Costocondrite Icone para edição

Costocondrite é uma inflamação na cartilagem que conecta uma costela ao esterno ou da própria costela. Esta condição leva a dores no peito semelhantes a de um ataque cardíaco ou outros problemas cardíacos. Quando está acompanhada de inchaço, a condição é chamada de Síndrome de Tietze.

Sintomas:

A dor e sensibilidade associados a costocondrite têm os seguintes sintomas:

  • Ocorre no lado esquerdo do peito
  • Afeta mais de uma costela
  • Piora quando a pessoa respira profundamente ou tosse.

Diagnóstico:

O diagnóstico da costocondrite consiste em um exame físico, o médico irá mover sua caixa torácica ou os braços de determinadas maneiras a fim de tentar desencadear seus sintomas. Como os sintomas da costocondrite são semelhantes aos sintomas de alguns problemas cardíacos, o médico pode também pedir uma variedade de exames, como radiografia do tórax, eletrocardiograma e exames de sangue, a fim de descartar outras condições.

Tratamento:

Normalmente a costocondrite se cura por conta própria, mas em alguns ela pode durar meses. Algumas opções de tratamento são:

  • Uso de medicamentos anti-inflamatórios
  • Medicamentos contendo codeína podem ser orientados em casos de dores fortes
  • Alguns antidepressivos podem ser utilizados em casos de dores crônicas
  • Medicamentos anticonvulsivos também podem contribuir para o controle das dores crônicas
  • Exercícios de alongamento suaves
  • Realizar um procedimento chamado de Estimulação elétrica nervosa transcutânea, que pode interromper ou mascarar os sinais da dor
  • Descansar e evitar atividades que piorem o problema
  • Caso as opções acima não funcionem, injetar medicamentos diretamente na articulação dolorosa pode ser uma opção
  • Intercalar compressas quentes e frias pode ser uma boa alternativa
  • Realizar fisioterapia pode atenuar a dor
  • Caso não haja sucesso com os outros tratamentos, a cirurgia para a retirada da cartilagem inflamada pode ser realizada.

Prognóstico:

Caso a costocondrite seja persistente ou crônica, o médico pode orientar mudanças permanentes na sua rotina. Alguns tipos de exercícios podem ser evitados por agravarem a situação, assim como alguns trabalhos manuais. O repouso e a fisioterapia também podem ser orientados. Certifique-se de levar as mãos e manter a higiene adequada em casa a fim de evitar infecções.

Costocondrite tem cura?

A perspectiva em relação a costocondrite é muito boa. A maioria dos pacientes respondem bem aos tratamentos conservadores. As chances de recorrência são maiores em que tem doenças reumatológicas subjacentes.

Prevenção:

Apesar da causa da costocondrite ser muitas vezes desconhecida, existem evidencias de que as crianças que carregam mochilas pesadas, especialmente sobre um dos ombros, correm maior risco de desenvolver a condição. Infecções respiratórias, levantamento de peso e exercícios extenuantes também podem estar ligados com a costocondrite.

Assim medidas que poderiam ajudar a prevenir a costocondrite são:

  • Incentivar seu filho a usar a mochila corretamente
  • Evitar atividades que poderiam desencadear a costocondrite
  • Tomar medidas para prevenir infecções respiratórias, como lavar bem as mãos, evitar o compartilhamento de copos e utensílios e limitar a exposição a doentes.

Clínica Mayo

*As informações e sugestões contidas neste site têm caráter meramente informativo.
*Elas não substituem o aconselhamento e acompanhamentos do profissional da saúde.