Cisto pilonidal Icone para edição

O cisto pilonidal ou doença pilonidal é um processo crônico inflamatório que acomete a região interglutea entre as nádegas, sendo estimado cerca de 26 casos por 100 mil habitantes. É mais comum em homens com uma taxa de 3:1 mulheres. Homens com maior quantidade de pelos costumam apresentar esses cistos com mais frequência.

Esse é o tipo mais comum de cistos dermoides, que também podem surgir em outras partes do corpo, como pescoço, em torno das orelhas, nariz e olhos.

Sinônimos

Abscesso pilonidal, fístula pilonidal, cisto pilonidal, doença pilonidal

Sintomas:

Alguns casos são assintomáticos, mas apresentam um pequeno orifício na pele na região sacro, mais especificamente uns 5 cm acima do ânus.

Já os pacientes que manifestam sintomas apresentam dor nessa mesma região e podem apresentar outros sinais:

  • Inchaço
  • Vermelhidão na área afetada
  • Saída de pus pelo orifício
  • Presença de pelos no orifício.

Em alguns casos, devido à intensidade do processo inflamatório e da infecção, novos orifícios podem surgir na região sacro, facilitando a saída espontânea do pus.

Diagnóstico:

Para fazer o diagnóstico, o médico realizará um exame físico no paciente, seguido de uma série de perguntas para verificar se a causa para os sintomas está no histórico médico ou familiar do paciente.

O médico pode querer também realizar uma biópsia do cisto. No entanto, para isso, ele precisará removê-lo cirurgicamente primeiro.

Tratamento:

O tratamento do cisto pilonidal é cirúrgico. Antibióticos ou medicamentos não são capazes de resolver o problema de forma definitiva. A cirurgia para retirada do cisto pilonidal é simples e o tempo de recuperação costuma ser rápido.

Pode haver uma cura espontânea de pequenos cistos após drenagem do conteúdo, mas isso não costuma acontecer com frequência.

Vale dizer que existe uma grande diversidade de opiniões entre a comunidade médica sobre qual é o melhor método de tratamento.

O método mais utilizado é a retirada de todo o cisto. No entanto, apesar de apresentar resultados satisfatórios, pode apresentar um período longo de cicatrização.

Incisão e curetagem: É indicado para todos os casos. A técnica tem sido utilizada por muitos profissionais devido aos resultados satisfatórios que tem apresentando.

Cisto pilonidal tem cura?

O tempo de recuperação pós-cirurgia de retirada do cisto é de aproximadamente três a quatro semanas pela técnica de incisão e curetagem. No entanto, o cisto pilonidal é passível de recorrência.

Prevenção:

Manter a região sacro limpa e seca e retirar os pelos regularmente pode ajudar a evitar a infecção.

*As informações e sugestões contidas neste site têm caráter meramente informativo.
*Elas não substituem o aconselhamento e acompanhamentos do profissional da saúde.