Estenose aórtica Icone para edição

Estenose aórtica é um estreitamento da válvula aórtica. Essa válvula é a que permite o fluxo de sangue desde o ventrículo esquerdo do coração até a aorta, e dela para o corpo. A estenose impede a válvula de abrir corretamente, forçando o coração a trabalhar mais para bombear o sangue através da válvula. Em resposta, o ventrículo esquerdo se torna hipertrofiado e aumenta de tamanho . No início, essas adaptações ajudam a bombear sangue com mais força para vencer a resistência. Mas, com o tempo, ele poderá perder a sua força para bombear o sangue e evoluir para insuficiência cardíaca.

A área valvar aórtica normal tem de 3 a 4 cm². A estenose pode ser, portanto, divida em três graus:

  • Estenose aórtica leve: ocorre se a área é maior do que 1,5 cm²
  • Estenose aórtica moderada: ocorre se a área tem entre 1,0 e 1,5 cm²
  • Estenose aórtica grave: ocorre se a área é menor do que 1,0 cm².

A estenose aórtica é a doença das válvulas cardíacas mais comum, afetando aproximadamente 3% da população com idade superior a 75 anos.

Sintomas:

Pessoas com estenose aórtica moderada ou leve geralmente não apresentam sintomas, uma vez que o coração compensa o estreitamento da válvula. Os sintomas só começam a aparecer quando a pressão arterial aumenta ou se o fluxo de sangue no corpo está reduzido. Você pode sentir alguns sintomas ao se exercitar ou fazer qualquer atividade que exija esforço físico, uma vez que o coração precisará trabalhar mais e precisará de mais sangue .

Os sintomas incluem:

  • Dor ou pressão no peito (angina), que pode ser descrita como um peso sobre o peito. Também pode haver sensação de queimação, choque ou aperto nos braços, ombros e pescoço
  • Tontura, desmaio ou perda de consciência
  • Sinais de insuficiência cardíaca, tais como fadiga e falta de ar
  • Palpitação.

Diagnóstico:

Para diagnosticar a sua doença, o médico ou médica fará um exame físico usando um estetoscópio para ouvir o seu coração. Ele ou ela estará buscando, entre outros sintomas, um sopro no coração.

Caso haja um sopro no coração, serão investigadas as causas do problema, que pode ser causado por uma estenose aórtica. Entre os exames que podem ser feitos para confirmar o diagnóstico estão:

  • Ecocardiograma
  • Eletrocardiograma
  • Radiografia de tórax
  • Cateterismo cardíaco
  • Testes ergométrico
  • Ressonância magnética.

Tratamento:

O seu médico provavelmente irá recomendar a cirurgia de substituição da válvula se você tem estenose aórtica grave e apresente sintomas. A cirurgia só não será uma indicação nesse caso se o paciente apresentar outros problemas de saúde que tornem a cirurgia um risco.

Terapias para reparar ou substituir a válvula aórtica incluem:

Este é o tratamento cirúrgico primário para a estenose da válvula aórtica grave. O cirurgião remove a válvula aórtica estreitada e a substitui por uma válvula mecânica ou uma válvula de tecido biológico. Este procedimento é geralmente realizado em uma cirurgia.

As válvulas mecânicas, feitas de metal, carregam o risco de formação de coágulos sanguíneos na válvula ou perto da válvula. Se você receber uma válvula mecânica, será necessário tomar um medicamento anticoagulante para toda a vida. Elas têm duração maior, e raramente precisam ser trocadas.

Válvulas de tecido - que podem vir de um porco, vaca ou doador humano falecido - muitas vezes se estreitam ao longo dos anos, têm duração menor que a metálica e precisam ser substituídos. Também é possível usar sua própria válvula pulmonar para fazer a substituição, mas menos provável em uma pessoa mais velha. A substituição da válvula aórtica pode aliviar a estenose aórtica e seus sintomas.

A valvoplastia é um procedimento invasivo para desobstruir a válvula cardíaca. O médico ou médica orienta um cateter através de um vaso sanguíneo na virilha. Uma vez em posição, um balão na ponta do cateter é inflado. O balão infla a válvula e aumenta sua abertura, melhorando o fluxo sanguíneo. O balão é então esvaziado e o cateter é retirado.

No entanto, a válvula tende a diminuir novamente, mesmo após o sucesso inicial. Por estas razões, os médicos raramente usam valvoplastia para tratar a estenose da aórtica em adultos, exceto em pessoas que estão doentes demais para se submeter à cirurgia ou estão à espera de uma substituição da válvula aórtica.

Em casos raros, a reparação cirúrgica pode ser uma opção mais eficaz do que a valvoplastia, como em crianças nascidas com defeitos na válvula aórtica. Usando instrumentos cirúrgicos tradicionais, um cirurgião cardíaco opera a válvula para reduzir a estenose e melhorar o fluxo sanguíneo.

Hoje têm sido cada vez mais utilizado a troca de válvula aórtica por via percutânea, através de um cateter inserido na virilha do paciente . Este procedimento elimina a necessidade de cirurgia para troca da válvula. Porém, por ser um procedimento ainda novo, é reservado para aqueles casos em que o risco de troca da válvula por via cirúrgica é muito grande, o que ocorre geralmente nos pacientes idosos e que tenham muitas comorbidades associadas.

Os medicamentos não são usados para tratar a estenose da válvula aórtica. Mas você pode precisar de medicamentos para prevenir e tratar as complicações da doença. Em alguns casos, os medicamentos são indicados após uma cirurgia de substituição de válvula. Você pode precisar de:

  • Anticoagulantes: dependendo do tipo de válvula que você recebe, você pode precisar de tomar este medicamento durante alguns meses ou para o resto de sua vida
  • Antibióticos: se você tiver uma válvula artificial, poderá precisar desses medicamentos antes de fazer certos procedimentos odontológicos ou cirúrgicos. Os antibióticos ajudam a prevenir uma infecção em seu coração chamada endocardite.

Você pode precisar de outros medicamentos para tratadas doenças adjacentes, como arritmias ou insuficiência cardíaca.

Prognóstico:

A forma como a estenose aórtica irá afetar a sua vida dependerá dos sintomas que você sente ou da ausência destes.

Se você não tem sintomas:

  • Procure ajuda médica se houver qualquer mudança em seu quadro, como dor no peito, desmaios, falta de ar, palpitações ou qualquer outro sintoma que cause preocupação
  • Mantenha seu coração saudável. Faça mudanças de estilo de vida como uma dieta rica em frutas, verduras e legumes, manter o peso ideal e controlar outras doenças caso existam, como diabetes, hipertensão e colesterol alto
  • Faça seus exames periódicos, como ecocardiograma, de acordo com orientação médica
  • Pratique atividade física, mas evite exercícios pesados
  • Não fume ou abuse de bebidas alcoólicas.

Se você apresenta sintomas, o ideal é optar pelo tratamento que mais se adequa ao seu caso, que pode ser uma cirurgia de substituição ou reparadora. Após os procedimentos, certifique-se de tomar os medicamentos conforme orientação e fazer os exames periódicos.

Complicações:

Quando a estenose aórtica acontece, o ventrículo esquerdo não consegue bombear sangue suficiente para a aorta e resto do corpo. Em resposta, o ventrículo esquerdo pode engrossar e ampliar. No início, essas adaptações ajudam a bombear sangue com mais força. Mas, eventualmente, é mais difícil para o coração manter o fluxo de sangue para o corpo através da válvula estreitada. Eventualmente, o trabalho extra do coração pode enfraquecer o ventrículo esquerdo - e seu coração em geral.

Esse processo pode causar algumas complicações, incluindo:

  • Angina
  • Desmaio (síncope)
  • Insuficiência cardíaca
  • Arritmia cardíaca
  • Parada cardíaca.

Prevenção:

Algumas maneiras possíveis para evitar estenose aórtica incluem:

  • Tomar medidas para prevenir a febre reumática
  • Tratar doenças como pressão alta, obesidade e colesterol alto
  • Cuidar de seus dentes e gengivas, diminuindo o rico de endocardite.

Uma vez que você sabe que você tem estenose aórtica, o médico ou médica pode recomendar a limitação de atividades que exijam muito esforço para evitar sobrecarregar o coração.

Também é importante que pacientes com estenose aórtica discutam o planejamento familiar com o médico ou médica antes de engravidar, uma vez que o coração trabalha mais durante a gravidez.

Sociedade de Cardiologia do Estado do Rio de Janeiro

Colégio Americano de Cardiologia - associação médica sem fins lucrativos que concede credenciais a especialistas cardiovasculares que cumprem as suas qualificações. O colégio também contribui para a pesquisa na área cardiovascular.

*As informações e sugestões contidas neste site têm caráter meramente informativo.
*Elas não substituem o aconselhamento e acompanhamentos do profissional da saúde.