipertireoidismo, que dependem da causa da doença e da gravidade dos sintomas. Veja exemplos de terapias para esse problema:

Caso a tireoide seja removida com cirurgia ou destruída com radiação, será preciso repor os hormônios com pílulas pelo resto da vida.

Outros medicamentos são opções a serem utilizadas para tratar alguns sintomas específicos, incluindo frequência cardíaca acelerada, sudorese e ansiedade, até que o hipertireoidismo possa ser controlado.

Prognóstico:

Uma vez iniciado o tratamento, os sintomas devem começar a dar uma trégua e a qualidade de vida aumentará significativamente. Algumas medidas caseiras podem acelerar esse processo e tornar o prognóstico muito melhor. Confira algumas dicas:

Complicações:

A crise de tireoide (tireotoxicose), também chamada “tempestade” tireoidiana, é uma piora nos sintomas do hipertireoidismo devido a uma infecção ou estresse. Febre, baixo nível de atenção e dor abdominal podem ocorrer. A internação imediata é necessária.

Outras complicações relacionadas ao hipertireoidismo incluem:

Hipertireoidismo tem cura?

O hipertireoidismo geralmente pode ser tratado e raramente oferece risco de morte. Algumas de suas causas podem ser controladas mesmo sem tratamento, mas requerem sempre o acompanhamento médico.

O hipertireoidismo causado pela doença de Graves geralmente piora com o tempo. Ele traz muitas complicações, algumas das quais são graves e afetam a qualidade de vida e, por essa razão, exigem tratamento imediato e acompanhamento médico.

Prevenção:

Não existe evidência científica para a prevenção de hipertireoidismo.

ANDRADE, Vânia A.; GROSS, Jorge L. and MAIA, Ana Luiza. Tratamento do hipertireoidismo da Doença de Graves. Arq Bras Endocrinol Metab [online]. 2001, vol.45, n.6, pp. 609-618. ISSN 0004-2730. http://dx.doi.org/10.1590/S0004-27302001000600014.

http://www.endocrino.org.br/entendendo-tireoide-hipertireoidismo/

Ministério da Saúde

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE-2010)

Sociedade Brasileira de Endocrinologia

*As informações e sugestões contidas neste site têm caráter meramente informativo.
*Elas não substituem o aconselhamento e acompanhamentos do profissional da saúde.