Hepatomegalia Icone para edição

O que é Hepatomegalia?

A hepatomegalia ocorre quando o fígado incha para além do tamanho normal. Esse aumento do fígado normalmente é um sinal de doenças subjacentes, como hepatite. Dependendo da causa, aumento do fígado pode levar à insuficiência hepática.

O fígado é o segundo maior órgão do corpo humano depois da pele. O fígado exerce mais de 200 funções em nosso organismo, sendo as principais o auxílio na digestão de alimentos, produção de bile (substância que atua na digestão de gorduras), a síntese de colesterol e a metabolização dos elementos nocivos de alguns alimentos, como bebidas alcoólicas, café e gorduras.

A hepatomegalia é um sintoma grave, que pede investigação médica. Ela pode causar:

  • Icterícia (amarelamento da pele e dos olhos causada pela obstrução da bile)
  • Fadiga
  • Prurido
  • Náusea
  • Vômitos
  • Dor abdominal, que pode ser descrita como um peso no quadrante superior direito do abdômen
  • Inchaço dos pés e pernas
  • Pele que fica arroxeada facilmente
  • Vômito com sangue
  • Fezes escuras ou com sangue
  • Falta de ar (associado com insuficiência cardíaca congestiva e pericardite)
  • Perda de peso

Causas

Muitas doenças e condições podem causar um aumento do fígado, incluindo:

  • Cirrose
  • Hepatite causada por um vírus - incluindo hepatite A, B e C - ou causada por mononucleose infecciosa
  • Doença hepática não-alcoólica
  • Doença hepática alcoólica
  • Amiloidose, distúrbio que faz com que a proteína anormal que se acumulam no seu fígado
  • Doença de Wilson
  • Hemocromatose
  • Doença de Gaucher
  • Cistos no fígado
  • Tumores hepáticos não cancerosos, incluindo hemangioma e adenoma
  • Obstrução dos ductos biliares ou da vesícula biliar
  • Hepatite tóxica.
  • Câncer metastático no fígado
  • Leucemia
  • Câncer de fígado
  • Linfoma.
  • Obstrução das veias que drenam o fígado (Síndrome de Budd-Chiari)
  • Insuficiência cardíaca
  • Inflamação do tecido que envolve o coração (pericardite).

Fatores de risco

Os fatores de risco para hepatomegalia são:

  • Uso excessivo de álcool
  • Grandes doses de medicamentos, vitaminas ou suplementos
  • Infecções, como malária e febre amarela
  • Hepatite A, B e C
  • Maus hábitos alimentares
  • Excesso de peso.

Buscando ajuda médica

Marque uma consulta médica se sentir algum dos sintomas de hepatomegalia. Náuseas, vômitos (com ou sem sangue), dor abdominal, fezes escuras e falta de ar são emergências médicas.

Na consulta médica

Especialistas que podem diagnosticar as causas de hepatomegalia são:

  • Clínico geral
  • Gastroenterologista (hepatologista)

Estar preparado para a consulta pode facilitar o diagnóstico e otimizar o tempo. Dessa forma, você já pode chegar à consulta com algumas informações:

  • Uma lista com todos os sintomas e há quanto tempo eles apareceram
  • Histórico médico, incluindo outras condições que o paciente tenha e medicamentos ou suplementos que ele tome com regularidade
  • Se possível, peça para uma pessoa te acompanhar.

O médico provavelmente fará uma série de perguntas, tais como:

  • Quando os sintomas começaram?
  • Alguma coisa parece melhorar os sintomas?
  • Alguma coisa parece piorar os sintomas?
  • Quais medicamentos e suplementos você toma?
  • Você ingere bebida alcoólica?
  • Você tem ou já entrou em contato com algum vírus da hepatite?
  • Quais são os seus hábitos alimentares?
  • Você possui histórico pessoal ou familiar de doenças hepáticas?

Exames

Para descobrir as causas de hepatomegalia pode ser pedida uma série de exames, como:

  • CBC (hemograma completo)
  • Enzimas hepáticas
  • Raio-X abdominal
  • Tomografia do abdômen
  • Ressonância magnética para fazer imagens de alta resolução dos órgãos abdominais
  • Ultrassom de abdômen
  • Biópsia do fígado.

Hepatomegalia tem cura?

Sem tratamento, a hepatomegalia pode levar à insuficiência hepática. O tratamento para um aumento do fígado depende da causa. Por exemplo, se o excesso de álcool é a fonte do problema, é essencial interromper a ingestão de bebida. Ou, se você tem uma doença subjacente, medicação ou outros tipos de tratamento pode ajudar.

Prevenção

É importante para a saúde do fígado ter uma deita cheia de frutas, vegetais e grãos integrais. Deve-se também evitar o consumo excessivo de gorduras, principalmente aquelas de origem animal.

Se você ainda não tem problemas no fígado, a recomendação é beber apenas uma dose de álcool por dia para mulheres e duas para homens. Se você já possui alguma doença hepática, a médica ou médico pode recomendar interromper o consumo por completo.

Siga as instruções quando tomar medicamentos, vitaminas ou suplementos. Limite-se às doses recomendadas ao tomar vitaminas, suplementos e medicamentos com ou sem prescrição.

Use produtos de limpeza em aerossol, inseticidas e outros produtos químicos tóxicos somente em áreas bem ventiladas. Além disso, usar luvas, mangas compridas e uma máscara.

Se o seu peso é saudável, trabalhe para mantê-lo. Se você precisa perder peso, diminua a quantidade de calorias que você come todos os dias e aumente a quantidade de exercício diário.

Se você fuma, pare. Pergunte ao seu médico sobre estratégias para ajudá-lo a sair. Se você não fuma, não comece.

Converse com o médico ou médica sobre os riscos e benefícios dos suplementos de ervas antes de iniciar qualquer uso. Alguns tratamentos de medicina alternativa podem ser prejudiciais para o fígado.

Revisado por: Décio Chinzon, gastroenterologista do laboratório Exame

American Liver Foundation

Mayo Clinic

*As informações e sugestões contidas neste site têm caráter meramente informativo.
*Elas não substituem o aconselhamento e acompanhamentos do profissional da saúde.