Ausência de sede Icone para edição

O que é Ausência de sede?

Ausência de sede é uma condição anormal em que a pessoa não sente vontade de ingerir líquidos mesmo quando está com uma baixa quantidade de água no organismo ou ingeriu uma dieta rica em sal.

Essa é uma condição perigosa, pois, uma vez que a pessoa não sente vontade de beber e acaba não ingerindo líquidos, ela pode sofrer uma desidratação, que causa consequências graves ao organismo.

Causas

O corpo envia a mensagem de que é necessário ingerir água através de uma região do cérebro chamada hipotálamo, então a ausência de sede normalmente está relacionada à problemas nesta região.

Com o envelhecimento também é comum que as pessoas sintam menos vontade de ingerir líquidos e frequentemente falem que não sentem sede, contudo, a necessidade de ingerir líquidos continua a mesma. Por isso, idosos sempre devem atentar para esse fator e ingerir uma quantidade suficiente de água por dia para evitar a desidratação. Quando há maior risco de sudorese, por exemplo, quando o clima está muito quente ou quando estão fazendo atividades ao ar livre, a quantidade de água ingerida também deve ser aumentada.

Outras possíveis causas para ausência de sede são:


Buscando ajuda médica

Deve-se procurar ajuda médica quando for notado que a pessoa não sente mais sede por longos períodos de tempo ou que nunca está com sede.

Na consulta médica

Especialistas que podem diagnosticar ausência de sede são:


Estar preparado para a consulta pode facilitar o diagnóstico e otimizar o tempo. Dessa forma, você já pode chegar ao consultório com algumas informações:


O médico provavelmente fará uma série de perguntas, tais como:


Também é importante levar suas dúvidas para a consulta por escrito, começando pela mais importante. Isso garante que conseguirá respostas para todas as perguntas relevantes antes de sair do consultório.

Diagnóstico de Ausência de sede

Para diagnosticar a causa da ausência de sede, o médico pedirá exames de acordo com as suas suspeitas da doença que está causando este sintoma. Dentre eles, pode ser necessário realizar exames que analisem o sistema nervoso do paciente e exames de urina.

Caso o paciente já esteja desidratado, pode ser necessário também que ele receba fluídos via intravenosa.

Prevenção

A principal forma de prevenir as complicações decorrentes da desidratação é ingerindo líquido o suficiente para as necessidades da pessoa, mesmo quando não se sente vontade. Uma boa dica pode ser colocar um alarme para lembrar de beber um copo de água a cada uma hora, para manter o corpo hidratado e os rins funcionando normalmente. Lembrando que em dias muito quentes ou quando se faz atividades que favorecem a sudorese, a quantidade de água ingerida deve ser aumentada.

Centro de Informações sobre Saúde

Clínica Mayo

Medscape

*As informações e sugestões contidas neste site têm caráter meramente informativo.
*Elas não substituem o aconselhamento e acompanhamentos do profissional da saúde.