Dor de ouvido Icone para edição

Dor de ouvido é mais comum em crianças do que em adultos. A dor de ouvido pode ser constante ou pode ir e vir. Ele pode surgir como uma sensação de queimação, uma dor afiada ou maçante. A dor de ouvido pode afetar ambas as orelhas de uma vez ou apenas um ouvido.

Diagnóstico:

O médico vai analisar o ouvido usando um instrumento chamado otoscópio. Um tímpano saudável é de coloração perolácea (cor de pérola). Se uma infecção no ouvido está presente o tímpano pode estar inflamado, inchado ou vermelho.

Se houver qualquer dúvida sobre o diagnóstico, podem ser necessários mais testes, dependendo do que o médico vê:

  • Timpanometria
  • Reflectometria de pulso acústico
  • Timpanocentese.

Se há sinal de infecções de ouvido persistentes ou acúmulo de líquido persistente no ouvido médio, o médico pode encaminhá-lo para um especialista em audição (fonoaudiólogo) ou terapeuta de desenvolvimento para testes de audição, habilidades de fala, compreensão da linguagem ou habilidades de desenvolvimento.

Remédios:

Uma dor de ouvido pode ter diversas causas, de modo que o tratamento varia de acordo com o diagnóstico estabelecido pelo médico. Por isso, somente um especialista capacitado pode dizer qual o medicamento mais indicado para o seu caso, bem como a dosagem correta e a duração do tratamento. Os medicamentos mais comuns para aliviar uma dor de ouvido são:

  • Deocil
  • Dipirona
  • Tramal
  • Nimesulida
  • Toragesic.

Siga sempre à risca as orientações do seu médico e NUNCA se automedique. Não interrompa o uso do medicamento sem consultar um médico antes e, se tomá-lo mais de uma vez ou em quantidades muito maiores do que a prescrita, siga as instruções na bula.

*As informações e sugestões contidas neste site têm caráter meramente informativo.
*Elas não substituem o aconselhamento e acompanhamentos do profissional da saúde.