Genitália ambígua Icone para edição

Genitália ambígua, também chamada de intersexo, é uma condição rara em que o órgão genital do bebê não se caracteriza como feminino ou masculino. Isso pode acontecer através da presença de ambos os órgãos genitais ou quando o órgão não foi formado corretamente. Ainda pode acontecer que o órgão genital externo não seja correspondentes aos órgãos internos do bebê.

A genitália ambígua não é uma doença, e sim uma condição que afeta o desenvolvimento sexual. Normalmente esta situação é aparente no nascimento ou imediatamente após a ele.

Genitália ambígua tem cura?

Através dos testes e exames, os especialistas podem sugerir o gênero do bebê, que será baseado no sexo genético, anatomia e futuro potencial reprodutivo e sexual. Normalmente os pais farão a opção alguns dias após o nascimento, contudo, essa questão ainda envolve legislação e questões mais complexas dependendo do caso.

Além disso, os pais precisam estar cientes de que conforme a criança cresce, ela desenvolve uma percepção sobre a sua sexualidade diferente daquela que foi optada anteriormente ou não. Caso isso aconteça, é importante que a família apoie a criança e, se necessário, busque apoio médico e psicológico para definir quais os próximos passos a seguir.

Fundação da Associação Urológica Americana

Hospital Infantil Sabará

Associação Nacional dos Defensores Públicos

Clínica Mayo

*As informações e sugestões contidas neste site têm caráter meramente informativo.
*Elas não substituem o aconselhamento e acompanhamentos do profissional da saúde.