Hemocromatose Icone para edição

A Hemocromatose caracteriza-se pelo acúmulo de ferro nos tecidos. Esse aumento ocorre quando o suprimento de ferro excede a necessidade do organismo. O ferro em excesso pode acumular-se em diferentes tecidos e causar lesões graves. Os tecidos mais acometidos são: coração, fígado e pâncreas.

Sintomas:

Os sintomas mais comuns de hemocromatose são:

  • Dor na articulação
  • Fadiga
  • Dor abdominal
  • Disfunção erétil
  • Amenorreia
  • Depressão
  • Queda de cabelo
  • Perda de peso não-intencional
  • Diabetes
  • Arritmias
  • Surtos psiquiátricos
  • Problemas neurológicos
  • Cor da pele irregular.

Como o depósito anormal de ferro pode ocorrer em qualquer tecido do corpo, os sintomas podem ser vários e inespecíficos.

Diagnóstico:

Para o diagnóstico da hemacromatose, além da história médica e exame físico minucioso, deve ser feita uma avaliação global direto e indireto dos estoques e do metabolismo do ferro, bem como análise da biópsia do tecido lesado. Se necessário, determinar alteração genética relacionada à hemocromatose ou anemias hereditárias.

Os exames a serem feitos dependerão da causa. Mas de uma forma geral, o médico deverá avaliar o metabolismo do ferro, como por exemplo, a ferritina, além de exames que determinam a função do tecido lesado.

Tratamento:

O tratamento de hemocromatose consiste na diminuição da quantidade de ferro no organismo através da retirada de sangue.

Prognóstico:

O paciente deve seguir uma dieta especial para diminuir a quantidade de ferro absorvida pelo trato digestivo:

  • Não consumir álcool, principalmente em casos de doença hepática
  • Não tomar comprimidos de ferro ou vitaminas contendo ferro
  • Não usar panelas de ferro para cozinhar alimentos
  • Não consumir frutos do mar crus
  • Não comer alimentos fortificados com ferro
  • Não abandonar o tratamento médico.

Complicações:

Conforme dissemos anteriormente, quando não tratada, o paciente pode desenvolver uma série de problemas, como insuficiência hepática, arritmias cardíacas e câncer de fígado. Os locais mais acometidos são órgãos como pâncreas, fígado e coração.

Hemocromatose tem cura?

Não podemos falar em cura. Com tratamento adequado e precoce, as chances de controle são excelentes.

Prevenção:

As medidas preventivas visam diminuir a ingesta de ferro. Como também, técnicas orientadas por médicos para aumentar a perda de ferro.

Dr. Nelson Hidekazu Tatsui, hematologista e hemoterapeuta (CRM-SP: 73427)

*As informações e sugestões contidas neste site têm caráter meramente informativo.
*Elas não substituem o aconselhamento e acompanhamentos do profissional da saúde.